Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Projeto baiano de salvaguarda de documentos é selecionado em fundo emergencial na Holanda
Foto: Divulgação

O projeto “Salvaguarda de manuscritos históricos - patrimônio documental da história da cidade do Salvador”, do ateliê baiano Memória & Arte, foi selecionado em uma chamada internacional para receber um fundo emergencial de subvenção cultural a instituições reconhecidas por atuação na salvaguarda de patrimônio documental histórico. 

 

A chamada em questão é a Cultural Emergency Response (CER), que integra o COVID-19 Relief Fund, daa Prince Claus Fund, de Amsterdam, Holanda, juntamente com a International Alliance for the Protection of Heritage in Conflit Areas (ALIPH).

 

Os documentos da Memória & Arte que serão restaurados com apoio do fundo são 10 manuscritos, em um total de 112 fólios. Após a restauração, posteriormente serão transcritos e digitalizados. O projeto teve início em outubro e finaliza em 12 meses. 

 

"O auxílio financeiro veio através de um projeto de restauração documental, e isto significa que mais manuscritos serão salvos da destruição em que a maioria se encontra. Além disso, são documentos patrimoniais, portanto mais uma lacuna da História será revelada ou desvendada", afirma Vanilda Salignac, professora, doutora e responsável técnica pelo Memória & Arte.

 

O resultado desta restauração e todo o acervo documental tratado pelo Memória & Arte fica disponível no site www.memoriaarte.com.br.

Histórico de Conteúdo