Ministério da Saúde lança campanha para usuários de aplicativo gay
Foto: Thinkstock
O Ministério da Saúde lançou nesta sexta-feira (29) uma campanha de educação sexual para os usuários do Hornet, um aplicativo de relacionamento voltado para o público gay, com o objetivo de divulgar durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos orientações sobre o HIV e outras infecções sexualmente transmissíveis. A campanha foi batizada de Close Certo. Colaboradores capacitados pelo Ministério da Saúde ficarão de plantão no Hornet, entre os dias 1.º de agosto e 18 de setembro, e passarão aos usuários do aplicativo informações sobre prevenção, diagnóstico, acesso à profilaxia e ao tratamento do HIV/Aids. O aplicativo tem mais de um milhão de usuários no Brasil e a campanha deverá atingir até sete mil pessoas. A campanha foi criada em parceria com o Unaids (Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids) e com a Unesco. De acordo com a diretora do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério, Adele Benzaken, a ideia é “levar informação confiável e acessível a todos aqueles que navegam no aplicativo Hornet”. A diretora ainda diz que a média da idade da população que usa o aplicativo no país é de 25 anos. O projeto envolve 18 jovens promotores de saúde, sendo três tutores e 15 colaboradores, segundo o Ministério. Todos já são usuários do Hornet e terão seus perfis sinalizados com a marca do projeto Close Certo e com um laço azul, que indicará aos usuários do aplicativo que eles são voluntários participantes do Close Certo. A iniciativa não terá nenhum custo para a pasta.
Médica e ex-participante do The Voice diz que existe sim 'peleumonia'
Foto: Estado de Minas
Após o médico Guilherme Capel publicar uma foto para zombar da forma como um paciente falou a palavra pneumonia (clique aqui e saiba mais), a médica mineira e cantora Júlia Rocha, que também participou do programa The Voice Brasil, na Rede Globo, deu uma resposta para encerrar o assunto que foi bem recebida pela internet. “Existe peleumonia. Eu mesma já vi várias. Incrusive com febre interna que o termômetro não mostra. Disintiria, quebranto, mal olhado, impíngi, cobreiro, vento virado, ispinhela caída. Eu tô aqui pra mode atestá”, diz ela em uma publicação no Facebook. Ainda na publicação, a médica diz que “quem sabe o que tem é quem sente” e que quer ouvir os pacientes “desse jeitinho” para “mode a gente se entende. Por que pra mim foi dada a chance de conhecê as letra e os livro. Pra você, só deram chance de dizê”. O médico Guilherme Capel, que fez a selfie com um receituário escrito “não existe peleumonia nem raôxis" foi afastado do Hospital Santa Rosa de Lima, em Serra Negra (SP), onde trabalha. Após a foto ser viralizada, o médico pediu desculpas e disse que não passava de uma “brincadeira de Facebook” e pediu para não ser julgado.
Após celebrar gol euforicamente, torcedor chinês sofre lesão no pulmão
Foto: Reprodução
Euforia e entusiasmo são duas das características marcantes das arquibancadas dos estádios de futebol ao redor do mundo. Na China, um torcedor foi vítima da sua própria comemoração após um gol marcado por seu time.
 
Pelo Campeonato Chinês, o Chongqing Lifan derrotou o Shijiazhuang Ever Bright por 1 a 0. Durante o tento marcado pela sua equipe, um fã identificado como Luo gritou de forma tão intensa que teve uma pequena fissura na região do pulmão, segundo informações do The Sun.
 
Com fortes dores nas costas, o torcedor foi levado às pressas a um hospital nas proximidades do Centro Olímpico de Chongqing e foi submetido a uma cirurgia de emergência, mas já passa bem.
Médico posta foto zombando de paciente na internet: 'Não existe peleumonia'
Foto: Reprodução/ Facebook
Um médico foi afastado do trabalho após postar foto em uma rede social segurando um receituário médico com o dizer “não existe peleumonia nem raôxis”. Guilherme Capel Pasqua, plantonista no Hospital Santa Rosa de Lima, em Serra Negra (SP), atendeu o mecânico José Mauro de Oliveira Lima, de 42 anos, na quarta-feira (27), que estudou até o segundo ano do ensino fundamental e não sabe como falar corretamente algumas palavras. O enteado do paciente, Claudemir Thomaz, de 25 anos, o acompanhava na consulta e afirmou que assim que souberam o diagnóstico, o mecânico perguntou sobre o tratamento para a ‘peleumonia’ e a reação do médico não foi muito profissional, segundo Claudemir. "Quando meu padrasto falou pneumonia e raios x de forma errada, ele deu risada. Na hora, não desconfiamos que ele iria debochar depois na internet. O que ele fez foi absurdo. O procurei e escrevi para ele na rede social que, independente dele ser doutor, não existe faculdade para formar caráter. Assim que ele viu minha postagem, apagou a foto.  Ele não quis conversar com a gente", conta Claudemir.



 


O padrasto de Claudemir não sabe que virou assunto na internet. Claudemir teme pela reação dele, que não pode estudar por falta de dinheiro. "Meu padrasto não sabe falar direito porque não teve estudo. Ele vai ficar muito triste quando souber o que aconteceu, estamos evitando contar, mas ele vai acabar descobrindo. Ele estudava, mas precisou abandonou as aulas para cuidar de mim. Tive tuberculose aos dois anos e, nessa época, ou ele estudava ou pagava meus remédios", lembra. Outras duas funcionárias do hospital debocharam da forma com que os pacientes falam na unidade. Uma das funcionárias postou: "Tira minha pressão? Porque eu tenho tireoide". Assim como o médico, elas também foram afastadas. Guilherme, que foi formado pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) disse que não tinha intenção de ofender e pediu desculpas. Ele afirmou acreditar que é o contexto social que define as regras do português. Disse também que não estava trabalhando no momento e que fazia uma brincadeira entre os médicos que tem um grupo em rede social e que vai processar quem postou a foto na rede social. A prática é comum nas redes sociais. Algumas páginas voltadas à médicos postam frases utilizadas pelos pacientes para definir seus sintomas. 

Pesquisadores descobrem que leite de barata tem 3 vezes mais energia do que o da vaca
Foto: International Union of Crystallography
Um estudo desenvolvido no Instituto para Biologia de Células-Tronco e Medicina Regenerativa em Bangalore, na Índia, descobriu que o leite da Diploptera punctata, uma espécie de barata, é altamente nutritivo. Ao realizarem um pequeno corte no intestino médio de embriões da espécie, os cientistas analisaram o leite que os alimenta dentro da mãe. O resultado apontou, segundo o G1, que o leite da barata tem três vezes mais energia que o das vacas e é formado por gorduras, açúcares e proteínas. De acordo com o bioquímico e pesquisador Ramaswamy, seu amigo experimentou a substância e afirmou que "em um gosto que não se parece com nada em especial". Agora ele acredita que o maior desafio é convencer os humanos a consumir algum produto que tenha leite de barata. Além disso, a extração do material não é simples, já que as baratas não têm mamilos. Ramaswamy disse ainda que estudos futuros devem avaliar se o leite é tóxico para os seres humanos. "Eu posso vê-lo [leite de barata] em bebidas de proteína", completou.
Feira de Santana: ANS determina auditoria na Unimed após indícios de irregularidade
Foto: Reprodução/ Acorda Cidade
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) instaurou na última quarta-feira (27) uma auditoria nas contas e na prestação de serviço da operadora de plano de saúde Unimed, de Feira de Santana. De acordo com o órgão, existem anormalidades econômico-financeiras e administrativas graves na empresa que podem colocar em risco o atendimento aos usuários do município. De acordo com o advogado da Unimed, Wilson Costa, a auditoria tem por objetivo traçar uma radiografia sobre o funcionamento do plano de saúde e o atendimento prestado aos seus usuários. "O que existe é uma direção fiscal para se fazer uma radiografia do que está acontecendo. Não há detectado nenhuma irregularidade. Isso é uma prática que acontece nas operadoras de planos de saúde. É uma espécie de auditoria para ver se há necessidade de adiante ela (a ANS) fazer uma liquidação judicial", explicou em entrevista ao Acorda Cidade. O advogado ainda esclareceu que a Unimed está em uma boa fase, com ampliação da rede de atendimento, e não há conhecimento dos erros apontados pela ANS.
Feira: Cidade regista mais de 40 casos de hepatites virais este ano
Foto: Reprodução / Saúde Goiânia
Um levantamento registrou 42 casos de hepatites virais em Feira de Santana entre janeiro e junho deste ano. Os casos ocorrem nos tipos B e C. Nesta quinta-feira (28), Dia Internacional das Hepatites Virais, ocorreram ações do programa que trata a doença na cidade. Segundo o coordenador do programa municipal de hepatites virais, o enfermeiro Mateus Cruz, o número pode ser maior por conta de muitos pacientes não procurarem o sistema de saúde e realizar exames. Ao Acorda Cidade, Cruz disse que o tratamento depende da situação de cada paciente e depende do tipo e quantidade do vírus. Na ação, foram realizadas atividades como palestras, testes rápidos para hepatite B e C, HIV e sífilis, além de vacinação. O enfermeiro informou que cerca de 350 milhões de pessoas apresentam o vírus da hepatite B no mundo, com cerca de 1,5 milhão de mortes por ano devido às hepatites virais. 
Pum sem cheiro pode indicar desordens psiquiátricas e epilepsia, descobre estudo
Foto: Shutterstock
Pesquisadores da Universidade Estatal de Moscou, na Rússia, publicaram recentemente um extenso estudo sobre a importância do pum. Como resultado, descobriram que a mesma substância responsável pelo cheiro dos gases, o sulfeto de hidrogênio (H2S) pode indicar desordens psiquiátricas e epilepsia. Portanto, um pum sem cheiro pode ser um alerta. Uma curiosidade é que pacientes com Síndrome de Down produzem a substância em quantidade extra. Já a amônia (NH3), pode causar inflamação no cérebro quando presente em concentrações excessivas, segundo informações da revista Super Interessante. "Possivelmente, nossas descobertas serão implementadas na prática médica e psiquiátrica. Elas servirão para o tratamento e prevenção de doenças neuropsiquiátricas (incluindo depressão, agressividade e outras), usando gasotransmissores microbiais. Me parece plausível, por exemplo, que tentar normalizar o conteúdo de amônia com a ajuda de bactérias introduzidas no corpo seja um possível tratamento futuro", explicou Alexander Oleskin, condutor do estudo. Os pesquisadores ainda observaram que os gases liberados pelos seres humanos contêm principalmente hidrogênio (50%), metano (10%), nitrogênio, oxigênio, dióxido de carbono e sulfeto de hidrogênio. Todos os últimos em quantidade ínfima. Em um dia, uma pessoa produz até 1.400 ml de gases no intestino por dia.
Bahia terá reposição de 121 profissionais do Programa Mais Médicos
Foto: Karina Zambrana /ASCOM
A Bahia receberá 121 profissionais para ocupar vagas em aberto do Programa Mais Médicos, incluindo 29 brasileiros formados no exterior e 42 cubanos. Os 50 restantes serão selecionados por meio edital em 39 municípios do estado. "A estratégia do Programa Mais Médicos trará resultados permanentes para o Brasil. O Mais Médicos é um programa permanente, os bolsistas são transitórios até que se completem os objetivos de colocar médicos bem formados e qualificados, atendendo a população nos mais distantes locais do país", ressaltou o ministro da Saúde, Ricardo Barros. Mais de 1.350 vagas já estão em processo de reposição em todo o país. Destas, 550 serão ocupadas por médicos cubanos, 305 por brasileiros graduados fora do país e 502 por profissionais que serão selecionados no edital de reposição lançado em julho. A previsão do ministério é que cerca de 650 profissionais de Cuba cheguem até o fim de agosto, totalizando mais de 2 mil reposições.
Gastos com judicialização da saúde devem chegar a R$ 7 bilhões neste ano
Foto: Elza Fiuza/ Agência Brasil
O ministro da Saúde, Ricardo Barros, afirmou nesta quinta-feira (28) que os gastos com as decisões judiciais devem atingir R$ 7 bilhões, de 2010 até o fim de 2016, entre recursos de municípios, estados e União. "Isso desestrutura o orçamento da saúde. Não queremos limitar as decisões do Judiciário. É legítimo o direito constitucional de recorrer à Justiça, como é legítimo o direito constitucional de universalização da saúde, como é também o do limite da capacidade contributiva das pessoas. Agora precisamos conciliar isso", argumentou. Segundo a Agência Brasil, Barros defendeu a criação de uma vara especial nos estados para receber os processos judiciais de solicitação de atendimento ao Sistema Único de Saúde (SUS). Dessa forma, um juiz especializado na área da saúde seria responsável pelas decisões. "Estamos tentando chegar a um entendimento de como podemos conciliar o direito de cada cidadão de demandar na Justiça o seu direito de atenção à saúde com a capacidade da sociedade de pagar impostos. A capacidade tributária da sociedade é que limita o orçamento e, por consequência, o atendimento". De acordo com o ministro, uma sentença judicial não gera um recurso a mais para atender a demanda, então os gestores têm que deixar de fazer algo que estava programado no orçamento para cumprir a ordem judicial. "Quando se atende uma demanda de cidadãos que foram à Justiça, outros deixaram de ter atendimento". A judicialização da saúde foi tema de debate hoje na reunião ordinária da Comissão Intergestores Tripartite, em Brasília, com participação do supervisor do Fórum Nacional do Judiciário para a Saúde do Conselho Nacional de Justiça, conselheiro Arnaldo Hossepian. Em junho, Hossepian e Barros se reuniram para discutir a implantação, em todo o país, de Núcleos de Apoio Técnico do Poder Judiciário (NATs) em uma tentativa de subsidiar os magistrados na tomada de decisões sobre direito à saúde. O ministro disse que espera que até setembro haja um acordo sobre o rito e o apoio dos núcleos em cada um dos estados.
Estudo indica que natação é tão eficaz quanto caminhada no tratamento de fibromialgia
Foto: Wikimedia Commons
A natação é tão eficaz quanto a caminhada para redução da dor e melhoria da qualidade de vida de pacientes com fibromialgia, comprovou um estudo da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). "A atividade física está em todas as diretrizes de tratamento da fibromialgia e o que comprovadamente traz mais benefícios são os exercícios aeróbicos de baixo impacto. Mas nem todo mundo gosta ou pode fazer a mesma atividade física, então nosso grupo tem testado alternativas", afirmou Jamil Natour, professor da Unifesp e coordenador da pesquisa, em entrevista à Agência Fapesp. Participaram do estudo 75 mulheres com fibromialgia e com idade entre 18 e 60 anos, todas sedentárias no início da avaliação. As participantes foram aleatoriamente divididas em dois grupos: 39 submetidas a um treino de natação durante 12 semanas, e outras 36, a um treino de caminhada moderada pelo mesmo período. As sessões de atividade física eram realizadas três vezes por semana, com acompanhamento de profissionais da área de educação física, e duravam 50 minutos. Antes do início do treinamento, e após as 12 semanas, as voluntárias passaram por diversas avaliações. O nível de dor foi medido por meio de uma régua numérica que varia de 0 a 10 centímetros (cm). No grupo submetido a caminhada, em média, o nível de dor caiu de 6,2 cm para 3,6 cm, enquanto no grupo que treinou natação os valores foram de 6,4 cm para 3,1 cm. Segundo Natour, é considerada clinicamente relevante uma redução de pelo menos 2 cm na escala de dor. Em relação aos exercícios físicos, acrescentou o pesquisador, há mais evidências dos benefícios de atividades aeróbicas, embora exercícios de força também possam apresentar bons resultados. Na opinião de Natour, devem ser evitadas modalidades que possam causar dor. "Lutar boxe não me parece uma boa ideia. Não tem nenhum estudo mostrando isso, mas é uma questão de bom senso", opinou.
Água da Baía de Guanabara não afetará saúde dos atletas, garante médico do COI
Foto: Tomaz Silva/ Agência Brasil
O diretor médico do Comitê Olímpico Internacional (COI), Richard Budgett, assegurou nesta quinta-feira (28) que as águas da Baía de Guanabara e da Lagoa Rodrigo de Freitas têm qualidade e não colocarão em risco a saúde dos atletas, principalmente velejadores, remadores e nadadores. "Eles devem ter total confiança. O Rio 2016, o Comitê Olímpico Internacional e as autoridades no Brasil vão colocar a saúde em primeiro lugar. Se houver alguma preocupação, não vamos deixar eles competir. Estou confiante de que a água estará com qualidade e eles poderão competir com segurança". Budgett disse, segundo a Agência Brasil, que leva a questão da poluição a sério e que são feitos testes diários na qualidade das águas e que até o momento tudo está correndo bem. "Como médico, temos de levar a questão a sério, mas em perspectiva, porque as pessoas estão velejando na baía, remando na Lagoa e nadando em Copacabana o tempo todo. Temos feito mais testes do que nunca, para manter nossos competidores seguros. Nossa prioridade é a saúde dos atletas", garantiu Budgett, que atuou como responsável médico da Olimpíada de Londres, em 2012. De acordo com o diretor, embora a maior parte das pessoas tenha medo de contágio pelo vírus da zika esta não é a maior preocupação dos jogos. "O público pensa que o maior desafio seria a zika. Ela está sob controle e sabemos que temos de levar a doença a sério, mas não é nosso maior desafio".
Sexta, 29 de Julho de 2016 - 08:10

Seminário discute saúde da mulher em Cajazeiras

Seminário discute saúde da mulher em Cajazeiras
Foto: Getty Images
A Comissão dos Direitos do Cidadão da Câmara Municipal de Salvador promove, às 9h deste sábado (30), o 1º Seminário de Saúde da Mulher de Cajazeiras. O evento, que acontece no Centro de Cultura Edson Souto, Fazenda Grande II, contará com a palestra do médico Adson França, doutor em Ciências pela Universidade Federal de São Paulo e pesquisador do Centro Principal de Pesquisa da Organização Mundial de Saúde. Entre os temas discutidos estão saúde sexual e reprodutiva, prevenção e controle do câncer ginecológico, entre outros. Mais informações podem ser obtidas por meio do telefone (71) 3320-0120.
Ministério da Saúde anuncia compra de 35 mil kits de tratamentos contra hepatite C
Foto: Elza Fiuza/Agência Brasil
O Ministério da Saúde anunciou nesta quinta-feira (28) um contrato fechado para comprar, até o fim de 2016,  de mais de 35 mil kits de tratamento com novos medicamentos para hepatite C. Desde que o tratamento foi incorporado ao Sistema Único de Saúde (SUS), em outubro do ano passado, 23.599 foram comprados e mais de 22,8 mil pessoas atendidas. De acordo com a pasta, outros 6.925 tratamentos já foram aprovados e serão encaminhados aos pacientes na próxima semana. O ministro da Saúde, Ricardo Barros, ainda não revelou o valor do novo contrato, mas disse que a negociação foi bem sucedida. "É um tratamento altamente eficaz. Temos estoque suficiente para atender a demanda e estamos fazendo o acompanhamento dos casos para que aquelas pessoas que se enquadram no protocolo possam iniciar ou continuar o tratamento", afirmou. Segundo informações da Agência Brasil, o Brasil já gastou até o momento R$ 1,028 bilhão com este novo tratamento, que inclui os medicamentos simeprevir, sofosbuvir e daclastavir. Com efeitos colaterais mais leves, há uma taxa de 95% de cura. No entanto, as medicações não estão disponíveis a todos os pacientes, mas beneficiam àqueles que não podiam receber tratamentos oferecidos anteriormente, como portadores de HIV, cirrose descompensada e pré e pós-transplantados.
Sesab promove ações do Dia Mundial de Prevenção das Hepatites Virais
Foto: Divulgação / Sesab
A Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), encaminhou para os Núcleos Regionais de Saúde, Bases Regionais de Saúde e coordenações de serviços especializados, por meio do Programa Estadual de DST/Aids e Hepatites Virais, uma nota informativa recomendando a implementação da vacinação contra Hepatite B na população maior de 20 anos. O Programa Estadual recomendou, ainda, às secretarias municipais de Saúde, que reforcem ações estratégicas de implementação da vacina contra Hepatite B na população com baixas coberturas e áreas que registram bolsões de susceptíveis para o referido agravo.
Pesquisadores descobrem composto do chá verde que inibe zika vírus
Foto: Reprodução / TV TEM
Um grupo de pesquisadores do São João do Rio Preto (SP) e do Mato Grosso afirmam ter desenvolvido um composto que conseguiu inibir o vírus da zika, transmitido pelo mosquito Aedes aegypti. O trabalho, elaborado em seis meses de testes, resultou na descoberta de um composto natural encontrado no chá verde, o epigalo catequina galato. Os cientistas isolaram o zika vírus e aplicaram o composto que inibiu a entrada do vírus na célula. “É um avanço importante, pioneiro porque é o primeiro resultado mundial em relação ao inibidor. Publicamos em uma revista cientifica e podemos provar que há um inibidor sim ao vírus da zika”, explica a virologista Paula Rahal, em entrevista a TV TEM. Já havia sido identificada eficácia do composto do chá verde sobre vírus como o HIV e o da hepatite C. Na próxima fase, os pesquisadores querem verificar a eficácia do composto em animais ainda neste ano. “Quanto mais rápido a descoberta melhor para que seja lançado no mercado um possível medicamento”, diz a virologista. O estudo foi elaborado em parceria entre a Unesp de Rio Preto, a Famerp (Faculdade de Medicina de Rio Preto) e a Universidade Federal de Mato Grosso. Os resultados foram publicados na revista científica internacional Virology.
Ministério da Saúde renova certificação de Santas Casas na Bahia
Foto: Wilson Dias/ Agência Brasil
O Ministério da Saúde concedeu o Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social (CEBAS), na área de saúde, a 15 Santas Casas e Hospitais Filantrópicos da região Nordeste do Brasil entre junho e julho deste ano. Dentre as Santas Casas localizadas no Estado da Bahia estão a Liga Bahiana Contra o Câncer, a Associação Obras Irmã Dulce, localizadas em Salvador; a Casa de Reintegração Social, localizada em Barreiras; a associação de proteção à maternidade e à infância, em Pojuca; a Irmandade da Santa Casa de Misericórdia, localizada em São Félix; a Santa Casa de Misericórdia, em Itabuna e a Pro Matre, em Juazeiro. As instituições cumpriram os requisitos necessários, oferecendo ao Sistema Único de Saúde (SUS) pelo menos 60% de prestação dos serviços com base nas internações hospitalares e atendimento ambulatoriais, além do cumprimento de metas pré-estabelecidas que melhoram o atendimento à população. O certificado dá isenção nas contribuições sociais e podem celebrar, entre outras coisas, convênios com o poder público com menos burocracia.  “Estamos trabalhando no fortalecimento das santas casas e hospitais filantrópicos, com foco na qualidade da gestão do SUS e na melhoria do acesso aos serviços. Isso potencializa as ações para estruturação das Redes de Atenção à Saúde e beneficia milhões de brasileiros”, destacou o ministro da Saúde, Ricardo Barros. Atualmente, a rede hospitalar beneficente é responsável por 37,98% dos leitos disponíveis no SUS, distribuídos em 6,3 mil estabelecimentos no país. Do total, 1,7 mil são hospitais beneficentes que prestam serviços SUS e aproximadamente mil são os municípios cuja a assistência hospitalar é formada somente por santas casas e hospitais filantrópicos. São 5,6 mil requerimentos de certificado realizados atualmente, sendo que 36,51% estão em análise, 63,49% são processos concluídos e 84,85% são processos que tiveram os pedidos deferidos.
Após audiência com Sesab e SMS, Martagão Gesteira mantém alguns serviços suspensos
Foto: Divulgação
Mesmo com os esforços da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e da Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), o Hospital Martagão Gesteira anunciou que alguns serviços permanecerão suspensos. Foi realizada, nesta quarta-feira (27), uma audiência na Promotoria da Infância e Juventude (Ministério Público Estadual) com o objetivo de discutir o problema de financiamento da unidade filantrópica. A SMS informou a tentativa de solucionar o problema de defasagem dos contratos do Martagão Gesteira junto ao Ministério da Saúde. Ainda sem reequilíbrio, os novos casos de Oncologia e cirurgia para fissurados, contratados com a SMS, não serão mais atendidos pelo Martagão a partir do dia 12 de agosto, informou nota enviada à imprensa. Já os representantes da Sesab confirmaram o reajuste imediato de R$ 135,5 mil e o compromisso de correção dos outros contratos defasados dentro de 90 dias. A medida permite que o Hospital Martagão Gesteira inicie a discussão com fornecedores e médicos para o restabelecimento dos serviços de cirurgias cardíacas e neurocirurgias. Presente na audiência, a vice-presidente da Comissão de Direito à Saúde da OAB-BA, Érica de Menezes, manifestou a possibilidade de o órgão entrar com uma ação civil pública na Justiça Federal na Bahia para sanar as inconformidades dos contratos com o hospital filantrópico. O Martagão Gesteira segue mobilizado junto à sociedade civil para garantir a sustentabilidade da unidade, que conta com déficit mensal de R$ 500 mil.
Hapvida +1K: Projeto gratuito oferece orientação de corrida em 6 pontos de Salvador
Foto: Reprodução / Facebook
A população de Salvador terá acesso, a partir desta sexta-feira (29) ao serviço de assessoria de corrida e caminhada oferecido pelo Hapvida. Já presente em Fortaleza, Maceió e Recife, o Hapvida +1K é totalmente gratuito e estará em seis pontos da capital baiana: Ribeira, Bonocô, Patamares, Boca do Rio, Stella Maris e Rio Vermelho. "Acabaram as desculpas para não fazer atividade física. Não tem desculpa de dinheiro apertado, já que é gratuito. Não tem desculpa da distância porque a gente tem vários pontos em pontos cardeais da cidade. E não tem desculpa de horário, porque a gente vai ter duas turmas, pela manhã e à noite", explicou a diretora de Comunicação e Marketing do Hapvida, Simone Varella, durante apresentação do projeto à imprensa nesta quinta. "O importante é despertar Salvador para a questão da atividade física, da qualidade de vida. A gente sabe que como a gente leva a vida é determinante para nossa saúde e para o tempo que a gente vai viver", completou.


Simone Varella | Foto: Renata Farias/ Bahia Notícias

O público poderá optar entre treinos às segundas e quartas, das 6h às 7h ou das 19h às 20h; ou ainda às terças e quintas, nos mesmos horários. De acordo com o educador físico Junior Soares, os locais foram escolhidos com o objetivo de alcançar o público de todas as regiões de Salvador. "Tentamos em outros lugares, mas o que pesou foi a questão da segurança. No futuro, podem até surgir novos pontos", disse. Os praticantes serão acompanhados por dois professores, com orientações básicas de corrida, e devem apresentar atestado médico. "Não é fazer de todo mundo um maratonista, não precisa ser atleta. É fazer com que, na sua medida, cada um se desenvolva", finalizou Simone. As inscrições já podem ser realizadas por meio do site do Hapvida +1K (clique aqui). O projeto é limitado a 1.800 vagas.
Vacina contra dengue é testada em 17 mil voluntários brasileiros
Foto: Agência Brasil
A vacina brasileira contra a dengue desenvolvida pelo Instituto Butantan será testada em voluntários de Porto Alegre (RS), Manaus (AM), Fortaleza (CE), Boa Vista (RR), Porto Velho (RO), São José do Rio Preto (SP) e São Paulo (SP). Esta é a última etapa de testes antes de ser submetida à aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para ser produzida em larga escala e usada em campanhas de imunização. Segundo a Agência Brasil, 17 mil voluntários com idade entre 18 a 59 anos participam do estudo. Uma equipe médica acompanhará os efeitos da vacina durante cinco anos, além de comparar a consistência da resposta imune entre os diferentes lotes da vacina. Durante os testes, dois terços dos voluntários recebem a vacina e, no restante, é aplicado um placebo. As vacinas foram desenvolvidas em parceria com os institutos nacionais de Saúde dos Estados Unidos.
Quinta, 28 de Julho de 2016 - 12:10

Anvisa proíbe venda de extrato e molho de tomate de 5 marcas por pelo de roedor

por Renata Farias

Anvisa proíbe venda de extrato e molho de tomate de 5 marcas por pelo de roedor
Foto: Getty Images
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu nesta quinta-feira (28) a comercialização e distribuição de lotes de extrato de tomate das marcas Amorita, Predilecta, Aro e Elefante, além de um lote de molho de tomate tradicional da Pomarola. De acordo com resoluções publicadas no Diário Oficial da União, foi identificado pelo de roedor acima do limite máximo de tolerância pela legislação vigente. As empresas devem promover o recolhimento dos produtos existentes no mercado dos seguintes lotes: Amorita L 076 M2P; Predilecta 213 231E; Aro 002 M2P; Pomarola 030903; Elefante 032502.
Quinta, 28 de Julho de 2016 - 11:10

Ministério da Saúde exonera 73 cargos comissionados

por Luci Ribeiro | Estadão Conteúdo

Ministério da Saúde exonera 73 cargos comissionados
Foto: Wilson Dias/ Agência Brasil
O ministro da Saúde, Ricardo Barros, exonerou titulares de 73 cargos comissionados da pasta, dentre os quais postos de assessoria técnica, gerentes de projeto e coordenadores de área. As portarias estão publicadas no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (28). O Diário Oficial traz ainda a nomeação de Ricardo Peres Demicheli para exercer, interinamente, o cargo de diretor executivo da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater). Além disso, o governo federal fez mudanças no Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), com a nomeação de Juarez Delfino da Silveira para o cargo de diretor de Gestão Estratégica. Ele substituirá William George Lopes Saab, cuja exoneração também está publicada no DOU de hoje.
OAB quer discutir propostas para financiamento e melhoria do SUS
Foto: OAB
A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) promove no dia 9 de agosto um ato para discutir o atual financiamento do Sistema Único de Saúde (SUS), propostas e encaminhamentos para melhorar a prestação do serviço no país. O slogan do evento é “A Saúde na UTI”. Para o presidente da OAB, Claudio Lamachia, a frase “resume bem a lamentável situação da saúde no Brasil atualmente”. “O quadro é assustador e os dados trazidos por diferentes segmentos responsáveis pelo atendimento no Sistema Único de Saúde mostram que as circunstâncias estão longe de melhorar. Ao contrário, a persistir nesses termos, a tendência é que em breve tenhamos o colapso do atendimento de um sistema que responde pelo atendimento de mais da metade da população brasileira. A saúde está na UTI e precisamos achar formas de tirá-la de lá. A OAB não se furtará em atuar nessa direção”, disse o presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia. Os conselheiros federais da Ordem, no último dia 14 de julho, se reuniram com representantes da Confederação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos (CMB) para definir as diretrizes do ato que pedirá mais verbas para a área da saúde. Serão convidados gestores, prestadores, profissionais, fornecedores, parlamentares, membros do Poder Judiciário, do Ministério Público, usuários do SUS e representantes da imprensa e da sociedade em Geral. O presidente da OAB manifestou preocupação com a PEC 241, editada pelo Planalto, que prevê teto de gastos do governo federal pelos próximos 20 anos e acaba com a vinculação de verbas do Orçamento para as áreas da Saúde e Educação, o que representará diminuição dos gastos da União nessas áreas. “A medida afeta em cheio a saúde. Não apenas diretamente, ao limitar o custeio dessa área pelos próximos 20 anos, mas também ao limitar o investimento em educação. Se falamos numa política com prazo de 20 anos, temos de entender o quanto a limitação de gastos nessa área terá efeito a médio prazo na saúde. Afinal, de onde virão os profissionais que atuarão no futuro senão das escolas que terão seu orçamento seriamente comprometido com essa PEC”, questiona. Lamachia diz que PEC “mata” duas áreas de uma só vez, essenciais para qualidade de vida da população.
Quinta, 28 de Julho de 2016 - 09:30

Charge do Borega - Bahia Notícias

Feira de Santana: Hospital da Criança promove mutirão de exames
Foto: Divulgação
O Hospital Estadual da Criança (HEC), localizado em Feira de Santana, promove nesta sexta-feira (29) um mutirão para exames de exames para pacientes de até 15 anos. Das 7h às 15h, serão realizados raios X de crânio, tórax, abdome, face, cavum, idade óssea, mão, punho, antebraço, braço, ombro, perna, cotovelo, quadril, bacia, fêmur, joelho, tornozelo, pé, coluna cervical, coluna dorsal, coluna lombo-sacra e clavícula. Também serão oferecidos eletrocardiogramas, tomografias sem contraste e sem sedação, eletroencefalogramas sem sedação, além de exames laboratoriais cobertos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Todos os pacientes devem apresentar solicitação de exame, documento de identificação, cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) e comprovante de residência. Mais informações podem ser obtidas por meio do telefone (75) 3602-0369.
Colômbia anuncia fim da epidemia de zika, com redução de 600 casos por semana
Foto: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas
O governo colombiano indicou, nesta quarta-feira (27), o fim da epidemia de zika no país. A informação está relacionada ao anúncio do Ministério da Saúde da Colômbia de que foi percebida uma redução de cerca de 600 casos por semana. Ainda assim, o governo esclareceu que isso não representa que o país está totalmente livre do vírus, mas uma queda considerável do número de casos. Segundo o site Terra, os primeiros registros de infecção pelo Zika na Colômbia são de setembro de 2015, cinco meses depois do Brasil. Até o momento, foram relatados quase 100 mil casos da doença. O Ministério da Saúde reforçou a necessidade de medidas de prevenção, principalmente no caso de grávidas.
Ministério da Saúde confirma 1.749 casos de microcefalia em todo o Brasil
Foto: Getty Images
Subiu para 1.749 o número de casos confirmados de microcefalia, segundo boletim divulgado nesta quarta-feira (27) pelo Ministério da Saúde. Os dados incluem as alterações no sistema nervoso sugestivas de infecção congênita. Desde o início das investigações, em outubro de 2015, 8.703 casos foram notificados à pasta. Do total, 3.892 foram descartados porque os exames tiveram resultado normal, ou por apresentarem microcefalia ou malformações confirmadas por causas não infecciosas. Os casos confirmados em julho ocorreram em 609 municípios, localizados em todas as unidades da federação e no Distrito Federal. Segundo o Ministério da Saúde, no mesmo período, o Brasil registrou 371 mortes suspeitas de microcefalia após o parto ou durante a gestação, o que representa 4,3% do total de casos notificados. Destes, 106 foram confirmados para microcefalia, 200 continuam em investigação e 65 foram descartados.
Líder, Bahia Notícias completa 10 anos de excelência no jornalismo baiano
Samuel Celestino e Ricardo Luzbel | Foto: Max Haack/Ag Haack/Bahia Notícias
A festa de comemoração dos 10 anos do Bahia Notícias, realizada nesta quarta-feira (27), no restaurante Barbacoa, reuniu expoentes da política e da comunicação baiana.  O evento agregou autoridades como o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Marcelo Nilo (clique aqui), a senadora Lídice da Mata (clique aqui), e a presidente do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA) Maria do Socorro Barreto Santiago (clique aqui), dentre outros. O sócio-fundador Samuel Celestino, emocionado com a celebração de suas bodas de zinco com o diretor Ricardo Luzbel, fez um discurso marcado pela memória do jornalismo da Bahia. “Quando comecei o jornalismo pagava muito mal. Na verdade, continua desse jeito”, brincou Samuel, arrancando risos da plateia. O ex-presidente da Associação de Bahiana de Imprensa ainda relatou que o convite para a fundação do Bahia Notícias surgiu em um almoço informal no mesmo Barbacoa. Foi a deixa para Ricardo Luzbel começar o seu discurso, que contou com a exaltação à liderança do BN no cenário digital baiano. O diretor lembrou que o site é líder em seguidores em redes como Facebook e Twitter e se destaca na cobertura de eventos em tempo real em relação à concorrência. “Além disso, todos os dias o nosso editor Fernando Duarte entra ao vivo no Facebook por volta das 18h. Eu nem sabia que eles estavam fazendo isso, quando eu vi, eles já tinham iluminação, luz, tudo”, afirmou. O encerramento dos discursos ficou, justamente, por conta de Duarte, que apresentou os jornalistas presentes na cerimônia: Jamile Amine, Estela Marques, Ulisses Gama, Glauber Guerra, Francis Juliano, Cláudia Cardozo, Luana Ribeiro e Luiz Fernando Teixeira, representando parte dos 22 jornalistas que fazem parte do quadro do site. “É preciso que vocês conheçam os rostos dos profissionais que produzem o material que vocês leem no site”, afirmou o editor-chefe. Após a rodada de discursos, a festa prosseguiu e os convidados não deixaram de exaltar o já tradicional método de trabalho do Bahia Notícias.
Estudo aponta que quem para de fumar também diminui consumo de álcool
Foto: Reprodução / Pixabay
Um estudo publicado recentemente na revista BMC Public Health apontou que, ao contrário do senso comum, a tentativa de parar de fumar não aumenta a ingestão de álcool. Pelo contrário, diminui. Cientistas da Universidade College London, na Inglaterra, analisaram pesquisas que incluíam 31.878 pessoas com 16 anos ou mais. Entre março de 2014 e setembro de 2015, 6.278 dos entrevistados relataram fumar. Desses, 144 tinham tentado largar o vício na semana anterior à pesquisa. O levantamento pedia que os pesquisados completassem questionários sobre seus consumos de álcool. Com isso os pesquisadores puderam comparar o consumo de álcool dos fumantes que tentaram largar o vício com os que não tinham tentado parar de fumar. Os resultados apontaram que os que tentaram parar de fumar consumiam menos quantidade de bebida alcoólica do que os que não tinham tentado largar o vício. O resultado se opõe a estudos anteriores que afirmavam que parar de fumar pode aumentar o consumo de álcool, uma vez que ele passaria a ser uma forma de compensar a falta do cigarro. Os pesquisadores afirmam que uma possível explicação para essa associação é que fumantes que estão tentando largar o vício podem reduzir intencionalmente o consumo de álcool a fim de evitar a recaída. Os autores acreditam, ainda, que os resultados indicam que fumantes que tentam parar não irão, necessariamente, recorrer à cerveja ou à taça de vinho para preencher o vazio do cigarro. “Esses resultados vão contra a visão comum de que as pessoas que param de fumar tendem a beber mais para compensar. É possível que elas estejam ouvindo os conselhos de evitar o álcool por causa de sua ligação com a recaída”, diz Jamie Brown, principal autor do estudo.
‘Cesariana natural’ faz bebê sair de útero sozinho; veja vídeo
Foto: Reprodução / Thinkstock
Um vídeo postado há apenas um dia ultrapassou 2,5 milhões de visualizações e 30 mil compartilhamentos mostra uma técnica mais ‘natural’ para a cesariana que vem ganhando a cena em alguns lugares do mundo. O vídeo mostra, a princípio, só a cabeça do bebê saindo de um corte na barriga da mãe. Depois de dois minutos, a criança começa a “engatinhar” para fora do corte sem a ajuda dos médicos. A ‘cesariana natural’, como é chamada, vem sendo defendida há anos, mas só agora ganhou um maior espaço. Em um artigo disponível na Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos, a técnica é descrita como um procedimento onde a mulher está em foco, imitando o tipo de contato entre mãe e bebê que é obtido durante o parto normal. Os benefícios apontados estão o contato direto com os pais em um tempo menor. De acordo com o jornal Daily Mail, a educadora de parto Sophie Messager foi a responsável pela filmagem e explicou que a mãe do bebê já tinha tentado um procedimento natural em outras clínicas, mas foi rejeitada até encontrar este hospital. “Eu amei assistir o bebê sair ‘andando’ do útero. A mãe também quis que esperássemos até o cordão umbilical parar de pulsar para cortá-lo”, afirmou Sophie.

 

Histórico de Conteúdo