Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Quarta, 21 de Julho de 2021 - 11:33

Por turismo, Bruno anuncia roda-gigante e requalificação de museus de Salvador

por Jamile Amine

Por turismo, Bruno anuncia roda-gigante e requalificação de museus de Salvador
Foto: Reprodução / Facebook

Na manhã desta quarta-feira (21), durante o lançamento dos projetos AfroBiz e AfroEstima (clique aqui), o prefeito Bruno Reis enumerou uma série de ações engatilhadas para dinamizar o turismo em Salvador, sobretudo após o impacto da pandemia da Covid-19.

 

Além de anunciar a inauguração da Casa da Música para o mesmo dia em que será realizado o evento-teste de retomada do setor cultural (saiba mais), ele destacou que as iniciativas lançadas nesta manhã, assim como outras desenvolvidos pela prefeitura, têm o propósito de atrair turistas para a capital baiana e vencer o “desafio” de fazer com que os visitantes permaneçam na cidade. 

 

Dentro deste bojo, Bruno anunciou a recuperação do Memorial das Baianas, situado na Praça da Sé. Segundo o prefeito, já foram viabilizados os recursos para reformar o equipamento, que já passou por vários episódios de depredação (relembre). 

 

Ele informou ainda que o Mercado Modelo é outro ponto turístico que está em fase final de licitação para a requalificação. “Vamos ter praticamente um novo Mercado Modelo em nossa cidade, são investimentos da ordem de R$ 15 milhões", anunciou.

 

Além disso, Bruno Reis informou que ainda nesta quarta (21), se reunirá com empresários para discutir a implantação, no Centro Histórico de Salvador, uma roda-gigante aos moldes da Rio Eye, localizada no Rio de Janeiro. 

 

Na ocasião, o prefeito assinou ainda a ordem de serviço para a implementação do Centro de Interpretação do Patrimônio Complexo da Casa da História de Salvador e Arquivo Público Municipal, projeto que teve financiamento de R$ 70 milhões do BID, dentro do Prodetur. “Todo esse arquivo está sendo recuperado, um prédio de 11 andares está sendo construído”, contou Bruno.

Histórico de Conteúdo