Associação dos Diabéticos questiona eficácia de insulina ucraniana que abastecerá 50% do SUS
Foto: Divulgação

A Associação Nacional de Atenção a Diabetes vem questionando a qualidade da insulina ucraniana, da empresa Indar, que abastecerá 50% do mercado do Sistema Único de Saúde (SUS). "O temor não é só em relação a um possível desabastecimento, mas também quanto à eficácia do produto. Vou há 30 anos a congressos e nunca ouvi sobre a companhia", diz o presidente da associação, Fadlo Fraige Filho. De acordo com a Folha, o grupo  firmou, em 2007, uma parceria com o Ministério da Saúde para transferir a tecnologia da insulina para laboratórios públicos. O processo vinha sendo feito com a Farmanguinhos, da Fiocruz, e chegou à sua última etapa apenas em 2016. Questionado sobre os critérios de escolha da Indar, o Ministério da Saúde respondeu que a Anvisa já comprovou qualidade do produto. Uma nova inspeção na Indar foi feita em 18 de agosto e os resultados a inda não foram divulgados.

Histórico de Conteúdo