Entrevistas

‘O adolescente está muito exposto aos riscos', diz infectologista baiano sobre hepatite C

Uma hemorragia motivada pela hepatite C matou o ex-lateral esquerdo da seleção brasileira Marinho Chagas no dia 1° de junho. O caso mais conhecido dos efeitos devastadores da doença no futebol é do Sport Club Gaúcho. Na década de 70, oito jogadores do time morreram em conseqüência da hepatite (inflamação do fígado). Transmitidas principalmente por compartilhamento de seringas, a doença também quase levou o cantor baiano Netinho, mas vitimou no dia 12 de junho em Salvador o artista plástico Henrique Maciel, 63 anos, entre tantos brasileiros que são acometidos pela enfermidade. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), um em cada três brasileiros sofre com a hepatite C e apenas 5% deles sabe que sofrem dela. Para esclarecer questões sobre a doença, o Bahia Notícias conversou com o infectologista Jadilson Bastos, que acompanhou o sofrimento de Netinho. Uma das principais preocupações do médico é com quem está no começo da vida e pode desenvolver silenciosamente o vírus. “O adolescente está muito exposto aos riscos de doenças. Às vezes, aquele que é rebelde, não é bem esclarecido” diz.

Veja mais

Diagnóstico do Leitor

Jogador alemão doa prêmio da Copa para cirurgias de 23 crianças brasileiras

Obrigado

19/07/2014 - 10:47

Ohse

Filhos de casais homossexuais são mais saudáveis, diz pesquisa

Só me faltava essa!

08/07/2014 - 14:33

Eliseu

Veja mais

Quinta, 14 de Novembro de 2013 - 09:45

Vídeo mostra recém-nascidos gêmeos no banho com se estivessem em útero

Um vídeo de bebês gêmeos dentro de uma banheira como se ainda tivessem no útero da mãe tem repercutido nas redes sociais nos últimos dias. As imagens mostram os recém-nascidos abraçados em uma técnica chamada de "Baby Bath Spa" desenvolvida pela assistente social francesa Sonia Rochel que possibilita maior interação entre os pequenos. Na experiência, o banho pode durar até quinze minutos. 


Comentar

   

Notícias Relacionadas

Histórico de Conteudo