Ancine libera R$ 530 mil para filme de diretor de documentário sobre Olavo de Carvalho
Foto: Divulgação

Criticada por Jair Bolsonaro (PSL) sob alegação de que deve ter um filtro ideológico (clique aqui e saiba mais), a Agência Nacional do Cinema (Ancine) autorizou o documentário “Nem Tudo se Desfaz”, do diretor Josias Teófilo, a captar R$ 530,1 mil. “Como vinte centavos iniciaram uma revolução conservadora”, diz o pôster do filme, em referência às manifestações de 2013.


Apoiada pela atual gestão do governo federal, a obra em questão, segundo a coluna de Mônica Bergamo na Folha de S. Paulo, já foi divulgada nas redes sociais do filho mais novo do presidente, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).


Outra proximidade do filme com a família Bolsonaro é que Teófilo é o mesmo diretor de um documentário sobre Olavo de Carvalho, ideólogo do clã. Em entrevista à coluna, o cineasta afirma que o novo filme não é “sobre Bolsonaro, nem pró-Bolsonaro”. “Apesar de achar que as pessoas de direita vão gostar porque não vem com essas palhaçadas de dizer que foi golpe parlamentar, ignorando milhões de pessoas que foram às ruas [protestar]”, acrescenta.

Histórico de Conteúdo