Estudo indica que frutas evitam diabetes, mas sucos aumentam risco da doença
Consumo da fruta do melão eleva risco do diabetes
Consumir um ou mais copos de suco de fruta por dia eleva em até 21% o risco de desenvolver diabetes tipo 2, informou uma pesquisa publicada nesta sexta-feira (30) no "British Medical Journal". Segundo os pesquisadores, o problema dos sucos é que eles têm muito menos fibras do que as frutas, o que eleva a velocidade da absorção do açúcar. Para a pesquisa, liderada por Isao Muraki, da Escola Médica de Harvard (EUA), foram analisados mais de 187 mil pessoas durante 24 anos para saber se o consumo de diferentes tipos de frutas poderia influenciar de forma positiva ou negativa o risco de desenvolver o diabetes tipo 2 (doença associada à obesidade), caracterizada pela resistência do corpo à ação da insulina, que controla os níveis de açúcar no sangue, ou pela produção insuficiente do hormônio. De acordo com os cientistas, o melão foi a única fruta cujo consumo esteve ligado a um aumento dos casos de diabetes. Os pesquisadores analisaram cada fruta separadamente, e afirmaram que mirtilo (mais rara no Brasil), uva e maçã, consumidos três vezes por semana, foram as frutas que mais diminuíram o risco de diabetes, em 26%, 12% e 7%, respectivamente. Na pesquisa, mais de 12 mil participantes, 6,5% do total, tiveram diagnóstico da doença. Segundo o estudo, ao trocar os sucos por um consumo frequente de quaisquer frutas inteiras, diminui o risco de diabetes em 7%. Informações do UOL.

Histórico de Conteúdo