Segunda, 26 de Junho de 2017 - 19:20

À deriva, Ferry Boat Agenor Gordilho apresentou falha em motor

por Júlia Vigné

À deriva, Ferry Boat Agenor Gordilho apresentou falha em motor
Equipe de manutenção | Foto: Leitor BN

O Ferry Boat Agenor Gordilho, que está à deriva na Baía de Todos os Santos, apresentou falha em um dos motores. A informação é da assessoria, que informou que o problema foi identificado na hora de realizar a manobra para atracar na rampa do Terminal São Joaquim, em Salvador. Uma equipe de manutenção foi enviada para embarcação para auxiliar que a atracação “seja realizada o mais rápido possível”.

Segunda, 26 de Junho de 2017 - 19:00

Cinco senadores prometem assinar recurso contra arquivamento de cassação de Aécio

por Isabela Bonfim e Thiago Faria | Estadão Conteúdo

Cinco senadores prometem assinar recurso contra arquivamento de cassação de Aécio
Foto: Marcelo Camargo / EBC / FotosPúblicas

Cinco senadores se comprometeram a assinar recurso contra o arquivamento do pedido de cassação do senador Aécio Neves (PSDB-MG). O número é a quantidade exata de assinaturas necessárias para protocolar o recurso. Coordenado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), o recurso do arquivamento deverá ser assinado pelos senadores João Capiberibe (PSB-AP), José Pimentel (PT-CE) e Pedro Chaves (PSC-MS). O senador Lasier Martins (PSD-RS) assinou o recurso na última sexta-feira (23). "O Conselho não se empenha em defender a respeitabilidade e a dignidade do conselho. Não podemos deixar que os próximos investigados tenham o mesmo destino. Parece que não temos um conselho de ética, mas um conselho de defesa dos senadores. Tem que arejar o Conselho de Ética. O conselho tem que funcionar. Não pode arquivar tudo", afirmou Lasier. O senador também acredita que essa é uma oportunidade para Aécio provar que é inocente. De acordo com a assessoria de Randolfe, os senadores que se comprometeram com o recurso ainda estão nos seus respectivos Estados e assinarão o documento tão logo cheguem a Brasília. O protocolo do recurso ficou agendado para 11h desta terça-feira, 27. O prazo máximo para recurso é na tarde do mesmo dia.

Polícia Federal encaminha novo relatório ao STF sobre investigação contra Temer
Foto: Beto Barata / PR

A Polícia Federal enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) um novo relatório da investigação contra o presidente Michel Temer. Segundo informações do G1, o documento foi remetido à Procuradoria Geral da República. Na semana passada, a PF já havia enviado um relatório prévio concluindo que houve prática do crime de corrupção passiva. No novo documento, constam também informações sobre os crimes de obstrução de Justiça e organização criminosa.

Segunda, 26 de Junho de 2017 - 18:20

Liminar suspende edital de licitação do VLT de Salvador por risco a patrimônio público

por Cláudia Cardozo

Liminar suspende edital de licitação do VLT de Salvador por risco a patrimônio público
Foto: Divulgação

O juiz Sérgio Humberto de Quadros Sampaio, da 7ª Vara da Fazenda Pública de Salvador, em liminar, determinou a suspensão imediata do procedimento licitatório da implementação e operação de Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), do Subúrbio de Salvador, com previsão para iniciar na sexta-feira (30), sob pena de multa diária de R$ 2 mil, em caso de descumprimento. A liminar foi deferida no bojo de uma ação popular contra o Estado da Bahia, o governador Rui Costa e o secretário de Desenvolvimento Urbano da Bahia (Sedur), Fernando Dantas Torres. Na ação, os autores alegaram que o Estado da Bahia, através da Sedur, publicou o edital 01/2017, licitação do tipo Concorrência Pública, com a finalidade de implementação e operação do VLT, através de contrato de parceria público-privada, na modalidade concessão patrocinada. Segundo a ação, o critério de julgamento do edital é o de menor valor de contraprestação anual de operação, com data limite para apresentação das propostas na sexta-feira (30). Alegou ainda que a convocação é ilegal, e que a minuta do futuro contrato a ser celebrado apresenta fatores que “acarretariam evidente e vultuosa lesão ao patrimônio público do Estado”. A petição ainda aponta que a minuta transfere para a concessionária o dever de realizar estudos para fins de exploração do empreendimento, o que violaria o interesse público, “já que, se o Estado da Bahia licitasse diretamente, não teria de compartilhar ganhos com a concessionária do VLT, recebendo sozinho a receita obtida com a outorga da licitação, além de percentual sobre a receita do empreendimento”, e que, licitando à parte, o Estado “se desvincularia de 20 anos de parceria público-privada, insuficiente para viabilizar um empreendimento de 30 mil metros quadrados, considerando que serão 18 meses para apresentação do projeto e mais três ou quatro anos para executá-lo”, sobrando apenas quinze anos para se auferir resultado monetário. Por fim, os autores pontuam que o Estado ainda terá de indenizar a concessionária por eventual shopping, na área do atual Terminal da Calçada, que será construído, caso queira o bem de volta, e que o contrato ainda prevê receitas extraordinárias, como comercial de lojas, quiosques, dentre outros, cuja receita e encargos decorrentes não serão compartilhadas com o Estado, exceto em relação aos naming rights, "violando a moralidade e a modicidade tarifária", além de atentar contra o interesse público. Para o juiz, o autor da ação popular tem razão, e verificou-se a existência de ilegalidade e risco de lesão ao patrimônio público. “Vê-se, portanto, que é evidentemente desfavorável ao Poder Público o quanto estipulado nas cláusulas do referido contrato, a ser celebrado entre a concessionária vencedora do certame e o Estado da Bahia. Noutro giro, é inequívoco o perigo de dano, uma vez que o início do certame está previsto para o dia 30/06/2017 e, sem a suspensão do procedimento, a Administração Pública corre o risco de celebrar com a Concessionária vencedora, contrato eivado de cláusulas prejudiciais ao patrimônio e interesses públicos, o que justifica, deste modo, a concessão da medida neste momento processual”, sinalizou o juiz na decisão liminar.

Segunda, 26 de Junho de 2017 - 18:19

Ferry-boat Agenor Gordilho fica à deriva na Baía de Todos os Santos nesta segunda

por Matheus Caldas / Júlia Vigné

Ferry-boat Agenor Gordilho fica à deriva na Baía de Todos os Santos nesta segunda
Foto: Leitor BN

Carregando passageiros que estão retornando dos festivos juninos, o ferry-boat Agenor Gordilho está à deriva na Baía de Todos os Santos. De acordo com um passageiro que não quis se identificar, a embarcação saiu de Bom Despacho por volta de 16h45 e teria parado próximo ao litoral de Salvador por volta de 17h30. Procurado, o comandante da embarcação não quis se pronunciar e afirmou que o problema está sendo resolvido pela tripulação a bordo. Os funcionários da embarcação ainda afirmaram que estariam atualizando os passageiros sobre a situação do ferry boat através do alto falante da embarcação, mas os passageiros negam a informação.


Foto: Leitor BN

Juiz autoriza leilão de casa, lancha e joias de Cabral em Mangaratiba
Foto: Divulgação / Polícia Federal

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, autorizou que a casa de Mangaratiba de Sérgio Cabral (PMDB), avaliada em R$ 8 milhões, seja leiloada. Três automóveis, uma Lancha Manhatan Rio e joias que estão no nome do ex-governador e da ex-primeira-dama Adriana Ancelmo foram homologados em "alienação antecipada". A alienação antecipada preserva o valor de coisas que estejam sujeitas a deterioração, o dinheiro arrecadado poderá ser depositado em uma conta remunerada. Caso Cabral seja absolvido, ele poderá ter seu dinheiro de volta.

Gilmar Mendes diz que não se sente impedido por ser relator de inquérito sobre Aécio Neves
Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, disse nesta segunda-feira (26) que não se sente impedido de assumir a relatoria de um dos inquéritos relacionado ao senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG). "[Não me sinto] nada impedido. Nenhum constrangimento", declarou ao sair de um evento no Instituto Fernando Henrique Cardoso, em São Paulo. Aécio tem cinco inquéritos no Supremo abertos com base nas delações premiadas de ex-executivos da Odebrecht. A relatoria de um deles foi sorteada para Gilmar na última sexta-feira (23). Inicialmente eles estavam sob responsabilidade do ministro Edson Fachin, relator dos processos ligados à Operação Lava Jato. A redistribuição aconteceu a pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, sob o argumento que as delações não têm relação com as irregularidades na Petrobras.

Bancos são assaltados em LEM e Várzea da Roça durante feriado de São João
Foto: Reprodução/Weslei Santos/Blog do Sigi Vilares

Suspeitos invadiram um shopping em Luis Eduardo Magalhães, arrombaram um caixa eletrônico com um maçarico e roubaram o dinheiro disponível no equipamento. O G1 informou que o crime foi percebido quando funcionários do banco chegaram ao local para trabalhar, manhã desta segunda-feira (26). De acordo com a Polícia Militar (PM), não se sabe ainda quando a invasão ocorreu, pois o shopping ficou fechado durante o São João. Os suspeitos teriam feito um buraco em uma parede para acessar o local do caixa eletrônico. A ocorrência será investigada pela Polícia Civil e ainda não há suspeitos identificados. Por conta do crime, o shopping não funcionou nesta segunda. Na cidade de Várzea da Roça também ocorreram situações semelhantes no domingo (25). Cerca de 10 homens armados assaltaram uma agência do Banco do Brasil e um caixa eletrônico do Bradesco da cidade. Segundo o G1, eles utilizaram explosivos para arrombar os caixas eletrônicos e a agência do Banco do Brasil ficou destruída. Quando foram realizar a fuga, os assaltantes atiraram em uma viatura da PM e queimaram o veículo que estavam utilizando. O carro queimado foi deixado na rodovia e os suspeitos teriam assaltado uma caminhonete e fugido em direção a Baixa Grande, na região de Mairi. Ninguém foi preso ainda.

 

PT classifica possível condenação de Lula como 'golpe para afastá-lo da eleição de 2018'
Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

O Partido dos Trabalhadores (PT) afirmou nesta segunda-feira (26), através de uma nota, que caso o presidente Lula venha a ser condenado pelo juiz federal Sérgio Moro, o fato seria considerado um "golpe" para impedi-lo de disputar a Presidência nas eleições de 2018. O PT ainda afirmou que, caso Lula seja condenado, a eleição do ano que vem seria uma "fraude". A nota, assinada pela presidente do partido, senadora Gleisi Hoffmann (PR) ainda afirma que "qualquer sentença que não seja absolvição completa e irrestrita de Lula será injusta". "Uma hipotética condenação de Lula teria como único objetivo afastá-lo das eleições de 2018, o que é absolutamente inaceitável. Sem Lula, as eleições presidenciais não terão legitimidade e não passarão de uma fraude contra o povo brasileiro. Condenar Lula, o maior líder popular na nossa história, significaria desferir um golpe mortal contra a justiça e a democracia do Brasil", afirma a nota. O comunicado é realizado após a defesa de Lula ter apresentado as alegações finais no processo do tríplex.

Segunda, 26 de Junho de 2017 - 16:47

Delegação do Vitória chega em Salvador sob protestos e chuva de pipocas

por Glauber Guerra / Ulisses Gama

Delegação do Vitória chega em Salvador sob protestos e chuva de pipocas
Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias

Após ter sido goleado pelo Atlético Paranaense no último domingo (25), em Curitiba, o Vitória teve uma chegada tensa em Salvador na tarde desta segunda-feira (26). No aeroporto da capital baiana, cerca de 50 torcedores rubro-negro protestaram contra o mau momento da equipe no Campeonato Brasileiro. Durante a passagem da equipe, os torcedores lançaram pipocas e gritaram palavras de ordem contra o atacante Kieza e o zagueiro Fred. Com oito pontos, o Leão ocupa o 18º lugar da competição nacional. No próximo domingo (2), o desafio será contra o arquirrival Bahia, no Barradão. Confira o vídeo:

Avião com 500 quilos de cocaína decolou de fazenda da família do ministro Blairo Maggi
Foto: Divulgação / PMGO

O avião bimotor interceptado pela Força Aérea Brasileira neste domingo (25) com 500 quilos de cocaína decolou de uma fazenda no Mato Grosso que pertence à empresa Amaggi, administrada pela família do ministro da Agricultura, Blairo Maggi. A ação foi feita em conjunto com a Polícia Federal e órgãos de segurança pública. A aeronave saiu da fazenda Itamarati Norte, no município de Campo Novo do Parecis com destino a Santo Antonio Leverger, no mesmo estado. As informações sobre a origem e o destino foram passadas pelo piloto. Em nota, a Amaggi alegou que não tem qualquer ligação com a aeronave descrita pela FAB e não emitiu autorização para pouso ou decolagem dela em qualquer uma de suas pistas. “A região de Campo Novo do Parecis tem sido vulnerável à ação de grupos do tráfico internacional de drogas, dada a sua proximidade com a fronteira do Estado de Mato Grosso com a Bolívia”, diz o comunicado. No texto, a Ammagi relata ainda que já prestou apoio à Polícia Federal quando uma aeronave clandestina planejava pousar com cerca de 400 kg de entorpecentes. Segundo a FAB, a aeronave interceptada inicialmente seguiu as instruções da defesa aérea, mas em vez de pousar no aeródromo indicado, arremeteu. Apenas após o disparo de um tiro de aviso pela FAB o piloto do avião com cocaína voltou a obedecer aos comandos. 

Segunda, 26 de Junho de 2017 - 16:20

Michel Temer comete gafe e chama empresários russos de 'soviéticos'

por Carla Araújo e Fabricio de Castro | Estadão Conteúdo

Michel Temer comete gafe e chama empresários russos de 'soviéticos'
Foto: Beto Barata / PR / FotosPúblicas

Durante cerimônia nesta segunda-feira, 26, no Palácio do Planalto, o presidente da República, Michel Temer, cometeu mais uma gafe ao dizer que, na semana passada, conversou com empresários "soviéticos". "Eu estive agora recentemente em Moscou, na Rússia, e depois na Noruega, e verifiquei interesse extraordinário dos empreendimentos soviéticos (...) podemos verificar interesse extraordinário dos empresários soviéticos e dos noruegueses", afirmou. A gafe repete o que constou na agenda oficial na semana passada, quando o Palácio do Planalto, ao publicar a agenda oficial do presidente em Moscou, informou que Temer partiria de "Brasília para a República Socialista Federativa Soviética da Rússia", denominação usada durante o regime comunista, entre 1917 e 1991, para designar a Rússia na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS). O nome oficial do país é Federação Russa. O erro de informação permaneceu no ar ao longo de 15 minutos e acabou sendo corrigido.

Principais rodovias baianas registram lentidão no trânsito durante volta do São João
Foto: Whatsapp/Leitor BN

Os motoristas que resolveram deixar para voltar dos festejos juninos nesta segunda-feira (26) encontram trechos de retenção em algumas das principais rodovias baianas. A Concessionária de Rodovias Viabahia informou que o trânsito está bastante lento na BR-324 desde o acesso ao município de Terra Nova, passando por Passsagem dos Teixeiras até o pedágio de Simões Filho, sentido Salvador. São 61 km de lentidão na região. Quem vem na BR-116 em direção a Feira de Santana também encontra pontos de retenção nas imediações do município de São Estêvão, em 16,3km. De acordo com a Viabahia, apesar de geralmente existirem ocorrências nas rodovias, não há nenhuma que tenha motivado engarrafamento. O fluxo intenso é que estaria causando a lentidão.

'Nada nos destruirá, nem a mim nem aos nossos ministros', disse Temer
Foto: Reprodução / NBR

O presidente Michel Temer afirmou nesta segunda-feira (26), durante um evento no Palácio do Planalto para sancionar a lei que permite que os comerciantes cobrem preços diferentes para o mesmo produto, que não há "um plano B" para o país. O único plano seria a "agenda de modernização no país". O presidente ainda afirmou que "nada nos destruirá, nem a mim nem a nossos ministros". A denúncia contra o presidente Michel Temer construída pela Procuradoria-Geral da República (PGR) deve ser apresentada até terça-feira (27). "O Brasil está nos trilhos, no caminho da responsabilidade e na rota da superação. Portanto, meus amigos, que ninguém duvide. Nossa agenda de modernização do Brasil é a mais ambiciosa em muito tempo. Tem sido implementada com disciplina, com sentido de missão. Não há plano B, há que seguir adiante. E nada nos destruirá, nem a mim, nem aos nossos ministros.", afirmou Temer. A crise política no governo de Temer foi acirrada após a divulgação de um áudio pelo empresário, dono da JBS, Joesley Batista. A denúncia da PGR deverá ser aprovada por dois terços da Câmara dos Deputados para prosseguir para o Supremo Tribunal Federal (STF).

Motorista que atropelou skatistas se entrega e diz que acelerou por medo
Foto: Reprodução / TV Globo

O motorista que atropelou um grupo de skatistas em São Paulo (veja mais) se entregou à polícia nesta segunda-feira (26) e disse que acelerou por medo de ser linchado. Em depoimento ao delegado Roberto Pacheco, responsável pela investigação do caso, ele argumentou ainda que a Rua Augusta não tinha sinalização adequada para mostrar que a via estava interditada. "Após colher o primeiro skatista com seu veículo, ele apavorou-se porque o carro todo começou a ser apedrejado. Ele estava com a mãe no veículo e mais um amigo. A mãe já com idade, 80 e poucos anos, e os vidros e o carro começaram a receber amalgamentos. Os vidros quebrados e ele ficou com medo de parar e ser linchado", disse o delegado, segundo o G1. O motorista estava dirigindo um carro modelo Ford Ecosport neste domingo (25) quando se envolveu no incidente. O passeio dos skatistas na Rua Augusta fazia parte das celebrações pelo Dia Mundial do Skate, comemorado no dia 21 de junho.

Em artigo, FHC 'apela' ao bom senso de Temer para que presidente renuncie
Foto: Beto Barata / PR

O PSDB decidiu permanecer na base aliada do governo de Michel Temer (PMDB), mas, ainda assim, o partido segue dividido. A bancada baiana, por exemplo, foi um dos primeiros grupos a se pronunciar a favor da debandada (saiba mais aqui). Na última semana, durante a votação da reforma trabalhista na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado, o senador tucano Eduardo Amorim (SE) decidiu ignorar a indicação do partido e votou pela rejeição da matéria – a reforma acabou reprovada por 10 votos a 9 (lembre aqui). Assim, entre os tucanos que defendem a saída do peemedebista da Presidência da República está o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que assinou um artigo publicado na Folha de S. Paulo pedindo a renúncia de Temer em nome do "bom senso". "Apelo, portanto, ao presidente para que medite sobre a oportunidade de um gesto dessa grandeza, com o qual ganhará a anuência da sociedade para conduzir a reforma política e presidir as novas eleições". No texto, FHC diz acreditar que, no futuro, a história poderia reconhecer "os méritos do autor de uma proposta política de trégua nacional". Ao longo do artigo, o tucano pontua as dificuldades enfrentadas pelo país no atual cenário, ressaltando que para solucionar o quadro é preciso respeitar a Constituição e o bem-estar do povo. Para FHC, o governo sofre com a propensão ao escândalo, que atribui à mídia, com a pós-verdade das redes sociais, com os interesses corporativos e com a "sanha purificadora" de alguns setores do Ministério Público. Assim, ele conclui que o governo Temer tem dificuldade de se sustentar no Palácio do Planalto, sendo a renúncia a única saída viável para restabelecer a estabilidade no Brasil. "Neste quadro, o presidente Michel Temer tem a responsabilidade e talvez a possibilidade de oferecer ao país um caminho mais venturoso, antes que o atual centro político esteja exaurido, deixando as forças que apoiam as reformas esmagadas entre dois extremos, à esquerda e à direita", avalia o tucano. Como propostas para uma reforma política, FHC defende ainda a alteração do mandato presidencial para cinco anos sem reeleição e a antecipação das eleições congressuais, a fim de se criar "um novo clima político no país".

Operação São João: Mortes em rodovias baianas apresentam redução de 20%
Foto: Alberto Maraux/ SSP-BA

A Operação São João, concluída na manhã desta segunda-feira (26) pela Polícia Militar, registrou redução no número de mortes nas rodovias estaduais na comparação com o mesmo período do ano passado. De acordo com o balanço divulgado pela PM, ocorreram 33 acidentes de trânsito com 20 vítimas com ferimentos leves, nove com ferimentos graves e quatro vítimas fatais – uma redução de 42% das mortes na estrada em relação a 2016, quando sete pessoas morreram. Houve também redução de 23% no número de feridos leves e aumento em 12,5% no de feridos graves. O primeiro acidente com vítima fatal aconteceu no último sábado (24): um motociclista morreu após atropelar um animal na BA-758, por volta das 18h30. As outras mortes ocorreram no domingo (25): um homem atingindo por uma caminhonete no km 25 na BA-099; a passageira de uma motocicleta que tombou no km 24 da BA-523, por volta das 17h30; um condutor de um veículo que colidiu com um obstáculo físico e capotou no km 193 da BA-234, por volta das 19h. Durante a operação, a PM abordou 8.228 pessoas e 5.504 veículos, sendo 1.141 autuados e 86 retidos. As ações resultaram também no recolhimento de 28 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) e de 33 Certificados de Registro de Licenciamento de Veículo (CRLV). Nos quatro dias de operação, 547 veículos foram flagrados em excesso de velocidade por radares estáticos e móveis e duas pessoas foram conduzidas às delegacias por dirigirem sob efeito de bebida alcóolica. Na sexta-feira (23), foi registrada uma ocorrência envolvendo tráfico de drogas: três pessoas que estavam em veículo na altura de um local conhecido como "Trevo do Galego", na rodovia na BA-386, foram abordados e portavam uma quantidade não informada de haxixe e maconha, além de dinheiro, balança e outros objetos. O material e os presos foram apresentados na delegacia de Porto Seguro.

Internacional chega a acordo com STJD para parcelar multa e encerra caso Victor Ramos
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

O Internacional deu o caso Victor Ramos como encerrado. O Colorado entrou em acordo com o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e vai pagar a multa de R$ 810 mil em oito parcelas. A primeira será no valor de R$ 110 mil e as outras serão de R$ 100 mil. O clube foi multado em R$ 720 mil e o restante, R$ 90 mil, é referente à punição ao ex-presidente da agremiação, Vitório Píffero, que era o cartola na época em que o caso começou. O Inter foi punido por adulterar e-mails para comprovar que a transferência do zagueiro Victor Ramos ao Vitória havia sido feita de forma irregular? (leia mais). Já Píffero, além da multa, foi afastado de qualquer atividade no futebol por 555 dias. A diretoria do clube gaúcho optou por não recorrer com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) da decisão do STJD.

Caravelas: Baleia jubarte é achada morta; caso com espécie é o 2º em quatro dias
Foto: Reprodução / Projeto Baleia Jubarte

Uma baleia da espécie jubarte foi encontrada morta na manhã desta segunda-feira (26) em Caravelas, no extremo sul baiano. Segundo o G1, esta é a segunda baleia encontrada morta na região em quatro dias. Na última quinta-feira (22), outra baleia foi encontrada morta na cidade de Alcobaça (lembre aqui). Conforme o projeto Baleia Jubarte, a baleia encontrada nesta segunda é uma espécie juvenil de jubarte, com estimativa de 7,5 a 8 metros de comprimento. As causas da morte do animal não foram ainda informadas.

Moro condena João Santana, Mônica Moura e Marcelo Odebrecht por lavagem de dinheiro
Foto: Globo News

Além de Palocci, o juiz Sérgio Moro também condenou os baianos Marcelo Odebrecht, João Santana e Mônica Moura. A investigação, iniciada em outubro de 2016 com a denúncia do Ministério Público Federal (MPF), expôs um esquema de corrupção envolvendo a empreiteira e contratos de sondas com a Petrobras. Na sentença divulgada nesta segunda-feira (26), Moro aponta que o esquema teria servido para fraudar as eleições municipais de 2008 e a presidencial de 2010, além de pleitos em El Salvador e no Peru. "Outros valores teriam sido repassados até no mínimo 2014 com outros propósitos", afirmou o juiz da Lava Jato no documento, de acordo com o UOL. Odebrecht foi condenado a 12 anos, dois meses e 20 dias de prisão por um crime de corrupção ativa e 19 crimes de lavagem de dinheiro. Porém, como réu já fechou um acordo de delação premiada e contribuiu com as investigações, sua pena será de 10 anos de reclusão. Esse período será dividido em dois anos e meio de regime fechado – contados a partir de junho de 2015, quando ele foi preso preventivamente –, dois anos e meio em recolhimento domiciliar com uso de tornozeleira eletrônica e o restante igualmente subdividido entre os regimes semiaberto e aberto. Na mesma situação está o casal de marqueteiros do PT. Condenados a sete anos e seis meses de prisão por 19 crimes de lavagem de dinheiro, João Santana e Mônica Moura tiveram a punição fixada em 160 dias em regime fechado – tempo já cumprido na prisão preventiva – e mais quatro anos de reclusão, sendo 18 meses em prisão domiciliar com uso de tornozeleira eletrônica e o restante subdivido em 18 meses de regime semiaberto e 12 de regime aberto. Neste mesmo processo, Moro também condenou o ex-ministro Antonio Palocci, o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, o ex-diretor da Petrobras Renato Duque e ouras sete pessoas (saiba mais aqui).

Segunda, 26 de Junho de 2017 - 13:45

Carlos Eduardo assina até o fim do ano, mas aguarda liberação no BID

por Glauber Guerra

Carlos Eduardo assina até o fim do ano, mas aguarda liberação no BID
Foto: Maurícia da Matta/ Divulgação / Vitória
O Vitória anunciou nesta segunda-feira (26) a contratação do meio-campista Carlos Eduardo.  O jogador de 29 anos estava sem clube desde que deixou o Atlético-MG, no mês passado. Ele se apresentou ao Rubro-negro baiano na semana passada (saiba mais aqui) para realizar exames médicos e já chegou até participar de treinamentos. O atleta assinou contrato até dezembro deste ano e agora espera o seu nome aparecer no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para ficar à disposição do técnico Alexandre Gallo. Carlos ainda acumula passagens pelo Rubin Kazan (RUS), Hoffenheim (ALE), Grêmio e Flamengo. O próximo compromisso do Vitória é contra o Bahia, domingo (2), às 16h, no Barradão, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.
Força-tarefa da Lava Jato quer reduzir impacto da delação de Palocci sobre bancos
Foto: Carta Campinas

A força-tarefa da Operação Lava Jato está apreensiva com o impacto da delação do ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci no sistema financeiro do país. Segundo informação da coluna de Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, a equipe estuda uma forma de preservar as instituições e os empregos que geram, ao contrário do que ocorreu com as empreiteiras. Ainda de acordo com a coluna, o próprio Palocci vem manifestando a mesma preocupação nas conversas com os procuradores. Como ex-chefe da Fazenda, tem apontado que seria importante separar as instituições bancárias dos executivos que cometeram crimes. Uma das ideias que já foram sugeridas é a realização de uma complexa negociação com os bancos antes da divulgação completa dos termos da delação de Palocci. O objetivo é que, quando as informações venham à tona, as instituições financeiras já tenham fechado acordos de leniência com o Banco Central, pagando as multas e encerrando o assunto, evitando crises maiores. A dificuldade é o tempo curto, já que a negociação com Palocci está em fase avançada.

Operação São João: Detran e polícia abordam mais de 13 mil pessoas
Foto: Divulgação/ Detran

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-BA), em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Batalhão de Polícia Rodoviária da PM , abordou 13.409 pessoas e 10.264 veículos entre a última quarta (21) e o último sábado (24). A ação é parte da Operação São João. Foram emitidas ao longo do período 2.675 notificações por infrações como excesso de velocidade, dirigir usando o celular, licenciamento vencido e não usar cinto de segurança e capacete. Durante o período também foram identificados dois carros roubados, por meio do OCR, equipamento que faz a leitura da placa do veículo, por verificação da base de dados do Detran. As blitze da Lei Seca foram realizadas em Salvador e outros 19 municípios do interior, durante as quais 1.936 condutores fizeram o teste do etilômetro (bafômetro). Desse grupo, 43 apresentavam estado de embriaguez e 36 se recusaram a fazer o teste. 

SSP usa imagens para apurar suposto estupro na Barra e aponta 'confusão mental' de mulher
Foto: Jota Freitas/ Setur

Após denúncias de que uma mulher teria sofrido um estupro coletivo na praia da Barra na manhã deste domingo (25) (clique aqui e aqui), a Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou em nota que analisa as imagens das câmeras espalhadas no bairro em busca de indícios da ocorrência do crime. A vítima foi atendida na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) dos Barris – segundo a SSP, ela foi encaminhada à unidade após ser salva de afogamento por equipes do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia. De acordo com o comunicado da SSP, ela informou na UPA que teria sido violentada por 10 homens. “Acionados por funcionários da UPA, policiais militares do 18º Batalhão da PM compareceram à unidade, onde foram comunicados que a paciente disse que teria sido sequestrada por 10 alemães no Pelourinho, na noite do dia 24, e levada à Barra onde a violência sexual teria acontecido. Ela teria alegado ainda que estes mesmos homens já haviam violentado na Alemanha e que só prestaria esclarecimentos na Delegacia dos Estados Unidos”, relata a pasta, em nota. Ainda de acordo com a SSP, informações prestadas por funcionários da unidade médica apontam que a paciente apresentava um quadro de confusão mental, estava agressiva, não sabia informar onde morava e fugiu antes da conclusão do atendimento. O crime não foi registrada em nenhuma unidade policial, mas a denúncia está sendo apurada pela Delegacia de Proteção ao Turista (Deltur). “Embora não haja qualquer tipo de registro oficial do crime, equipes da foram à UPA dos Barris para buscar esclarecimentos sobre o caso e a vítima. Qualquer informação sobre o caso pode ser encaminhada anonimamente ao Disque-denúncia da SSP através do 71 3235-0000. A SSP reforça ainda que todo caso de violência deve ser oficializado nas unidades da Polícia Civil”, afirma a SSP. 

Segunda, 26 de Junho de 2017 - 12:40

Declarações de Palocci sobre colaboração soaram como 'ameaça', afirma Moro

por Ricardo Brandt, Fausto Macedo e Julia Affonso | Estadão Contéudo

Declarações de Palocci sobre colaboração soaram como 'ameaça', afirma Moro
Foto: Reprodução / AC 24h

O juiz Sérgio Moro afirmou que as declarações do ex-ministro Antonio Palocci de que ele "teria muito a contribuir" com as investigações "soaram mais como uma ameaça", do que "propriamente como uma declaração sincera de que pretendia naquele momento colaborar com a Justiça". Moro condenou, nesta segunda-feira (26), Palocci a 12 anos, 2 meses e 20 dias pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro na Lava Jato (veja aqui). "O condenado é um homem poderoso e com conexões com pessoas igualmente poderosas e pode influir, solto, indevidamente contra o regular termo da ação penal e a sua devida responsabilização", escreveu o juiz. "Aliás, suas declarações em audiência, de que seria inocente, mas que teria muito a contribuir com a Operação Lava Jato, só não o fazendo no momento pela 'sensibilidade da informação', soaram mais como uma ameaça para que terceiros o auxiliem indevidamente para a revogação da preventiva, do que propriamente como uma declaração sincera de que pretendia naquele momento colaborar com a Justiça". Palocci está preso em Curitiba desde setembro de 2016, quando foi alvo da 35ª fase da Lava Jato, a Operação Omertà. É a primeira condenação do petista no escândalo Petrobras. Interrogado no dia 20 de abril, Palocci disse que estava disposto a colaborar. "Fico à sua disposição hoje e em outros momentos, porque todos os nomes e situações que eu optei por não falar aqui, por sensibilidade da informação, estão à sua disposição o dia que o sr. quiser. Se o sr. estiver com a agenda muito ocupada, a pessoa que o sr. determinar, eu imediatamente apresento todos esses fatos com nomes, endereços, operações realizadas e coisas que vão ser certamente do interesse da Lava Jato". O ex-ministro, que contratou um escritório de advocacia de Curitiba que faz acordos de delação, tem buscado o Ministério Público Federal (MPF) para negociar um acordo - ainda sem sucesso. "Antônio Palocci Filho deverá responder preso cautelarmente eventual fase recursal", decidiu Moro. "A prática serial de crimes graves, com afetação da integridade de pleitos eleitorais no Brasil e no estrangeiro, coloca em risco a ordem pública e constitui elemento suficiente para justificar a manutenção da preventiva". A ação apontou pagamentos de USD 10.219.691,08 em propinas, referentes a contratos firmados pelo Estaleiro Enseada do Paraguaçu - de propriedade da Odebrecht - com a Petrobras, por intermédio da Sete Brasil. "Além disso, o crime insere-se em um contexto mais amplo, revelado nestes mesmos autos, de uma conta corrente geral de propinas com acertos de até R$ 200 milhões", escreveu Moro, em sua sentença. Os pagamentos teriam sido efetuados pelo Setor de Operações Estruturadas das Odebrecht, no qual Palocci era identificado como "Italiano". Os pagamentos estão registrados em planilha apreendida no Grupo Odebrecht de título "Posição Programa Especial Italiano". Os delatores da Odebrecht confessaram que Palocci era "Italiano", e que era responsável pelo "caixa geral" de acertos de propinas entre o grupo e o PT. Os pagamentos, que totalizaram US$ 10 milhões, foram feitos sob supervisão de Palocci, entre 2012 e 2013, para João Santana. "Tais pagamentos encontrariam correspondência em lançamento na planilha que retrataria o "caixa geral" da propina a título de "Feira (pgto fora=US10MM)", sendo "Feira" o codinome atribuído pelo Grupo Odebrecht ao casal de publicitários", destaca Moro, na sentença. Foram condenados ainda os marqueteiros do PT João Santana e Monica Moura, o ex-tesoureiro petista João Vaccari Neto, o ex-diretor da Petrobras Renato de Souza Duque, os ex-executivos da Sete Brasil João Carlos Ferraz e Eduardo Vaz Musa, o empresário Marcelo Bahia Odebrecht, e Hilberto Silva Mascarenhas, Fernando Migliaccio, Luiz Eduardo Soares, Marcelo Rodrigues e Olívio Rodrigues.

 

Sisu: Começa convocação de selecionados em segunda chamada
Foto: Bahia Notícias

A convocação para matrícula dos candidatos que estão na lista de espera do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) começa nesta segunda-feira (26). Como a chamada é feita pelas próprias instituições de ensino, os estudantes devem acompanhar as convocações junto à universidade na qual tenha manifestado interesse. A inscrição na lista de espera foi aberta aos candidatos que não foram selecionados na chamada regular ou que foram aprovados somente para a segunda opção de curso. A manifestação de interesse na vaga só vale para a 1ª opção de curso. Nesta edição, referente ao segundo semestre de 2017, 935.550 pessoas se inscreveram no processo seletivo – considerando as duas opções de curso, foram cerca de 1,8 milhão de inscrições. Foram oferecidas 51,913 vagas em 1.492 cursos de 63 instituições de ensino, entre universidades federais, institutos federais, instituições estaduais. 

Segunda, 26 de Junho de 2017 - 12:05

Empresário do zagueiro Wallace confirma acerto com o Vitória

por Glauber Guerra

Empresário do zagueiro Wallace confirma acerto com o Vitória
Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias
O empresário Guilherme Prado, que agencia a carreira de Wallace, confirmou o acerto do atleta com o Vitória. A informação já havia sido adiantada pelo Bahia Notícias (veja aqui) na manhã desta segunda-feira (26). Segundo o agente, o jogador será cedido por empréstimo pelo Grêmio até julho do ano que vem. “Wallace está fechado com o Vitória. Ele foi emprestado por um ano. Ainda não consegui falar com ele hoje, mas acredito que ele se apresente agora pela tarde”, disse Prado, em entrevista ao Bahia Notícias. Wallace começou sua carreira nas divisões de base do Vitória, em 2006, e deixou o time Rubro-negro no ano de 2010. Além do Grêmio, o jogador de 29 anos ainda acumula passagens pelo Corinthians , Flamengo e Gaziantepspor, da Turquia.
Com repertório de sucessos, Luan Santana encerra São João da Bahia em Paripe
Foto: Elói Corrêia / GOVBA

Responsável por encerrar o São João da Bahia 2017, o cantor Luan Santana se apresentou para uma multidão na Praça João Martins, em Paripe, neste domingo (25). No repertório, os grandes sucessos da carreira do sertanejo, como "Chuva de Arroz", "Acordando o Prédio", "Mesmo sem Estar", "Fantasma" e outras canções. "Estou muito feliz em voltar a Salvador. Toda vez que a gente se encontra, isso fica marcado em mim de alguma forma. Eu tenho certeza de que vai ser mais uma noite inesquecível, que a gente vai passar juntos. É uma iniciativa muito legal, a tradição de vocês com o São João. É muito forte, encanta, contagia a gente que vem de fora. Quando eu subir no palco, essa 'vibe', essa energia incrível que você tem vai me emocionar muito", declarou Luan antes de subir no palco. Nos quatro dias de festa, cerca de 270 mil pessoas curtiram os shows em Paripe e nos três palcos montados no Centro Histórico de Salvador. Flávio José, Geraldo Azevedo, Targino Gondim, Cicinho de Assis, Adelmário Coelho, Gereba, Val Macambira, Del Feliz, Estakazero, Cacau com Leite, Flor de Maracujá e Trio Anarriê estão entre as atrações que participaram desta edição do São João da Bahia.

Segunda, 26 de Junho de 2017 - 11:45

Futebol feminino: Sérgio Odilon não é mais o técnico do Vitória

por Glauber Guerra

Futebol feminino: Sérgio Odilon não é mais o técnico do Vitória
Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias
O técnico Sérgio Odilon não é mais técnico da equipe de futebol feminino do Vitória. A informação foi confirmada pelo próprio treinador na manhã desta segunda-feira (26). “Me comunicaram que eu não seria mais o treinador da equipe. Fico triste e sem entender, pois cheguei no meio do Campeonato Brasileiro e a ideia era criar um projeto. Já estava nos preparativos para o Campeonato Baiano. É vida que segue. Agora é continuar a minha vida profissional”, lamentou o técnico, em entrevista ao Bahia Notícias. Ele assumiu a equipe em abril deste ano após a demissão de Quinho Cardoso. As Leoas acabaram rebaixadas para a Série A2 do certame nacional com apenas dois pontos conquistados. O substituto de Odilon ainda não foi anunciado.
MPF emite parecer favorável a manutenção de bloqueio de bens de ex-presidente da Cerb
Foto: Teixeira no Ar

O Ministério Público Federal (MPF) se manifestou em parecer pela manutenção da indisponibilidade de bens, no valor de R$ 891 mil, dos envolvidos na ação de improbidade que apura sobrepreço e direcionamento de licitação de obras de recuperação ambiental nas sub-bacias dos rios Cariranha, Corrente e Grande, no interior do estado. O pedido de indisponibilidade de bens, concedido pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), foi alvo de recurso do ex- ex-diretor-presidente da Companhia de Engenharia Ambiental e Recursos Hídricos da Bahia (Cerb), Bento Ribeiro Filho. Também respondem à ação a Construtora Ceará Mendes Ltda;  e Jorge Luiz Gonçalves Farias, ex-diretor de Operações da Cerb. O MPF aponta, em seu parecer, que a jurisprudência sustenta o bloqueio de bens em casos de improbidade em casos de enriquecimento ilícito ou prejuízo ao erário, no intuito de garantir o ressarcimento. “O artigo 7º da Lei de Improbidade não impõe ao autor a obrigação de demonstrar a intenção de o agente dilapidar ou desviar o seu patrimônio com vistas a afastar a reparação do dano, de sorte que o perigo da demora é implícito”, cita o parecer do MPF. Na licitação em questão, o preço unitário do serviço “barraginha” aumentou de R$ 483,76 – valor orçado pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) – para R$ 793,76, o que representa um aumento de R$ 310,00. O valor estimado pela Codevasf para os 1.105 serviços “barraginhas” foi de R$ 534.554,80, enquanto a Cerb licitou R$ 877.104,80 e contratou R$ 964.830,75. O valor máximo da contratação era de até R$ 588.014,70. Segundo o MPF, “constatou-se que a Cerb/BA repassou às duas empresas o montante de R$ 2.281.540,70 pela realização de 2.613 “barraginhas””, um acréscimo de 236% sobre a quantia contratada. “Para o MPF, os acusados agiram dolosamente para a malversação dos recursos públicos, sendo responsáveis solidários pelo dano ao erário, o que justifica a indisponibilidade de bens no valor de R$ 891.059,13 de cada réu”, afirma o órgão, em nota. 

Histórico de Conteúdo