Ator baiano é escalado para viver antenado Nik, o Geek no filme 'Turma da Mônica Jovem'
Foto: Reprodução / Instagram

Aos 19 anos, e há um mês radicado em São Paulo, o ator soteropolitano Lulas Leto fará sua estreia nas telonas com o pé direito. Ele, que como outros baianos famosos - a exemplo de Lázaro Ramos, Tânia Toko e Érico Brás - se formou pelo Bando de Teatro Olodum, foi escalado para interpretar o gamer famoso do YouTube Nik, o Geek, personagem do filme “Turma da Mônica Jovem”, que deve chegar aos cinemas no início de 2019. “Foi indicação de uma amiga. A gente já tinha trabalhado juntos, e ela trabalha com produção de elenco em Salvador, aí ficou sabendo da seleção para esse filme e me indicou, marcou horário”, conta o jovem artista, que dois meses após passar pela primeira fase, recebeu o telefonema para fazer o teste final na capital paulista. “Eu fui aprovado no mesmo dia”, conta Lucas, que na ocasião passou uma tarde inteira na produtora, porque o diretor do filme, Christiano Metri, queria dar a boa notícia pessoalmente. “Ele veio, chegou lá depois que os outros atores foram embora e disse que finalmente tinha encontrado o personagem que ele ajudou a escrever. E aí eu surtei. Tinha volta para Salvador no mesmo dia, saí de lá chorando, contando pra todo mundo, até pro Uber”, lembra o baiano, revelando que antes do anúncio estava descrente. “Normalmente essas seleções têm esse intervalo grande, mas esse trabalho demorou muito [a convocação para a segunda etapa], então eu realmente achei que não tinha dado em nada, que não tinha passado. Mas chegou com surpresa mesmo, ligaram pedindo data, e eu só tinha ido a São Paulo uma vez”, diz Lucas.

 


Lucas Leto ainda não conheceu Mauricio de Sousa pessoalmente, mas já encontrou a filha do quadrinista, Mônica Sousa, durante evento voltado para público geek | Foto: Arquivo Pessoal


Com a mudança definitiva de residência, o jovem baiano aproveitou também para investir na carreira. “Eu já tinha o objetivo de ir para o Rio ou São Paulo para continuar me especializando, mas não sabia a data certa. Tinha definido o objetivo, mas a vinda foi por conta do personagem do longa-metragem. Aproveitei e conciliei uma coisa com outra. Eles precisavam de mim aqui mais ativamente para gravar o conteúdo para fazer o personagem, e eu também estou seguindo meu objetivo”, conta Lucas, que atualmente faz uma especialização em dublagem. “Vim com o objetivo de entrar em um mercado que sempre gostei muito, sempre fui muito apaixonado e em Salvador não tinha espaço: o mercado da dublagem”, explica o ator, que em meio ao trabalho no filme e o curso, foi escalado para estrelar a campanha publicitária do Enem 2018, do governo federal. 

 


A relação afetiva com a Turma da Mônica se intensificou com o filme, mas o ator baiano conta que não é atual a sua simpatia pela criação de Maurício de Sousa. “Como grande parte dos brasileiros, sempre li bastante os gibis, principalmente quando morei um tempo no Rio [de Janeiro]. Minha tia comprava muito para minha prima e eu lia com ela”, lembra o artista. “Eu meio que aprendi a ler mesmo com os gibis da Turma da Mônica, o jovem eu passei a ler depois que entrei no projeto”, revela Lucas Leto, contando que seu personagem preferido era Chico Bento. “Sempre me identifiquei mais com ele, com essa questão de liberdade, andar descalço e tudo mais”, conta ele, destacando que hoje algo mudou. “Agora tenho que defender meu texto, agora o preferido é o Nik, com certeza”, diz.


Para compor o antenado youtuber, Lucas tirou de letra, já que, assim como o jovem que interpretará no cinema, ele também já teve experiência como influenciador digital. “Como ele [Nik] tem um canal no Youtube, eles queriam um menino com desenvoltura com a câmera e para falar a linguagem digital”, explica o ator, que já liderou dois canais na plataforma de vídeo online e diz estar encantado com o personagem. “Ele é muito inquieto. Eu sou um pouco mais calmo, mas acho muito bonita essa coisa dele ser inquieto, de aprender sobre coisas novas, a cultura geek, outras culturas de outros países, comportamentos... Ele é o jovem moderno de hoje, sempre tentando ver coisas novas e fazer parte de outras tribos”, diz Lucas Leto. “É muito atual a maneira que ele pensa. Acho que ele é uma boa referência para os jovens hoje”, acrescenta. Se para compor a personalidade de Nik o ator buscou experiências pessoais, na estética do personagem ele precisou realizar transformações um pouco maiores. Lucas tirou o black power para dar lugar aos dreadlocks, e contou que o processo de mudança foi tranquilo, mas que agora sente responsabilidade maior com questões étnicas, pelo fato de poder ajudar na representatividade de um padrão ainda marginalizado. 

 


O ator baiano trocou o black power por dreadlocks para encarnar o personagem | Foto: Arquivo Pessoal


Antes mesmo da estreia do filme “Turma da Mônica Jovem”, o público pode conferir o trabalho do ator baiano como Nik, porque ele já dá vida ao personagem em um canal do Youtube, e volta e meia aparece em eventos voltados para a cultura geek. Confira o trabalho de Lucas Leto como "Nik" no Youtube:

Histórico de Conteúdo