Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Ex-secretária de Cultura no governo Bolsonaro, Regina Duarte diz que aceitaria atuar na Record
Foto: Carolina Antunes

A atriz Regina Duarte, que rompeu um contrato de cinco décadas com a TV Globo para assumir a Secretaria Especial da Cultura (Secult) e acabou deixando o cargo no governo Bolsonaro em menos de três meses (clique aqui e saiba mais), revelou que aceitaria trabalhar na TV Record.

 

A declaração ocorreu em um vídeo publicado nas redes sociais da atriz, e divulgado na coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo. Ao ser questionada se toparia trabalhar em uma novela da emissora, Regina respondeu: “Claro que sim, porque não? Quando, em que década?”. Risonha, a ex-titular da Secult, afirmou que adora os folhetins da Record. 

 

“Acho que já têm uma qualidade consistente, eu adoro. Porque não? Não sei, eu adoro as bíblicas, e eu acho que novela bíblica é tudo, eu estou encantada com elas”, acrescentou a artista, que ao sair do governo, recebeu a promessa do presidente Jair Bolsonaro, de que assumiria um cargo na Cinemateca Brasileira, mas isso nunca ocorreu.

 

Em agosto do ano passado, em conversas com amigos atores e autores, Regina Duarte confessou o desejo de voltar a atuar nas novelas da Globo (saiba mais).

 

Veja o vídeo:

Histórico de Conteúdo