Com Samuel Celestino

Receba Notícias do BN

Nome
E-mail *

Samuel Celestino

Veja mais

Curtas do Poder

Curtas do Poder

Acho que Geddel está de dengo com o Soberano. Depois de sua ausência e de Lúcio, o Gordo, na Lavagem do Bonfim, o ex-candidato ao Senado disse que o governo de Neto é razoável e que espera ser chamado para conversar sobre o futuro. Ou seja, vice-prefeitura. Já as filhas do Galego (JW) não tem dado sorte nos empregos. Não deixe de ler as curtas e venenosas do Poder!

Veja mais

Pérola do dia

Cid Gomes

"Temos que parar de dar prioridade à ação de tentar descobrir a pólvora."

Ministro de Educação ao dizer que pasta não sofrerá com cortes de verbas.

Veja mais

Entrevistas

Arlindo Chinaglia

O parlamentar Arlindo Chinaglia (PT), candidato à presidência da Câmara dos Deputados, alfinetou seu concorrente, Eduardo Cunha (PMDB) durante visita a Salvador para angariar votos dos representantes baianos. De acordo com Chinaglia, o atual presidente e candidato à reeleição permitiu com que a Casa Legislativa apenas atenda demandas e não adota pautas. “Quando eu fui presidente, coloquei a reforma política em votação e, no primeiro semestre, a reforma tributária estava pronta para votar. O presidente tem que conduzir processos”, disse o petista, que foi dirigiu a Casa entre 2007 e 2009. Além disso, Chinaglia deu a entender que a campanha de Cunha é ligada a interesses econômicos e afirmou que a campanha do opositor é de “projeto pessoal”.

Veja mais

Multimidia

Veja os gols de Bahia 3x2 Shakhtar

Veja mais

Segunda, 02 de Maio de 2011 - 07:48

PARALISAÇÃO PARCIAL DE ÔNIBUS EM SALVADOR

por (Bárbara Affonso)

Foto: Subúrbio News

Concentração de rodoviários em frente à empresa Praia Grande, no subúrbio de Salvador

Quem usa o transporte coletivo em Salvador para se locomover deve ficar atento porque os rodoviários de 21 empresas urbanas e metropolitanas decidiram realizar mobilizações a partir desta segunda-feira (2). Os sindicalistas aprovaram a realização do movimento pela campanha salarial, nesta sexta (30), após as rodadas de negociação sem acordo com os sindicatos patronais de transportes urbano e intermunicipal. Segundo o Sindicato dos Rodoviários da Bahia, os empresários receberam a pauta no dia 30 de março, mas "até o momento não apresentaram qualquer contraproposta às reivindicações da categoria". Os rodoviários reivindicam 18% de reajuste salarial pela inflação do período e ganho real, além de ticket nas férias, folgas aos sábados ou domingos, plano de saúde inteiramente e a volta do quinquênio – uma espécie de bônus após cinco anos de serviços prestados.  A paralisação atinge principalmente os moradores do Subúrbio Ferroviário, já que todas as empresas que circulam nesta região estão em assembleia. Os veículos das empresas São Cristóvão, BTU e Costa Verde não rodam. A empresa Rio Vermelho funciona normalmente nesta segunda. De acordo com informações de Hélio Ferreira, tesoureiro do Sindicato dos Rodoviários, diretores da categoria realizam assembleias nas garagens das empresas e a previsão é a de que os ônibus voltem a circular a partir das 8h. Nesta terça (3), a categoria fará uma assembleia geral na sede do Sinergia, das 9h às 12h e de 15h às 17h.


Comentar

   

Histórico de Conteudo

Janeiro / 2015

Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031
Site Auditado pelo IVC - Bahia Noticias

Enquete

Mesmo no começo de 2015, políticos já falam de 2016. Eleições são prioridade?

Artigos

Karla Borges
Outra análise do IPTU 2014 e 2015

O recente balanço da arrecadação do IPTU de Salvador em 2014 divulgado pela Secretaria Municipal da Fazenda - SEFAZ apontou uma inadimplência de 23% entre os pagantes. Entretanto, de acordo com os dados do Portal Transparência publicado no site da SEFAZ, a previsão de receita do IPTU para o exercício de 2014 era de R$ 892.419.000,00 e foram arrecadados R$ 461.793.950,08, correspondendo, portanto, a uma inadimplência de 48,25% entre os contribuintes do imposto.

Veja mais

Viagem no tempo

Samuel Celestino, anos atrás
Publicada no Jornal 'A Tarde' em 05 de março de 1985: A Bahia no ministério

Depois de longos anos de participação discreta nos governos revolucionários, a Bahia retoma o seu prestígio político no cenário nacional se efetivamente for confirmada a destinação de três ministérios para políticos baianos, como tudo parece indicar. Há, ainda, algumas dúvidas sobre a formação do primeiro escalão do futuro governo e, dentre elas, informava-se ontem que não estava tão certa a presença de Fernando Lyra no gabinete da Casa Civil e que Waldir Pires permanecia entre a Previdência Social e o Ministério da Justiça.

Veja mais