Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Terça, 19 de Outubro de 2021 - 09:10

Carreiras UniFTC: Professores – Heróis na nova era educacional

por Jardel Araújo

Carreiras UniFTC: Professores – Heróis na nova era educacional
Foto: Divulgação

Pandemia, a “bola da vez”. Todos os dias em nossas casas, reclusos, nos vemos dentro de um turbilhão de notícias sobre o cenário pandêmico mundial e suas consequências em nossas vidas. Em uma abordagem mais direta, logo se pensa que as transformações no estilo de vida das pessoas foram bruscas no campo da saúde, pois nunca se pensou tanto em biossegurança. Mas será que as transformações foram somente no campo da saúde? Em um olhar mais próximo, vemos que a política local, nacional e internacional passou a ser objeto de discussão tão importante quanto a saúde da população. E obviamente, como ponto de origem de qualquer evolução do ser humano, a educação sofreu transformações tão bruscas quanto. As pessoas vivem hoje uma nova realidade, acelerada e tornada possível durante o cenário pandêmico, instalado em março de 2020, no campo da educação.


Passamos de uma educação que tentava se desvincular de atividades exclusivas em classe, para uma educação que, inerentemente, está fundamentada na prática extraclasse. Os momentos de aprendizagem foram forçados a acontecer à distância. O que gerou uma evolução em cascata quanto às estratégias de aprendizagem, ferramentas online de apoio pedagógico e mudanças no mindset dos principais atores do processo educacional: os estudantes.


O processo de aprendizagem precisou ser reinventado, e é claro, o apoio tecnológico e pedagógico teve que evoluir junto. Hoje, trabalhamos mais fortemente a ideia de uma sala de aula invertida, colocando o aluno como protagonista do seu aprendizado e conhecimento. O hibridismo tão sonhado por vários estudiosos aconteceu! Agora os momentos de aprendizagem envolvem: estudos prévios e diagnósticos do aluno que nos permite personalizar nossos encontros; encontros com práticas que permitem o “aprender fazendo”; e materiais complementares para aprofundamento do conhecimento.  


Nossos momentos de aprendizagem entraram no âmago desta geração millenium. Deixamos de ser professores e passamos a ser seus heróis, que lutam diariamente para entender seus pensamentos. Replanejamos nosso processo de ensino, para assim ajudá-los a superar essas transformações. Como professores usamos novas armas educacionais: estamos nas suas redes sociais; utilizamos diversos aplicativos educacionais, como o Socrative, o Kahoot, Powtoon, o Polleverywhere, o Mentimeter; e reconfiguramos nossas aulas para serem mais ativas, com métodos como Gamification, Peers Instruction, Team Based Learning, dentre outros. 


Estamos longe fisicamente, em algumas situações, mas cada dia mais próximos, pedagogicamente, dos nossos estudantes. Usamos nossas ferramentas educacionais, nosso espírito educativo e nosso amor pela profissão para proporcionar uma educação com mais autonomia, responsabilidade, tecnologia e aprendizagem significativa e desenvolvedora.


*Jardel Araújo é pós-doutor em Currículo por Competências, e possui 10 anos de experiência em capacitação docente, com mais de 4000 professores treinados na aplicação de Metodologias Ativas de aprendizagem

 

*Os artigos reproduzidos neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do Bahia Notícias

Histórico de Conteúdo