Sábado, 28 de Maio de 2016 - 20:00

Sob vaias, Cruzeiro fica no empate por 1 a 1 em clássico contra o América-MG

por Leonardo Augusto | Estadão Conteúdo

Sob vaias, Cruzeiro fica no empate por 1 a 1 em clássico contra o América-MG
Foto: Reprodução/ESPN
Sob vaias e pedidos de saída do presidente Gilvan de Pinho, o Cruzeiro empatou em 1 a 1 com o América-MG, neste sábado, no clássico disputado no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. O time celeste vinha de goleada de 4 a 1 sofrida para o Santa Cruz, no Recife. O rival de empate em 1 a 1 com o Vitória em casa.

O resultado deixa pressionado também o técnico português Paulo Bento, recém-contratado na Toca da Raposa, que, em três jogos à frente da equipe, empatou duas e perdeu uma. O América-MG também segue sem vencer na competição. Victor Rangel marcou para os americanos no primeiro tempo - Arrascaeta empatou na etapa complementar. Pouco antes do apito final, os técnicos Givanildo Oliveira e Paulo Bento foram expulsos.

A partida foi equilibrada na etapa inicial. A primeira chance foi do Cruzeiro aos 10 minutos, com Arrascaeta chutando à esquerda do goleiro. O América-MG respondeu com Danilo no minuto seguinte. O jogador avançou pela esquerda e chutou, mas Fábio encaixou.

Aos 14 minutos, Cruzeiro de novo com Arrascaeta, que recebeu passe de Bruno Ramires, tentou tirar do goleiro, mas acabou perdendo a bola em uma das melhores chances de gol da partida. Aos 29, Hélder mandou para a área, Claudinei ajeitou e Victor Rangel bateu forte para fazer 1 a 0 para o América-MG.

O Cruzeiro foi o primeiro a ter oportunidade de marcar no retorno para a segunda etapa. Élber, pelo meio, chutou forte, mas a bola resvalou na zaga e sobrou fácil para o goleiro João Ricardo. Aos 20 minutos, Robinho, que entrou no lugar de Ariel Cabral, tocou para Willian, que bateu em cima de João Ricardo.

O time da Toca da Raposa pressionava, mas não conseguia marcar. Isso somente até os 35 minutos, quando Robinho lançou Arrascaeta, que, desta vez, não desperdiçou e fez um bonito gol ao chutar de primeira no canto direito baixo do goleiro adversário.

O Cruzeiro, com dois empates e duas derrotas, volta a campo na quarta-feira em partida contra o Botafogo, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, às 21h45. O América-MG, também com duas derrotas e dois empates, recebe a Ponte Preta, na quinta, no estádio Independência, em Belo Horizonte, às 19h30.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 1 x 1 AMÉRICA-MG

CRUZEIRO - Fábio; Gino (Douglas Coutinho), Leo, Bruno Viana e Sánchez Miño; Henrique, Bruno Ramires, Ariel Cabral (Robinho) e De Arrascaeta; Elber e Willian (Riascos). Técnico: Paulo Bento.

AMÉRICA-MG - João Ricardo; Hélder (Roger), Artur, Sueliton e Xavier; Claudinei e Leandro Guerreiro; Tiago Luís (Juninho), Rafael Bastos e Danilo; Victor Rangel (Bruno Sávio). Técnico: Givanildo Oliveira.

GOLS - Victor Rangel, aos 29 minutos do primeiro tempo; Arrascaeta, aos 35 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Leandro Guerreiro (Cruzeiro); Douglas Coutinho (América-MG).

ÁRBITRO - Dewson Freitas da Silva (Fifa/PA).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG).
Em coletiva, Doriva analisa estreia de Cajá e fala sobre interesse do Flamengo por Hernane
Foto: Dhavid Normando/Estadão Conteúdo
Ao final do confronto contra o Vasco, onde o Bahia foi derrotado por 4 a 3 na tarde deste sábado (28), o treinador Doriva comentou sobre a estreia do meia Renato Cajá, que fez sua primeira partida pelo Tricolor Baiano na temporada. Para o comandante, o atleta, mesmo sem ritmo de jogo, demonstrou qualidade e deve ser um dos trunfos da equipe para a disputa da Série B 2016.

“Eu não achei que ele estava perdido, é mais a falta de ritmo. Acredito que ele vai nos ajudar quando jogar mais, com mais minutos e um ritmo bom para fazer as coisas acontecerem”, afirmou o treinador em coletiva. Perguntado sobre um suposto interesse do Flamengo por Hernane, Doriva foi enfático em dizer que o atacante segue como peça importante para o Bahia na temporada.

“A gente sabe da força do Flamengo, mas o Hernane tem contrato com o Bahia e até então não demonstrou motivo para sair. É um jogador importante para nós e temos valorizado ele por ter aceitado estar no Bahia para a disputa da Série B e fazer um grande campeonato. Estamos confiantes que ele vai ficar conosco”, reiterou.
Sábado, 28 de Maio de 2016 - 19:15

Doriva exalta segundo tempo do Bahia e destaca qualidade de Nenê no triunfo do Vasco

por Edimário Duplat

Doriva exalta segundo tempo do Bahia e destaca qualidade de Nenê no triunfo do Vasco
Foto: Max Haack/Ag Haack/Bahia Noticias
Depois de ser derrotado pelo Vasco por 4 a 3, o treinador Doriva lamentou o resultado na partida deste sábado (28) pelo Brasileirão da Série B 2016, mas elogiou a postura do grupo ao buscar o empate perdendo por dois gols de diferença. Entretanto, para o técnico tricolor, a qualidade técnica de Nenê acabou sendo o diferencial para o triunfo cruzmaltino em São Januário.

“A gente lamenta a derrota, mas a equipe demontou caráter, força, fez um segundo tempo muito bom. Infelizmente prevaleceu a qualidade do Nenê, e temos que levantar a cabeça. Temos que ter como lição a reação que criamos e seguir na luta pelo acesso”, afirmou o comandante do Bahia após a partida. Questionado sobre o terceiro gol do Vasco, Doriva preferiu não entrar em polêmica sobre uma provável saída da bola e novamente elogiou o meia carioca.

“Nós tomamos o gol, fiquei até em dúvida saiu ou não. Mas destaco mais uma vez a qualidade do Nenê, que foi feliz no arremate e fez o gol. Depois tomamos o quarto gol tivemos chance de buscar o empate, mas não deu”.
Sábado, 28 de Maio de 2016 - 18:57

Danilo Pires lamenta derrota para o Vasco e culpa arbitragem pelo resultado

por Edimário Duplat

Danilo Pires lamenta derrota para o Vasco e culpa arbitragem pelo resultado
Foto: Dhavid Normando/Estadão Conteúdo
Autor de um dos gols do Bahia na partida deste sábado (28) em São Januário, o volante Danilo Pires lamentou o resultado adverso de 4 a 3 para o Vasco em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro da Série B 2016. Para o atleta tricolor, a arbitragem prejudicou a sua equipe, que poderia ter saído com um ponto do Rio de Janeiro.

"A gente veio no segundo tempor com o objetivo de empatar. Conseguimos. Tivemos alguns erros depois do empate. Agora é trabalhar. Vamos continuar nesse ritmo. Infelizmente, a gente teve que jogar novamente contra a arbitragem. Tenho certeza de que aquela bola ali saiu", reclamou o jogador em entrevista ao canal Premiere.

Agora, o Bahia volta a campo na próxima terça-feira (31) para enfrentar o Náutico na Fonte Nova. Já o Vasco visita o Oeste de Itápolis na Arena Barueri.
Sábado, 28 de Maio de 2016 - 18:56

Real Madrid bate Atlético nos pênaltis e conquista Liga dos Campeões pela 11ª vez

por Estadão Conteúdo

Real Madrid bate Atlético nos pênaltis e conquista Liga dos Campeões pela 11ª vez
Foto: Divulgação/ Real Madrid
Após empate por 1 a 1 no tempo regulamentar, o Real Madrid venceu o Atlético de Madrid na disputa das penalidades máximas, neste sábado, no estádio San Siro, em Milão, e conquistou o título da Liga dos Campeões da Europa pela 11.ª vez. A partida épica teve direito a pênalti desperdiçado, ídolo em noite de pouca inspiração, um "carrasco" inesperado e jogadores caindo com cãibras antes do apito final.

O duelo reeditou a final de dois anos atrás, em Lisboa, e teve novamente o mesmo vencedor. Curiosamente, com os 11 títulos, o Real Madri passou Milão com o maior número de títulos para uma única cidade - o Milan é heptacampeão e a Internazionale, tri.

Em uma partida de pouca inspiração do português Cristiano Ronaldo, que apareceu somente para converter a última cobrança de pênalti do Real Madrid, um protagonista de dois anos atrás chamou a responsabilidade. Sergio Ramos abriu o placar para o time merengue na primeira etapa. No entanto, o belga Ferreira Carrasco entrou em campo na segunda etapa e igualou o marcador depois que Griezmann bateu pênalti na trave.

Após o duelo exaustivo para os dois times, a decisão ficou para a disputa de penalidades máximas. Depois de oito cobranças perfeitas, quatro pelo Real e três pelo Atlético, o ídolo colchonero Juanfran mandou seu chute na trave direita. Na sequência, Cristiano Ronaldo garantiu o título. O português, no entanto, parou nos 16 gols na Liga dos Campeões deste ano e não conseguiu quebrar o recorde do torneio.

Com o título, o Real Madrid se classificou mais uma vez para o Mundial de Clubes da Fifa, no final do ano, no Japão. Em 2014, bateu o argentino San Lorenzo no Marrocos. Desta vez, já tem a companhia de Auckland City, da Nova Zelândia (Oceania), e América, do México (Concacaf). Faltam os campeões da Copa Libertadores (Conmebol), da Liga dos Campeões da Ásia, da Liga dos Campeões da África e o campeão japonês (país-sede).

O JOGO - A partida começou com as equipes partindo para cima e a primeira chance efetiva surgiu para o Atlético de Madrid aos quatro minutos. Koke completou cruzamento e obrigou Navas a fazer boa defesa. Em seguida, o Real Madrid respondeu com cobrança de falta de Bale em direção a Casemiro, que finalizou da pequena área e Oblak operou um milagre para evitar o gol do brasileiro.

Em uma partida apagada de Cristiano Ronaldo, Sergio Ramos apareceu para recolocar seu nome na história. Aos 14 minutos, Kroos bateu falta, Bale desviou de cabeça e Sergio Ramos se antecipou ao goleiro para fazer 1 a 0 e o seu segundo gol em uma final de Liga dos Campeões, repetindo a decisão de 2013/2014. O zagueiro estava em posição de impedimento por poucos centímetros.

Com o gol, o Real Madrid passou a controlar a posse de bola, mas não conseguiu furar o bloqueio rival. Após os 30 minutos, no entanto, foi o Atlético de Madrid que passou a jogar melhor e desperdiçou três boas chances com Griezmann antes do intervalo.

A segunda etapa começou com o Atlético de Madrid desperdiçando a primeira oportunidade de empatar o jogo. No primeiro minuto, a arbitragem viu pênalti de Pepe em Fernando Torres e Griezmann foi para a cobrança. No entanto, o atacante soltou o pé e a bola explodiu no travessão.

O Atlético de Madrid não se abateu com a penalidade perdida e foi para cima, mas Savic e Saúl não conseguiram buscar o empate. O Real Madrid só voltou com efetividade ao ataque aos 24 minutos, quando Benzema foi lançado por Modric, mas finalizou em cima do goleiro Oblak.

Aos 30 minutos, enfim, Cristiano Ronaldo apareceu com perigo em duas oportunidades, mas falhou diante do gol. Logo em seguida, aos 33, Ferreira Carrasco marcou o gol de empate em uma bela jogada do Atlético de Madrid. Juanfran recebeu lançamento nas costas da zaga e, de primeira, cruzou para o meio e o belga chegou para completar com força para a rede. Na comemoração, foi até as arquibancadas e ganhou um beijo da sua namorada.

Nos minutos finais, o nervosismo tomou conta do jogo e cresceu o número de discussões em campo. Já aos 47 minutos, Sergio Ramos matou cruzamento com um carrinho por trás e levou cartão amarelo. Gabi reclamou muito com a arbitragem, pedindo expulsão do rival, e também foi advertido pelo juiz.

PRORROGAÇÃO E PÊNALTIS - No primeiro tempo da prorrogação, o cansaço das duas equipes ficou evidente. Pelo lado merengue, o galês Gareth Bale caía no chão com cãibras, sem poder ser substituído porque o técnico Zidane já havia feito as três trocas. Já o Atlético de Madrid não conseguia encaixar o contra-ataque com velocidade e diminuiu a intensidade.

Na segunda etapa do tempo complementar, foi a vez das contrações musculares afetarem os jogadores do Atlético de Madrid. Como Cristiano Ronaldo praticamente sumiu em campo, o Real Madrid apostou nos cruzamentos, mas a zaga conseguiu se sobressair sobre os merengues.

Nas cobranças de pênalti, o Real Madrid abriu a contagem com gol de Lucas Vázquez e o Atlético respondeu com Griezmann, que desta vez mandou rasteiro para as redes. O brasileiro Marcelo chutou bem no canto esquerdo e Gabi empatou novamente com uma bola alta no lado direito. Gareth Bale correu e, com paradinha, converteu a terceira cobrança do Real, assim como fez Saúl Ñíguez.

Em mais uma ótima cobrança, Sérgio Ramos deslocou o goleiro e marcou o quarto. Na sequência, Juanfran chutou na trave e deixou para Cristiano Ronaldo aparecer, converter com segurança e correr para comemorar a 11.ª conquista da Liga dos Campeões do Real Madrid.

FICHA TÉCNICA

REAL MADRID 1 (5) x (3) 1 ATLÉTICO DE MADRID

REAL MADRID - Keylor Navas; Carvajal (Danilo), Pepe, Sergio Ramos e Marcelo; Casemiro, Kroos (Isco) e Modric; Bale, Benzema (Lucas Vázquez) e Cristiano Ronaldo. Técnico: Zinedine Zidane.

ATLÉTICO DE MADRID - Oblak; Juanfran, Savic, Godín e Filipe Luís (Lucas Hernández); Augusto Fernández (Ferreira Carrasco), Gabi, Koke (Partey) e Saúl Ñíguez; Griezmann e Fernando Torres. Técnico: Diego Simeone.

GOLS - Sergio Ramos, aos 15 minutos do primeiro tempo; Ferreira Carrasco, aos 33 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Pepe, Danilo, Sergio Ramos, Casemiro, Keylor Navas e Carvajal (Real Madrid); Gabi e Fernando Torres (Atlético de Madrid).

ÁRBITRO - Mark Clattenburg (Fifa/Inglaterra).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio San Siro, em Milão (Itália).
Sábado, 28 de Maio de 2016 - 18:27

Em jogo intenso, Vasco vence o Bahia por 4 a 3 em São Januário

por Edimário Duplat

Em jogo intenso, Vasco vence o Bahia por 4 a 3 em São Januário
Foto: Dhavid Normando/Estadão Conteúdo
Em mais uma bela atuação de Nenê, o Vasco conseguiu um importante resultado ao derrotar o Bahia por 4 a 3 em São Januário. Na partida, válida pelo Campeonato Brasileiro da Série B 2016, os cruzmaltinos conseguiram colocar uma vantagem de 2 a 0 e viram o tricolor deixar tudo igual. Entretanto, com dois gols do meia alvinegro, o Clube da Colina garantiu mais três pontos na luta pelo acesso à elite do futebol nacional.

O Vasco já iniciou a partida pressionando os tricolores desde os primeiros minutos do confronto. Com intensidade, os cariocas não saiam do seu campo de ataque e faziam com que o Bahia recuasse a marcação para impedir o primeiro gol cruzmaltino.

Aos poucos, os comandados de Doriva também passaram a criar jogadas, e tiveram aos seis minutos um chute forte de Hernane que parou nas mãos de Jordi. Conseguindo trabalhar a bola, o Tricolor da Boa Terra passou a criar jogadas, mas sem conseguir vencer a marcação do equipe da colina.

Entretanto, mesmo com maior equilíbrio na partida, os visitantes não conseguiram evitar o primeiro gol do Vasco da Gama.  Em saída errada de Lomba, Yago Pikachu tocou de cabeça por cima do goleiro e deixou a bola livre para Thales, sozinho, abrir o marcador. Minutos depois, foi a vez de Eder Luis acertar a trave do clube tricolor, deixando a bola livre para Nenê chutar para boa defesa do arqueiro baiano.

Com o gol dos donos da casa, a equipe comandada por Jorginho passou a esperar o Bahia e tentava jogar no erro do adversário para atacar nos contra-ataques. Dessa maneira, o Esquadrão de Aço passou a ter mais espaços em seu ataque e seguia arriscando com chutes de fora da área, mas sem o efeito desejado. Aos 29, foi a vez de Éder Luis ficar cara a cara com Lomba e chutar por cima do gol.

Mesmo pressionando, o clube soteropolitano seguia com problemas para a finalização. Aos 36, Tinga deu bom passe para Hernane, que tocou de calcanhar para Renato Cajá chutar truncado na direção do arqueiro vascaíno. Com problemas em chegar ao empate, os baianos não conseguiram evitar o segundo tento dos cariocas. Aos 38, em jogada de escanteio, Lomba deixou a bola escapar e viu Luan se aproveitar da sobra para fazer a alegria do estádio de São Januário.

Aos 41, o Bahia teve a melhor chance com Renato Cajá, que recebeu passe de Feijão e tirou do goleiro para acertar a trave. Em resposta, Nenê chegava com perigo até ser parado pela marcação de impedimento.

No segundo tempo, o Vasco esboçou ter a mesma intensidade da primeira etapa, mas foi o Bahia que diminuiu a vantagem dos cariocas. Em rápido contra-ataque, Cajá toca para João Paulo, que cruzou de primeira para Hernane. A bola acabou sendo mal dominada pelo brocador e Luisinho, que entrou no intervalo, empurrou para o fundo das redes.

Apesar de descontar logo nos primeiros minutos do tempo complementar, o Bahia ainda sofria em alguns lances do Vasco, que insistia nos lances de bola parada e cruzamentos. Mesmo assim, os comandados de Doriva também buscavam o resultado e tiveram boa chance aos 15, quando Hernane girou e chutou para defesa de Jordi.

E apresentando um bom futebol, com intensidade na marcação, não demorou para o Bahia empatar a partida. Aos 19, Tinga cruzou na área e Danilo Pires, de cabeça, deixou tudo igual no Rio de Janeiro. Entretanto, dois minutos depois, brilhou a estrela de Nenê. Pikachu passou por Jackson e tocou para o meia vascaíno, que chutou com categoria e não teve dificuldades de chegar aos 3 a 2.

Novamente a frente do placar, o Vasco cadenciava o jogo e tentava anular as investidas do Bahia, que também apresentava dificuldades de reação na altura da partida. Aos 33, Nenê mostrou novamente que é o jogador mais importante da equipe cruzmaltina na temporada. Em cobrança de falta, o meia chutou colocado e deixou Marcelo Lomba sem reação enquanto comemorava o quarto gol da sua equipe na partida.

Com menor ritmo, o Bahia esboçava tímidos lances que não conseguiam levar perigo ao clube carioca. Aos 40, Nenê invadiu a área e foi derrubado por Feijão. Na cobrança, o jogador acabou chutando mal e fez a bola subir por cima da meta de Marcelo Lomba. Minutos depois, aos 44, o Tricolor conseguiu diminuir em confusão na pequena área rival e  Bruno Gallo acabou colocando no seu próprio gol.

FICHA TÉCNICA
Série B - 4ª rodada
Vasco da Gama x Bahia
Local: São Januário, no Rio de Janeiro
Data: 28/05/2016
Horário: 16h30
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Auxiliares: Pablo Almeida da Costa e Sidmar dos Santos Meurer (ambos de MG)
Cartão Amarelo:Hernane, Luisinho, Julio dos Santos, Jorge Henrique
Gols: Thalles, Luan, Luisinho, Danilo Pires, Nenê (2x), Bruno Gallo (contra)

Vasco: Jordi, Yago Pikachu, Luan, Rodrigo e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Julio dos Santos (Bruno Galo), Nenê, Eder Luis e Jorge Henrique; Thalles (Caio Monteiro).Técnico: Jorginho.
 
Bahia: Marcelo Lomba; Tinga, Lucas Fonseca, Jackson e João Paulo; Feijão, Paulo Roberto (Luisinho), Danilo Pires e Renato Cajá (Gustavo Blanco); Thiago Ribeiro (Edigar Junio) e Hernane Brocador. Técnico: Doriva
Sábado, 28 de Maio de 2016 - 17:45

No Rio, Flamengo se recupera, derrota o Bauru e abre 2 a 1 na decisão do NBB

por Estadão Conteúdo

No Rio, Flamengo se recupera, derrota o Bauru e abre 2 a 1 na decisão do NBB
Foto: Divulgação/ Flamengo
Dois dias depois de uma inesperada derrota em casa, o Flamengo-RJ se recuperou neste sábado e abriu 2 a 1 na série melhor-de-cinco da decisão do NBB (Novo Basquete Brasil), em sua oitava edição, ao derrotar o Bauru-SP por 88 a 84, na Arena Carioca 2, palco olímpico do judô e de lutas que foi adaptado para receber as finais do basquete masculino nacional.

Nos dois primeiros duelos, cada um venceu fora de seus domínios. No primeiro, no sábado passado, o Flamengo ganhou em Marília, no interior paulista, onde o Bauru manda seus jogos nesta decisão. Na última quinta-feira foi a vez da equipe bauruense dar o troco na Arena Carioca 2, no Parque Olímpico da Barra. O quarto confronto, que pode dar mais um título aos cariocas - o quinto em sua história -, será no próximo sábado, em Marília. Caso seja necessário, mais uma semana para a quinta e decisiva partida no Rio.

O grande nome do jogo foi o armador Rafael Luz, que mostrou uma enorme eficiência sob os olhares do técnico da seleção brasileira, o argentino Rubén Magnano. Calibrado nos arremessos, especialmente no quarto período, marcou 17 pontos, deu seis assistências e agarrou dois rebotes. Pelo lado do Bauru, Rafael Hettsheimeir teve ótima atuação com 20 pontos. O cestinha do jogo foi o rubro-negro Ronald Ramon, que também se destacou e anotou 21 pontos.

Nos segundos finais, uma marcação errada de bola presa da arbitragem gerou muitas reclamações do Bauru, quando Rafael Hettsheimeir já tinha o rebote e Rafael Luz tentou disputar a bola. O placar do jogo era de 85 a 84 para os cariocas, que ficaram com a posse de bola e seguraram a vitória até o fim, após permitir uma incrível reação dos paulistas, que começaram o último quarto perdendo por 17 pontos.

"A gente começou bem, saindo rápido na transição. Acho que deu certo. Conseguimos acabar o jogo e fechar com vitória. Sabemos que Bauru vai lutar para ser campeão, todo jogo vai ser assim. Não tem jogo fácil. Tem que jogar do mesmo jeito", disse Ronald Ramon, em entrevista ao canal de TV a cabo SporTV após o final da partida.
Sábado, 28 de Maio de 2016 - 16:30

Rússia admite que tem oito dos 23 novos casos de doping em Londres-2012

por Estadão Conteúdo

Rússia admite que tem oito dos 23 novos casos de doping em Londres-2012
Foto: Getty Images
Um dia depois de a Agência Mundial Antidoping (Wada) anunciar que os testes revisados dos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, apontaram resultado analítico adverso para 23 atletas, neste sábado a Rússia admitiu o que todo mundo esperava: ela está afogada até o pescoço em mais esse escândalo, o que a deixa ainda mais longe do Rio-2016.

Dos 23 atletas flagrados, oito são da Rússia. Os nomes não foram revelados, mas eles pertencem a três modalidades esportivas. Os russos também foram responsáveis por 14 dos 31 casos de doping na reanálise de amostras colhidas nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008. Esses dados foram revelados há duas semanas maio.

Somando as 454 amostras de Pequim e as 265 de Londres, são 719 exames antidoping refeitos, utilizando tecnologia mais moderna. Dos 54 casos positivos, 22 são de atletas russo. Um pouco menos que a metade. Só é público o nome de Anna Chicherova, medalhista de bronze no salto em altura em 2008, quando testou positivo. Em Londres, ela ganhou ouro.

A imprensa russa, entretanto, noticia que, dos 14 casos referentes a Pequim, 11 são do atletismo. Isso só complica a situação do atletismo da Rússia, que está suspenso exatamente por causa do doping sistemático. A Associação das Federações Nacionais de Atletismo (IAAF) vai dar um veredicto dia 17 de junho e dificilmente livrará a cara dos russos.

Pelas regras, o COI mantém as amostras de atletas por dez anos, justamente para permitir que novas tecnologias possam identificar substâncias que, no momento da prova, ainda conseguem ser escondidas. A Corte Arbitral do Esporte (CAS), entretanto, já tem jurisprudência de que as amostras colhidas em 2008 podem ser reavaliadas só até agora, uma vez que, à época, a legislação previa que o doping prescrevia em oito anos.

O COI já avisou que esse novo pente fino sobre as últimas duas edições dos Jogos Olímpicos de Verão ainda não acabou e, nas próximas semanas, novos casos devem ser anunciados.
Hércilio Luz acerta contratação de Ávine para a disputa da segundona de Santa Catarina
Foto: Divulgação
Depois de sair do Bahia e não conseguir fechar a sua contratação perante ao Luverdense, o lateral Ávine já tem novo clube para a disputa da temporada. Trata-se do Hercílio Luz, equipe que disputará a segunda divisão do Campeonato Catarinense em 2016.

Com 28 anos, Ávine seguia treinando em Salvador e será apresentado oficialmente no dia 13 de junho, junto com o restante do elenco Hercilista. Entretanto, o jogador gravou um vídeo pedindo a presença da torcida do Leão do Sul para a disputa da competição.


Clube da cidade de Tubarão, o Hercílio Luz é uma das equipes tradicionais do futebol de Santa Catarina. Entretanto, desde os anos 90 vive uma grave crise financeira, culminando em seu licenciamento em 1994 e retorno ao futebol profissional apenas em 2008.

Sábado, 28 de Maio de 2016 - 14:30

Desfalques na seleção aumentam pressão sobre Dunga na Copa América Centenário

por Almir Leite e Gonçalo Junior | Estadão Conteúdo

Desfalques na seleção aumentam pressão sobre Dunga na Copa América Centenário
Foto: Lucas Figueiredo / MoWA Press
O técnico Dunga procura se controlar, publicamente encara a pressão com naturalidade, mas sabe que um mau desempenho na Copa América Centenário, nos Estados Unidos, pode abreviar esta sua segunda passagem pela seleção brasileira. E problemas não lhe faltam. Em curto espaço de tempo, perdeu três de suas peças mais importantes na equipe: Ricardo Oliveira, Douglas Costa, cortados por contusão, e, claro, Neymar, que nem sequer foi convocado.

O treinador sentiu o baque, mas não dá o braço a torcer e tenta enxergar o lado bom das coisas. "A gente quer contar sempre com os melhores, mas essa é a oportunidade para os jogadores (que estão no grupo) aproveitarem, tornarem-se referência", disse.

No entanto, a perda de três titulares e o fato de um quarto jogador importante, Daniel Alves, não estar em suas melhores condições físicas, devem levar Dunga a retomar o estilo mais precavido de armar a equipe, algo que vinha esboçando abandonar nas últimas partidas. Como o poder de fogo diminuído, a tendência é que se volte para a solidez defensiva.

Na maior parte dos treinos que realizou nestes primeiros dias de preparação em Los Angeles - sempre com o grupo incompleto -, Dunga escalou a equipe que poderia ser considerada titular com apenas um volante: Elias. No entanto, são boas as chances de Luiz Gustavo entrar no time já no amistoso deste domingo contra o Panamá, em Denver. É uma maneira de reforçar o sistema defensivo e, ao mesmo tempo, dar mais liberdade ao corintiano de se apresentar à frente.

As circunstâncias, aliadas ao passado recente dentro de campo com a seleção, levam Renato Augusto a ter alguma vantagem sobre Lucas Lima na briga por posição. O meia que está no futebol chinês é menos ofensivo do que o santista, ajuda os volantes quando preciso e essa "composição defensiva" agrada bastante a Dunga.

O treinador já estava "conformado" com a ausência de Neymar, mas lamentou bastante não poder contar com Ricardo Oliveira e, principalmente, Douglas Costa. Mas, ao perder o jogador do Bayern de Munique, em vez de substituí-lo por alguém com as mesmas características, optou por Kaká, que normalmente aproveita pouco nas partidas, em uma clara opção por experiência e liderança de grupo.

Líderes, aliás, é algo que Dunga pretende descobrir nesta Copa América Centenário. Jogadores que venham se juntar a Daniel Alves, Miranda e Kaká e que também tenham a capacidade de ajudá-lo dentro de campo. "Estamos buscando mais líderes, com comando e que recordem aos companheiros dentro de campo aquilo que treinamos".

Sobre a pressão de ter se sair bem na competição dos Estados Unidos para não correr o risco de ser demitido, Dunga prefere não pensar muito nisso. "Na seleção sempre vai existir pressão pelo resultado. Mas a maior cobrança é entre nós (comissão técnica e jogadores), pelo que (o time) pode render, a capacidade de cada um", disse.
Sábado, 28 de Maio de 2016 - 13:30

Com duas equipes da base, Bahia participa de torneio internacional no Catar

por Ulisses Gama/Edimário Duplat

Com duas equipes da base, Bahia participa de torneio internacional no Catar
Foto: Jéssica Santana
Entre os dias 29 de maio e 2 de junho, as equipes sub-17 e sub-16 do Bahia participam do Torneio Internacional Tri Series, realizado no Catar e que terá a participação de mais duas equipes em duas categorias distintas na competição. Para o treinador Edson Fabiano, essa é uma oportunidade não só para promover a marca do Tricolor como também para representar o futebol brasileiro em um torneio de divisão de base.

“A expectativa e a motivação do nosso grupo está muito boa. É a primeira viagem internacional para muitos desses garotos e a gente não pensa em só abrir o mercado asiático para o Bahia como também representar o futebol brasileiro em um torneio tão importante quanto esse”, afirmou o técnico em entrevista ao Bahia Notícias.

Além do Bahia, também estão presentes na Tri Series as equipes do Villarreal da Espanha e o Aspire Academy, do Catar. Tanto no sub-18 (onde o Esquadrão atuará com o sub-17) quanto no sub-16 do torneio, as partidas serão em pontos corridos com o time que marcar mais pontos sendo o vencedor da sua respectiva categoria.

Já em viagem para o país árabe, o Tricolor de Aço estreia na segunda-feira (30), contra o Aspire, e volta a campo na terça (31) contra o time espanhol. Essa é a primeira vez que o Bahia disputa um torneio internacional de divisão de base desde o ano de 2013.
Com treino tático e rachão, Vitória finaliza preparação para encarar o Atlético-MG
Foto: Francisco Galvão/Vitória/Divulgação
O treinador Vagner Mancini comandou neste sábado (28) um último treino visando o jogo contra o Atlético Mineiro, que será realizado no próximo domingo (29), às 16h, na Arena Fonte Nova. A partida, válida pela quarta rodada do Brasileirão 2016, será o segundo jogo do Leão na capital baiana pelo certame nacional.

Depois do aquecimento, o técnico comandou um treino tático e de bola parada, finalizando com um rachão onde o time da casa, formado por atletas da divisão de base, venceu por 4 a 1 com gols de Rafaelson e o goleiro Wallace (três vezes). Ramon descontou contra.

O atacante Marinho não participou do rachão para fazer tratamento médico por conta de dor na coxa, mas foi relacionado e deve ser utilizado na partida. 
Sábado, 28 de Maio de 2016 - 12:30

Ricciardo bate Mercedes em Mônaco e faz primeira pole da carreira na F1

por Estadão Conteúdo

Ricciardo bate Mercedes em Mônaco e faz primeira pole da carreira na F1
Foto: Divulgação/Formula1
A vitória de Max Verstappen logo em sua primeira corrida pela Red Bull, há duas semanas, em Barcelona, jogou pressão sobre Daniel Ricciardo. E o australiano respondeu muito bem às cobranças. Neste sábado, ele deixou as Mercedes para trás e fez a pole position do GP de Mônaco, a primeira da carreira, recolocando a Red Bull em primeiro após dois anos e meio. Rosberg sai em segundo e Hamilton em terceiro. Felipe Massa foi mal e larga só na sétima fila.

Usando um motor atualizado da Renault, Ricciardo já havia feito o melhor tempo dos treinos livres de quinta-feira, colocando expressiva folga sobre a dupla da Mercedes. Desta vez, o australiano, de 26 anos, marcou 1min13s622, contra 1min13s791 de Rosberg e 1min13s942 de Hamilton. Vettel sai em quarto.

O inglês, aliás, tomou um susto. Ao sair do box para sua primeira participação no Q3, a Mercedes dele simplesmente apagou ainda antes de entrar na pista. Os mecânicos rebocaram o carro até a garagem e conseguiram consertá-lo a tempo de uma última volta lançada, quando Riccardo já tinha um tempaço.

Em Montecarlo, neste domingo, a Mercedes não sairá no primeiro lugar do grid pela primeira vez no ano, depois de três poles de Hamilton (Austrália, Bahrein e Espanha) e duas de Rosberg (China e Rússia). Em toda a temporada passada, a equipe britânica só não fez a pole uma vez, sendo superada pela Ferrari de Sebastian Vettel em Cingapura, em setembro, quando Ricciardo foi segundo tanto no treino quanto na corrida.

Neste sábado, ninguém segurou o australiano, que fez a segunda volta mais rápida da história do circuito, só atrás de Sebastin Vettel em 2011. Um alívio para a Red Bull, que viu Vestappen bater forte contra o muro na saída da Curva da Piscina.

Com todos os holofotes sobre ele depois de se tornar o mais jovem a vencer na F1, o garoto holandês passou sobre a zebra e quebrou a suspensão traseira da sua Red Bull. Sem controle do carro, foi parar no muro, paralisando a corrida com menos de 10 minutos do Q1.

Foi a segunda bandeira vermelha do dia, porque, mal o treino começou, e Felipe Nars saiu espalhando óleo pela pista depois de o motor estourar. Já é o segundo da Sauber, que vai ter que recorrer ao terceiro para a corrida. O limite para a temporada são cinco. O brasileiro vai dividir a última fila com Vestappen e depende de chuva no domingo para chegar aos pontos.

Felipe Massa também vai sair de trás. O brasileiro de Williams ficou no Q2, apenas com o 14.º tempo, não muito longe do companheiro Valteri Bottas, que foi o 11.º e também não passou para a parte final do treino.

Fernando Alonso conseguiu novamente levar a McLaren para o Q3 e vai largar em nono. Ele fez o décimo tempo, mas foi beneficiado pela punição da Kimi Raikkonen, que trocou a caixa de câmbio, perdeu cinco posições e vai sair em 11.º.

Confira o resultado final do treino classificatório do GP de Mônaco:

1º - Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull), 1min13s622
2º - Nico Rosberg (ALE/Mercedes), 1min13s791
3º - Lewis Hamilton (ING/Mercedes), 1min13s942
4º - Sebastian Vettel (ALE/Ferrari), 1min14s552
5º - Nico Hülkenberg (ALE/Force India), 1min14s726
6º - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), 1min14s732 (sai em 11.º)
7º - Carlos Sainz Jr (ESP/Toro Rosso), 1min14s749 (sai em sexto)
8º - Sergio Pérez (MEX/Force India), 1min14s902 (sai em sétimo)
9º - Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso), 1min15s273 (sai em oitavo)
10º - Fernando Alonso (ESP/McLaren), 1min15s363 (sai em nono)
---------------------------------------------------
11º - Valtteri Bottas (FIN/Williams), 1min15s273 (sai em décimo)
12º - Esteban Gutierrez (MEX/Haas), 1min15s293
13º - Jenson Button (ING/McLaren), 1min15s352
14º - Felipe Massa (BRA/Williams), 1min15s385
15º - Romain Grosjean (FRA/Haas), 1min15s571
16º - Kevin Magnussen (DIN/Renault), 1min16s058
---------------------------------------------------
17º - Marcus Ericsson (SUE/Sauber), 1min16s99
18º - Jolyon Palmer (ING/Renault), 1min16s586
19º - Rio Haryanto (IND/Manor), 1min17s295
20º - Pascal Wehrlein (ALE/Manor), 1min17s452
21º -Max Verstappen (HOL/Red Bull), 1min22s467
22º - Felipe Nasr (BRA/Sauber), sem tempo
Sem Tiago Real e com Caíque, Mancini convoca 23 jogadores contra o Atlético-MG
Foto: Francisco Galvão/Vitória/Divulgação
Depois do treino realizado na manhã deste sábado (28), o treinador Vagner Mancini divulgou a lista dos 23 relacionados para a partida contra o Atlético-MG, que será realizada no próximo domingo (29), às 16h, na Arena Fonte Nova.

Para enfrentar o Galo Mineiro na quarta rodada do Brasileirão 2016, o técnico rubro-negro não poderá contar com Tiago Real, que foi vetado por conta de uma lesão na coxa. Já Caíque, que retorna após disputar o torneio de Suwon com a Seleção Brasileira sub-20, ficará no banco de reservas.

Confira abaixo a lista de relacionados para o jogo entre Vitória e Atlético Mineiro:

Goleiros: Fernando Miguel e Caíque
Zagueiros: Ramon, Josué, Kanu e Victor Ramos
Laterais: Diego Renan, Euller e Maicon Silva
Volantes: Willian Farias, José Welison, Amaral e Marcelo
Meias: Leandro Domingues e Flávio
Atacantes:  Gabriel, Rafaelson, Vander, Dagoberto, David, Marinho, Kieza e Alípio
Em comunicado, Miami United afirma que Adriano será utilizado apenas em amistosos
Foto: Divulgação/Miami United
O Miami United, equipe que disputa a NPSL (equivalente a Quarta Divisão dos Estados Unidos), publicou nota na última sexta-feira (27) confirmando que o atacante Adriano não será utilizado para jogos oficiais da equipe na temporada. Reforço apenas em amistosos, o brasileiro também está autorizado pelo time norte-americano a treinar “em qualquer lugar”.

Momentos antes do anúncio da equipe, Adriano desembarcou no Rio de Janeiro e não quis fazer declarações sobre seu futuro no futebol. Entretanto, informações do site globoesporte.com dão conta de que o brasileiro se despediu de seus companheiros de clube e já organizou um churrasco para este sábado (28) na capital fluminense. (leia aqui)

Com contrato até março de 2017, o Imperador também é um dos donos da equipe com participação de 50%. Entretanto, desde a goleada de 5 a 0 sofrida para o Miami Fusion, na estreia da liga local, o atacante colocou em xeque a sua permanência após viajar para o Brasil e não efetuar retorno imediato. Mesmo assim, o atleta participou do amistoso contra o Las Vegas City e fez um dos gols da vitória de sua equipe por 3 a 1.
Sábado, 28 de Maio de 2016 - 11:00

Série D: Juazeirense acerta contratação do técnico Quintino Barbosa

por Glauber Guerra

Série D: Juazeirense acerta contratação do técnico Quintino Barbosa
Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias
Um velho conhecido da torcida da Juazeirense está de volta ao comando do clube. Trata-se do técnico Quintino Barbosa, que chega para a disputa da Série D. A informação foi confirmada na manhã deste sábado (28) por Roberto Carlos, deputado estadual e presidente da agremiação.

“Analisamos friamente entre os nomes colocados e decidimos por Quintino Barbosa. Um treinador experiente e que já trabalhou com a gente. Ele classificou o nosso time no ano passado para a Copa do Nordeste. Ele se apresenta na segunda para começar os trabalhos em busca do acesso para a Série C”, disse o parlamentar-cartola, em entrevista ao Bahia Notícias.

Segundo Roberto Carlos, a tendência é que o clube contrate de três a quatro jogadores para o certame. A base do time que disputou a Copa do Nordeste e o Campeonato Baiano foi mantida.

“Queremos contratar de três a quatro atletas. Nós renovamos com a maioria dos jogadores que atuaram na Copa do Nordeste e Campeonato Baiano. Na semana que vem iremos bater o martelo”, finalizou.

A primeira passagem de Quintino Barbosa na Juazeirense foi em 2013, quando levou o time para as semifinais do estadual e conquistou o título de melhor treinador. Ele ainda trabalhou na agremiação em 2014 e 2015.

A Juazeirense estreia na Série D contra o Icasa, no dia 12 de junho, no Estádio Adauto Moraes. O Cancão de Fogo integra o Grupo A5 da competição juntamente com o Icasa, Altos-PI e Maranhão.
Sábado, 28 de Maio de 2016 - 10:30

Cavs despacha Raptors e LeBron James vai à sexta final seguida da NBA

por Estadão Conteúdo

Cavs despacha Raptors e LeBron James vai à sexta final seguida da NBA
Foto: Reprodução/ESPN
O Cleveland Cavaliers é o primeiro time finalista da temporada 2015/2106 da NBA. A equipe de Ohio garantiu um lugar na decisão pelo segundo ano seguido ao vencer o Toronto Raptors por 113 a 87, sexta-feira à noite, em Toronto, fechando a série final do Leste em 4 a 2.

Finalista pelo Miami Heat de 2011 a 2014 e com o próprio Cavaliers no ano passado, LeBron chegou à sua sexta final consecutiva na NBA. Não chega a ser um recorde, uma vez que Bill Russell jogou 10, mas todos os que estão à sua frente jogaram no octacampeonato do imbatível Boston Celtics na década de 60.

LeBron só tem dois anéis, das temporadas 2011/12 e 2012/13, ambas pelo Miami Heat. Pelo Cavaliers, time do seu estado natal e pelo qual chegou à NBA, o astro nunca ganhou. Caiu nas semifinais de conferência em 2008//09 e na final do Leste em 2009/10, em duas temporadas nas quais foi MVP. No ano passado, o time de Cleveland chegou desfigurado à decisão contra o Golden State Warriors.

Ao que tudo indica, é essa a grande chance de o Cavaliers ganhar seu primeiro título na história da NBA. Se o adversário da final for o Oklahoma City Thunder, é do Cleveland o direito de fazer uma partida a mais em casa. O Warriors, dono da melhor campanha da história na temporada regular, obviamente terá esse privilegio se passar.

Outro tabu que pode ser quebrado é que a cidade de Cleveland não comemora um título nas principais ligas americanas (NFL, MLB, NHL e NBA) há 52 anos. É o maior jejum de uma cidade com pelo menos três times nessas ligas. "Essa cidade está querendo uma taça. Nós temos o time certo e temos o talento certo", comentou após o jogo o técnico Tyronn Lue.

LeBron James, que nasceu ali perto, em Akron, também sabe desse desejo. "Nossa cidade merece isso, nossos fãs merecem isso", afirmou após fazer 33 pontos e pegar 11 rebotes para ser o destaque do título do Leste. Kevin Love, com 20 pontos, e Kyrie Irving, com 30, também não deixaram a desejar.

Já o Toronto Raptors se despede com a certeza de que fez a melhor campanha da história da franquia e de que tem um ídolo para chamar de seu: Kyle Lowry, autor de 35 pontos nesta sexta-feira. Os brasileiros Bruno Caboclo e Lucas Bebê estão inativos no elenco.

A classificação antecipada do Cavaliers pode dar a equipe um bom fôlego para iniciar bem as finais da NBA, na quinta-feira que vem. No Oeste, o jogo 6 é na noite deste sábado, com o Thunder jogando para fechar. Se necessário, o jogo 7, em Oakland, será na segunda. Aí, quem passar terá menos de 72 horas para se preparar para pegar um Cavaliers descansado.
No seu 30º jogo, Doriva fala em evolução do Bahia e dá palpite sobre a final da Champions
Foto: Jefferson Peixoto/ Ag. Haack/ Bahia Notícias
Antes de enfrentar o Vasco, em jogo que será realizado neste sábado (28), às 16h30, em São Januário, o treinador Doriva fez um levantamento da equipe do Bahia na temporada. Com 29 partidas, o técnico soma 20 vitórias, cinco empates e quatro derrotas pelo Tricolor da Boa Terra  e mesmo sem conquistar títulos durante o primeiro semestre de 2016, faz um levantamento positivo do clube na atual temporada.

“Balanço positivo. Apesar de não termos conquistado títulos, o time demonstrou evolução e chegamos a Série B, nosso principal objetivo, preparados. Eu estou feliz com o trabalho, o que aplicamos com nível de conceitos e a equipe está ficando sólida. Com os reforços que estão chegando, estamos aumentando a qualidade da equipe”, afirmou o comandante do Esquadrão, que também fez uma rápida análise de seu próximo adversário, atual líder do Campeonato Brasileiro da Série B 2016.

“Eu acho que vai ser um jogo equilibrado. São duas grandes equipes e o Vasco tem uma sequência boa de invencibilidade. É muito difícil de ser batida, um time bem perigoso com o Nenê em um momento inspirado, mas que tem um bom jogo coletivo e devemos ter cuidado. É uma equipe qualificada, mas também temos uma e acredito que podemos conseguir o resultado”, concluiu Doriva.

Com confronto marcado para o mesmo horário da final da Uefa Champions League, onde Atlético de Madrid e Real Madrid decidem o título, o técnico lamentou não poder assistir o confronto mas fez a sua análise dos dois oponentes que lutam pelo maior torneio do futebol europeu.

“É uma pena que o jogo vai ser o nosso horário e não poderemos ver isso ao vivo. São duas equipes diferentes, com uma que domina os espaços e outro que domina a bola. Enquanto o Real preza pea bola, o Atlético toma conta do campo e trabalha sobre pressão. Acho que tudo depende do início do jogo, se o Real conseguir fazer um gol logo no começo tem mais chances de ganhar. Mas se deixar o Atlético dominar, pode ser surpreendido. Vai ser um bom jogo”.
Sábado, 28 de Maio de 2016 - 08:30

Seleção feminina de vôlei vence dominicanas no primeiro teste para o Rio-2016

por Estadão Conteúdo

Seleção feminina de vôlei vence dominicanas no primeiro teste para o Rio-2016
Foto: Divulgação/CBV
Atual bicampeã olímpica, a seleção brasileira feminina de vôlei começou bem a sua preparação para buscar a terceira medalha de ouro consecutiva nos Jogos do Rio-2016, em agosto. Nesta sexta-feira, o primeiro passo para frente foi dado com a vitória no amistoso contra a República Dominicana por 3 sets a 0 - com parciais de 25/12, 25/20 e 25/21 -, no ginásio Max Rosenmann, em São José dos Pinhais (PR).

No primeiro jogo preparatório, o técnico José Roberto Guimarães deixou duas bicampeãs olímpicas de fora. Fabiana e Thaísa sequer entraram em quadra; e Sheilla entrou apenas no fim do terceiro set. Sem Jaqueline, que se machucou durante o treinamento da última quinta-feira, o treinador começou a partida com Juciely e Adenízia no meio e Tandara de oposta.

As duas seleções voltam à quadra em São José dos Pinhais neste domingo, às 10h30. E novamente Zé Roberto não terá Jaqueline à disposição. A atacante sofreu uma entorse no joelho esquerdo no treinamento da última quinta-feira, mas a jogadora seguirá com o grupo brasileiro na cidade paranaense fazendo tratamento fisioterapêutico.

Para o médico da seleção, Júlio Nardelli, a expectativa é que a lesão seja entre leve e moderada. "A Jaqueline teve uma entorse no joelho esquerdo. Acredito que foi uma entorse leve para moderada, mas que precisa ser mais bem avaliada nas próximas 24 horas. Ela está em tratamento fisioterapêutico e será novamente avaliada amanhã (sábado) para dar sequência ao tratamento", disse.
Em carta à OMS, cientistas pedem adiamento da Olimpíada por causa do vírus Zika
Foto: Fernanda Carvalho / Fotos Públicas
Pesquisadores de pelo menos 15 países assinaram uma carta aberta para a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Comitê Olímpico Internacional (COI) na qual pedem o adiamento dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro ou a troca de local do evento em nome “da saúde pública” devido à presença do vírus Zika na cidade. Segundo o documento, é desnecessário que cerca de 500 mil pessoas do mundo todo se exponham a um vírus e ainda corram o risco de levar a seus países de origem, aumentando as chances de tornar a doença endêmica em outras regiões. No Brasil, especialistas sugerem que o vírus Zika chegou em situação de alta circulação de turistas, no período da Copa do Mundo. A descoberta de que, quando o Zika infecta gestantes, pode ocasionar problemas neurológicos nos bebês e de que o vírus está relacionado ao desencadeamento da Síndrome de Guillain-Barré são motivos citados no documento para que a Olimpíada seja adiada ou disputada em outra sede. De acordo com a Agência Brasil, os cientistas ressaltam que os Jogos Olímpicos de 1916, 1940 e de 1944 foram cancelados por causa de doenças. A pesquisadora Débora Diniz, da Universidade de Brasília, é a única signatária brasileira da carta. Em resposta à carta, o Ministério da Saúde divulgou nota dizendo que o Zika está presente em 60 países e que a população brasileira representa 15% das pessoas expostas ao vírus. “Vale destacar que o período em que serão realizadas as Olimpíadas no Brasil é considerado não endêmico para transmissão de doenças causadas pelo Aedes aegypti, como Zika, dengue e chikungunya”, destaca a nota. O ministério ressalta ainda o fato de a OMS não ter feito nenhuma recomendação para restrição de viagens, exceto às grávidas. Segundo a pasta, a diretora geral da OMS, Margaret Chan, confirmou que virá aos Jogos Olímpicos, “o que deve ser interpretado como um simbolismo da segurança deste período de baixa a transmissão do vírus Zika”. Por meio da assessoria de imprensa, o COI disse que o evento ocorrerá no cronograma estabelecido e com total segurança para todas as pessoas envolvidas. De acordo com o comitê, o zika é assunto que tem sido discutido frequentemente.
Sábado, 28 de Maio de 2016 - 07:00

Com o objetivo de surpreender fora de casa, Bahia enfrenta o Vasco pela Série B

por Ulisses Gama

Com o objetivo de surpreender fora de casa, Bahia enfrenta o Vasco pela Série B
Renato Cajá pode estrear pelo Bahia Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia
Na tarde deste sábado (28), o Bahia encara um dos fortes candidatos ao acesso à elite do futebol brasileiro. Em São Januário, o Tricolor visita o Vasco da Gama, às 16h30, pela quarta rodada da competição nacional.
 
Ocupando o quinto lugar do certame nacional, o Esquadrão tem o objetivo de surpreender mesmo longe de seus domínios. Na última quarta (25), após o triunfo diante do Joinville, o técnico Doriva expôs o desejo de conseguir mais três pontos na briga pelo acesso.
 
"O Vasco tem feito uma campanha muito boa. Tem mostrado sua força, tem jogadores de qualidade. Temos que saber jogar o jogo. Provavelmente o Vasco vai tomar a iniciativa do jogo, mas queremos fazer um grande jogo e tentar surpreender o Vasco lá. Temos um time competitivo, um time com jogadores importantes, que podem fazer um bom jogo", afirmou.
 
Para este confronto, o Esquadrão terá o desfalque do volante Juninho, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Além dele, a equipe não contará com o lateral-esquerdo Moisés, que ainda se recupera de um estiramento no adutor da coxa.

Por outro lado, Doriva contará com os atacantes Edigar Junio e Thiago Ribeiro, que estão recuperados de suas lesões e disponíveis para o técnico tricolor. Além disso, o grupo terá o reforço de Renato Cajá, que teve o seu nome regularizado junto à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) na última sexta-feira (27) e deve fazer a sua estreia.

"Temos um jogo difícil contra o Vasco. Esperamos fazer um grande jogo lá. Sabemos que o Vasco é um dos favoritos ao acesso, mas precisamos entender a nossa posição na competição para subir o mais rápido possível. Esse jogo é para mostrar a nossa qualidade e força", disse, em entrevista ao Programa do Esquadrão, da Sociedade FM.
 
O Vasco da Gama, por sua vez, defende uma longa invencibilidade de 30 jogos. A última derrota do clube da Colina aconteceu no dia 1º de novembro de 2015, contra o Fluminense, pelo Campeonato Brasileiro. A equipe comandada por Jorginho não terá o goleiro Martín Silva, convocado para a seleção uruguaia, Andrezinho e Madson, machucados, e o volante Diguinho, suspenso.
 
FICHA TÉCNICA
Série B - 4ª rodada
Vasco da Gama x Bahia
Local: São Januário, no Rio de Janeiro
Data: 28/05/2016
Horário: 16h30
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Auxiliares: Pablo Almeida da Costa e Sidmar dos Santos Meurer (ambos de MG)

Vasco: Jordi, Yago Pikachu, Luan, Rodrigo e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Julio dos Santos, Nenê, Eder Luis e Jorge Henrique; Thalles.Técnico: Jorginho.
 
Bahia: Marcelo Lomba; Tinga, Lucas Fonseca, Jackson e João Paulo; Feijão, Paulo Roberto, Danilo Pires e Renato Cajá; Thiago Ribeiro e Hernane Brocador. Técnico: Doriva
Sexta, 27 de Maio de 2016 - 22:48

Com gol de Higuain, Argentina bate Honduras em amistoso; Messi sai lesionado

por Estadão Conteúdo

Com gol de Higuain, Argentina bate Honduras em amistoso; Messi sai lesionado
Foto: Divulgação / AFA
A noite de sexta-feira foi marcada na América do Sul com os últimos amistosos de preparação de alguns países do continente para a disputa da Copa América Centenário, que começará no próximo dia 3, nos Estados Unidos. Argentina, Uruguai e Chile entraram em campo como mandantes e apenas o terceiro, atual campeão continental, fez feio e não venceu.

Na cidade de San Juan, a seleção da Argentina enfrentou Honduras com o time quase completo - apenas Pastore não foi escalado pelo técnico Gerardo Tata Martino. Com um belo gol do centroavante Gonzalo Higuain, aos 31 minutos do primeiro tempo, vitória por 1 a 0. No lance do gol, o jogador do Napoli - agora recordista de gols em uma edição do Campeonato Italiano com 36 - recebeu a bola na área, deu um giro de corpo rápido deslocando o zagueiro e deu uma cavadinha na saída do goleiro Escober para balançar as redes.

Apesar da vitória, a grande preocupação argentina é com relação ao estado de saúde do meia Lionel Messi. O craque teve que deixar o campo no segundo tempo após sofrer uma pancada na região das costas. Depois de receber tratamento médico no gramado, el ainda tentou voltar para o campo, mas desistiu após alguns movimentos e foi substituído.

A expectativa é sobre detalhes da contusão do jogador do Barcelona. O primeiro exame, segundo o diário argentino Olé, não apresentou uma lesão óssea, o que tranquiliza um pouco o torcedor argentino para a estreia na Copa América Centenário contra o Chile, no próximo dia 6, em Santa Clara (Califórnia), pelo Grupo D.

Outro atleta do Barcelona que sofre com lesões é Luis Suárez. Com lesão muscular na coxa direita, o atacante do Uruguai não enfrentou Trinidad e Tobago, nesta sexta-feira, no estádio Centenário, em Montevidéu. E nem precisou, pois o seu companheiro de ataque Edinson Cavani estava em uma ótima noite e marcou duas vezes na vitória por 3 a 1.

Diego Rolán fez o terceiro gol uruguaio, já no segundo tempo, em um belo toque de letra, enquanto que Jomal Williams havia aberto o placar para a seleção caribenha, que acabou tomando a virada.

O Uruguai está no Grupo C da Copa América Centenário ao lado de México, Jamaica e Venezuela. A estreia da seleção celeste acontece em 5 de junho contra os mexicanos, em Glendale (Arizona).

DERROTA CHILENA - Quem fez feio nesta sexta-feira foi a seleção do Chile. Mesmo atuando diante de seus torcedores, no estádio Sausalito, em Viña del Mar, a equipe campeã da Copa América perdeu para a Jamaica por 2 a 1. Os gols dos caribenhos foram marcados por Clayton Donaldson, aos 36 minutos do primeiro tempo, e por Simon Dawkins, aos 8 da segunda etapa. No final, os chilenos diminuíram com o gol de Nicolas Castillo, aos 37.
Rio 2016: Organização decide convidar Dilma e Lula, mas posicioná-los longe de Temer
Foto: Lula Marques / Agência PT
A cúpula dos Jogos Olímpicos Rio 2016 decidiu sobre uma questão que estava afligindo a organização dos jogos: o convite à presidente afastada Dilma Rousseff e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na cerimônia de abertura. Segundo informações da coluna Gente Boa, a resolução foi de convidá-los, mas sem dar posição de destaque, diluindo suas presenças entre outros ex-presidentes. O presidente interino Michel Temer ficará no centro da tribuna de honra, enquanto Lula e Dilma ficarão junto a Fernando Henrique Cardozo, José Sarney e Fernando Collor, em uma das extremidades, o mais longe possível do peemedebista. 
Sexta, 27 de Maio de 2016 - 17:00

Flamengo confirma tentativa de agressão a César Martins e divulga nota de repúdio

por Estadão Conteúdo

Flamengo confirma tentativa de agressão a César Martins e divulga nota de repúdio
Foto: Divulgação
Alguns torcedores do Flamengo protagonizaram mais um episódio lamentável de violência no futebol na última quinta-feira (26), ao tentarem agredir o zagueiro rubro-negro César Martins na saída de um supermercado na região da Barra da Tijuca. O próprio clube confirmou o episódio através de nota oficial nesta sexta e repudiou a atitude dos vândalos.

"O Clube de Regatas do Flamengo repudia a tentativa de agressão ao zagueiro César Martins, sua esposa e ao filho de dois anos. O ato de covardia aconteceu quando o zagueiro estava saindo de um supermercado próximo à Arena Carioca 2, local do jogo de basquete entre Flamengo x Bauru", explicou o Flamengo.

Segundo relatos, estes torcedores deixavam a Arena Carioca 2 após a derrota do Flamengo para o Bauru no segundo jogo da decisão do NBB, quando reconheceram César Martins na saída de um supermercado. Eles começaram a ofender o zagueiro, que tentava deixar o local. Mesmo vendo que a esposa e o filho do jogador estavam com ele, chutaram e arremessaram objetos no seu carro.

"Hoje, um grupo de marginais, pois não podem ser chamados de torcedores, cercaram meu carro onde estavam minha família e eu, na saída de um supermercado. Além de xingamentos, tacaram latas de cerveja e tive o vidro do meu carro quebrado. Minha esposa e meu filho ficaram bastante assustados. Graças a Deus, apesar do susto, nós estamos bem", explicou César Martins nas redes sociais.

Com apenas mais um mês de contrato de empréstimo com o Flamengo, César Martins estava praticamente descartado pela comissão técnica por não ter agradado nesta passagem de quase um ano no clube. O jogador, no entanto, foi chamado às pressas para reintegrar o elenco depois que Juan se lesionou na última quarta.

"Tenho contrato em vigor com o Flamengo e jamais disse que não jogarei mais pelo clube. Estou à disposição como sempre estive para defender as cores do Flamengo. Aceito as cobranças que são feitas dentro de campo e de forma saudável. Mas infelizmente ainda existem pessoas desse tipo, que usam o futebol para cometer crimes", disse ele.
Sexta, 27 de Maio de 2016 - 16:30

Por Olimpíada, Brasil muda piso para pegar o Equador na Davis

por Estadão Conteúdo

Por Olimpíada, Brasil muda piso para pegar o Equador na Davis
Atualmente o piso é de saibro| Foto: Divulgação
Os jogadores pediram e a Confederação Brasileira de Tênis (CBT) decidiu alterar o piso que será instalado na Arena Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte, para o duelo contra o Equador na Copa Davis. Sai o saibro e entra o piso duro "mais lento possível". Tudo pensando nos Jogos Olímpicos do Rio, que serão dali a duas semanas, também em piso duro.

"A escolha da quadra foi em função do calendário do pessoal. O Marcelo (Melo), o Bruno (Soares) e o Thomaz (Bellucci) vão jogar a Olimpíada e estarão envolvidos no calendário de quadras rápidas. A Copa Davis envolve às vezes uma semana ou mais e ter que mudar de piso mudaria toda a característica", argumenta o capitão brasileiro na Davis, João Zwetsch.

Logo após a semana dedicada à Davis, a atenção dos tenistas deve se voltar ao ATP 500 de Washington (EUA) e, na sequência, ao Masters 1000 de Toronto (Canadá), dois torneios disputados no piso rápido. Os jogos da Olimpíada começam em 6 de agosto, na Barra.

"Vamos evitar quebrar uma série de jogos e torneios em quadra dura antes da Olimpíada. E a quadra vai ser bem lenta, o mais lenta possível, apesar de ser uma quadra dura", completa Zwetsch.

De acordo com a CBT, os jogos da Copa Davis serão realizados com o piso Greenset, que é utilizado no Masters de Londres (Inglaterra), também em ambiente indoor, e tem a aprovação da Federação Internacional de Tênis (ITF).
Sexta, 27 de Maio de 2016 - 15:30

Mancini aponta chances de Maicon Silva iniciar contra o Atlético-MG

por Ulisses Gama

Mancini aponta chances de Maicon Silva iniciar contra o Atlético-MG
Foto: Matheus Caldas / Bahia Notícias
Durante entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (27), o técnico Vagner Mancini não adiantou aos jornalistas a equipe que começa jogando diante do Atlético-MG, no próximo domingo (29), pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Apesar disso, deu algumas pistas e indicou o possível início do lateral-direito Maicon Silva no lugar de Norberto, suspenso. Além disso, o técnico comentou sobre Dagoberto, que pode entrar na equipe em virtude das dúvidas sobre Tiago Real e Marinho.
 
"Ainda não vou adiantar isso. É necessário dizer que o Maicon tem grandes chances de jogar. O Dagoberto tenho o maior cuidado possível. Ele vem de uma longa inatividade. Entrou bem no jogo contra o América-MG, tornou nosso time mais leve. Ainda não foi decidido isso. É um atleta que vai fazer parte do jogo, ainda não sei se desde o início ou durante a partida", afirmou.
 
Na última quinta-feira (26), o próximo adversário do Leão sofreu uma dura derrota diante do Grêmio, em plena Arena Independência. Espectador da partida, Mancini acredita que a derrota pode deixar o jogo ainda mais perigoso para o Rubro-negro.
 
"Muito mais perigoso. Eu vi o jogo, o Atlético-MG teve algumas oportunidades boas no início da partida. Depois mérito do Grêmio. Certeza que hoje eles estão falando sobre o jogo e vão tentar rapidamente sair desse momento. O Vitória tem que estar muito atento. Não só pelo time do Atlético-MG. Ontem não foi bem, mas o normal do Atlético-MG não é esse", pontuou.

Com quatro pontos conquistados, o Vitória ocupa a 14ª colocação da Série A.
Sexta, 27 de Maio de 2016 - 14:30

Recordista de títulos, Nadal abandona Roland Garros por lesão no punho

por Estadão Conteúdo

Recordista de títulos, Nadal abandona Roland Garros por lesão no punho
Foto: Reprodução / Bandsports
A edição de 2016 de Roland Garros perdeu mais um pouco do seu brilho nesta sexta-feira (27). Se já não contava com Roger Federer desde o início da disputa, o torneio agora ficará sem seu maior vencedor. O espanhol Rafael Nadal anunciou que está abandonando o Grand Slam francês por causa de uma lesão no punho.

"Eu preciso abandonar o torneio porque tenho um problema no meu punho que tenho sentido já há umas duas semanas", revelou o espanhol em entrevista coletiva. Nadal convocou a imprensa para o pronunciamento e apareceu na sala já com uma proteção no punho esquerdo lesionado.

O espanhol revelou que a lesão não é de hoje, mas que após vencer o argentino Facundo Bagnis na última quinta-feira, o problema se tornou insustentável. "Ontem, eu joguei com uma injeção no meu punho. Durante a noite, eu comecei a sentir mais e mais dores."

Com a ausência de Nadal no restante do torneio, Roland Garros perde seu maior campeão em todos os tempos. Grande especialista no saibro, o espanhol faturou o Grand Slam francês em nove oportunidades: 2005, 2006, 2007, 2008, 2010, 2011, 2012, 2013, 2014. Por isso, anunciar a desistência foi bastante difícil para o tenista.

"Esta é uma das entrevistas coletivas mais difíceis da minha carreira, provavelmente", admitiu. "Eu sei que não posso terminar o torneio. É parte da minha vida e eu espero ter condições de voltar a Roland Garros por muitos anos."

A lesão anunciada nesta sexta é mais uma em meio a um histórico recente de problemas físicos enfrentados pelo espanhol, que chegou a ficar longos meses afastado do circuito por contusões nos dois joelhos. Nadal explicou que até conseguiria jogar mais uma ou duas partidas em Roland Garros, mas não teria condições de terminar o torneio.

"Se não tenho condições de jogar mais cinco partidas, não tem porque seguir", comentou. "Mas me sinto com a motivação e a energia certa para estar de volta a Roland Garros nos próximos anos."

Quem acabou favorecido foi o também espanhol Marcel Granollers, que enfrentaria Nadal na terceira fase e foi classificado automaticamente às oitavas de final. Ele espera o vencedor do confronto entre o austríaco Dominic Thiem e o alemão Alexander Zverev para conhecer seu adversário.

Sem Nadal e Federer, que sequer viajou para Paris por conta de uma lesão nas costas, a chave se abre para Novak Djokovic e Andy Murray, que nunca conquistaram Roland Garros. Esta, aliás, será somente a segunda vez desde 2003 que nem Nadal nem Federer estarão na terceira rodada de um torneio de Grand Slam.
Adriano Imperador desembarca no Rio de Janeiro e pode deixar o Miami United
Foto: Igor Rodrigues / GloboEsporte.com
O atacante Adriano Imperador está de volta ao Brasil. Na manhã desta sexta-feira (27), o jogador desembarcou no Rio de Janeiro, no aeroporto internacional do Galeão, sem falar com imprensa e fãs. De acordo com informações do globoesporte.com, o jogador não deve atuar mais pelo Miami United, dos Estados Unidos, com quem tem contrato até março de 2017.
 
Ainda segundo a publicação, Adriano se despediu dos companheiros de clube na última quinta-feira (26) e avisou aos amigos brasileiros sobre uma confraternização neste sábado (28). O clube americano, por sua vez, ainda não se manifestou sobre o caso.
 
Na última semana, o jogador publicou nas redes sociais o interesse de voltar a jogar pelo Flamengo, clube que o revelou e onde ele conquistou o Campeonato Brasileiro de 2009.
 
"Gente, eu quero voltar para o Mengão, mas não depende de mim e do Flamengo. Obrigado", postou.
 
Adriano Imperador tem 34 anos de idade e acumula passagens por Flamengo, Inter de Milão, Corinthians, São Paulo, Roma, Atlético Paranaense, Parma e Fiorentina.
Sexta, 27 de Maio de 2016 - 12:35

Nome de Renato Cajá aparece no BID e meia fica apto para estrear pelo Bahia

por Ulisses Gama

Nome de Renato Cajá aparece no BID e meia fica apto para estrear pelo Bahia
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia
Anunciado como novo reforço do Bahia no final do mês passado, o meia Renato Cajá está apto para atuar pelo tricolor. Nesta sexta-feira (27), o jogador teve o seu nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e fica à disposição do técnico Doriva para a partida contra o Vasco da Gama neste sábado (28), pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O jogador, inclusive, seguiu viagem com a equipe para o Rio de Janeiro na manhã desta sexta e é uma opção para o técnico Doriva. O atleta tem contrato com o Esquadrão até o final de 2017. 
 

Foto: Reprodução / CBF
Por confusões na final do Baianão, atletas da dupla Ba-Vi são suspensos
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
As cenas lamentáveis protagonizadas na grande final do Campeonato Baiano entre Bahia e Vitória rendeu punição aos envolvidos. No início desta semana, o Tribunal de Justiça da Bahia (TJD-BA) julgou e puniu os atletas que foram acusados de participar das brigas.
 
O goleio Jean, do Bahia, foi quem pegou a pena mais dura. Enquadrado no artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), ele terá que cumprir quatro partidas de suspensão no próximo estadual. O preparador de goleiros do Bahia, Thiago Mehl, e o médico do Vitória, Felipe Fernandes, que também foram expulsos, pegaram um jogo de suspensão.
 
Os zagueiros Lucas Fonseca e Dedé, do Bahia, e os laterais Diego Renan e Norberto, foram julgador no artigo 250 (praticar ato desleal ou hostil durante a partida) e foram punidos com uma partida de suspensão.

Histórico de Conteúdo