Frota diz que ministro 'não conversou com a classe artística' para mudar Lei Rouanet
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

A reformulação da Lei Rouanet tem ocorrido com muitas críticas, até mesmo por aliados do governo e parlamentares do próprio PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro. 


De acordo com informações da coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo, o deputado federal Alexandre Frota (PSL-RJ) é um dos insatisfeitos com as mudanças, tendo afirmado inclusive que o ministro da Cidadania, Osmar Terra, responsável por apresentar o projeto, “não conversou com a classe artística, com os produtores, com os principais interessados”.


Segundo Frota, o ministro foi vago ao falar que as festas populares podem ficar fora da limitação de R$ 1 milhão por projeto. “A comemoração das torcidas do Corinthians e do Flamengo são festas populares. Elas entram nisso?”, indagou o deputado, revelando que nesta quarta-feira (24) irá com um berimbau à sessão da comissão que ouvirá Osmar Terra. Ao assumir o cargo, o ministro em questão disse não entender nada de cultura e afirmou que só sabia tocar o instrumento (relembre aqui).

Histórico de Conteúdo