Entrevistas

'Atrasos do MS podem ser inibidores dos serviços de emergência', diz secretário de saúde de SSA

A onda de violência que entrou nos postos de saúde de Salvador está ligada a “insegurança” vivida no cotidiano, como afirma o secretário de Saúde de Salvador, José Antonio Rodrigues. Em entrevista ao Bahia Notícias, o administrador e ex-secretário da mesma pasta em âmbito estadual no governo Paulo Souto prometer instalar as sete Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) destinadas a Salvador e os 12 multicentros de atendimento especializado em cada distrito sanitário da cidade. Rodrigues ainda discorreu sobre a relação com categorias sindicais como médicos, enfermeiros e técnicos, comentou o caso da servidora Luamorena Silva, que acusou a SMS de perseguição por racismo, e falou sobre o problema de financiamento dos hospitais filantrópicos e de unidades de atenção básica. “Atrasos do Ministério da Saúde têm sido uma constante e podem ser no futuro um inibidor de expansão de serviços de urgência e emergência”, avaliou.

Veja mais

Sexta, 28 de Março de 2014 - 18:40

Mãe luta na Justiça por liberação de remédio de maconha para filha de 5 anos

Mãe luta na Justiça por liberação de remédio de maconha para filha de 5 anos
Foto: Divulgação
A pequena Any, de 5 anos, nasceu com uma síndrome rara que provoca convulsões de duas em duas horas. Por isso, ela não consegue falar e, apesar de ter aprendido a andar, seu progresso regrediu quando as crises pioraram. Há alguns meses, sua mãe Katiele Fischer descobriu que um composto a base de maconha tinha resultados muito positivos. Em janeiro, a menina teria passado três semanas inteiras sem uma única convulsão, quando em outubro chegou a sessenta delas semanalmente. “O canabidiol devolveu a ela suas funções”, diz Katiele, que conheceu o produto em um fórum na internet.
 
O problema é que, por causa de questões burocráticas com a Anvisa e os Correios, suas encomendas foram barradas, já que no Brasil a maconha é ilegal. Quando Any voltou a ter várias convulsões já nos primeiros dias sem o remédio, sua mãe decidiu pedir na Justiça a liberação da substância. Se o pedido for aceito, a criança de Brasília será a primeira paciente a utilizar maconha medicinal no Brasil. Sua história virou um documentário. “Illegal”, de Tarço Araújo e Raphael Erichsen, foi lançado nesta quinta-feira (27). Informações da Marie Claire.

Comentar

   

Histórico de Conteudo

Agosto / 2014

Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Artigos

Maria Inês Vasconcelos
Síndrome de Burnout e Trabalho

Veja mais