Quarta, 06 de Maio de 2020 - 16:00

A cultura de Salvador precisa de ajuda

por Jamerson Silva

A cultura de Salvador precisa de ajuda
Foto: Divulgação

Em votação unânime, Senado aprovou, na última semana, o PL 873/2020, que incluiu trabalhadores de várias áreas de atuação no Auxílio Emergencial de R$600. A ampliação abrangeu artistas e profissionais da cultura que não têm trabalho formal e, em meio à pandemia do novo coronavírus, estão sem renda. 

 

Além de estar sem possibilidades de trabalhar, essas profissionais provavelmente serão a última categoria que voltará a exercer suas atividades. O texto agora aguarda a sanção do presidente, que como sabemos não tem cooperado com as ações para atenuar os impactos da crise sanitária que o país e o mundo estão vivendo.



A cidade de Salvador precisa ir no mesmo caminho. Se é verdade que boa parte da arrecadação do município vem da prestação de serviços, motivada pela sua vocação turística, também é verdadeiro o fato que quem ajuda a fomentar esse turismo são os artistas da terra. Os artistas do dia-a-dia. Os que permanecem se apresentando quando o ciclo dos grandes eventos de verão se encerram com o carnaval. São os operários das artes que, mesmo sem grandes holofotes, sustentam toda uma cadeia de profissionais trabalhando o ano todo a partir da promoção de entretenimento, gerando renda famílias inteiras mas também para o município.



A prefeitura de Salvador precisa fazer com que o seu projeto ‘Salvador para Todos’, seja para todos e todas mesmo. Precisa incluir toda essa rede de pessoas que atuam nos palcos e nos bastidores e que agora estão passando muita dificuldade por não poderem trabalhar. Se ver fora da política municipal que fornece um auxílio financeiro é ser jogado a própria sorte em um momento tão delicado como o que estamos atravessando. A cidade, que sempre foi reconhecida e enaltecida por ser um celeiro de grandes artistas, não pode virar as costas para nós nesse momento tão grave.



*Jamerson Silva é soteropolitano, morador de Cajazeiras. Publicitário, músico e produtor cultural com mais de 15 anos de experiência em produção de eventos. Ele é idealizador e administrador da casa de shows Jam Music & Bar e trabalhou em diversos projetos de formação para a cadeia produtiva da música baiana e brasileira

 

*Os artigos reproduzidos neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do Bahia Notícias

 

Histórico de Conteúdo