Quinta, 26 de Março de 2020 - 14:50

Paola Carosella compra briga com apoiadores de Bolsonaro após chamá-lo de genocida

por Jamile Amine

Paola Carosella compra briga com apoiadores de Bolsonaro após chamá-lo de genocida
Foto: Reprodução / Band

Indignada pelas declarações do presidente Jair Bolsonaro, que na última terça-feira (24) minimizou a gravidade do coronavírus em pronunciamento oficial (clique aqui e relembre), a chef de cozinha e jurada do Masterchef Brasil, Paola Carosella, fez duras críticas  e foi hostilizada pelos apoiadores do político.

 

"Fora miliciano genocida. Fora", publicou a cozinheira. Ofendidos com a mensagem eleitores de Bolsonaro criticaram a declaração e atacaram a chef argentina. "Você não tem o direito de dizer isso, me desrespeita, desrespeita a democracia brasileira, desrespeita os milhões de brasileiros que o elegeram e desrespeita o público que lhe aceitou como brasileira genuína e fez você crescer como profissional que é. Às vezes devemos se calar", escreveu um seguidor. "Naldinho - se tem alguém que está faltando o respeito ao BRASIL- não sou eu. Te juro. Tem um cara lá, o tal do atleta- esse ta fazendo um estrago e tanto", retrucou a chef.

 

 

 

"Amada, fica calada. Nem brasileira você é... Te admiro pelo teu trabalho, mas nem sei onde você vota. Aqui temos um livrinho chamado Constituição, abraços", disse outro apoiador de Bolsonaro. Para a surpresa de alguns, Carosella rebateu a mensagem de uma forma inusitada: "Amado, fica calada tua bunda", disparou.

 

 

Apesar das críticas dos bolsonaristas, Paola Carosella também ganhou apoiadores, após sua manifestação contra os atos do presidente:

Histórico de Conteúdo