Prisão de Maluf: Câmara deve recorrer no Supremo de perda de mandato automática
Foto: Leonardo Prado / Câmara dos Deputados

A Câmara dos Deputados considera a possibilidade de questionar no Supremo Tribunal Federal (STF) a perda automática de mandato do deputado Paulo Maluf (PP-SP). O parlamentar foi preso na semana passada, após decisão do ministro Edson Fachin. O presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), encomendou um parecer de técnicos da Casa para decidir se questionará a cassação imediata do mandato de Maluf. O resultado será entregue nesta quarta-feira (27). De acordo com o Blog da Andréia Sadi, no G1, os técnicos da Câmara avaliam que a palavra final sobre a cassação do mandato de Maluf cabe ao plenário da Casa. Para tanto eles citam o caso do ex-deputado Natan Donadon, que foi preso após decisão do STF e teve mandato cassado pelos colegas em votação aberta. Maia confirmou que a tendência é de questionar no STF, mas só decidirá após reunião com os técnicos. Se o STF decidir que a cassação de Maluf deverá ser votada pela Câmara, a votação ocorrerá apenas em fevereiro, no final do recesso parlamentar.

Histórico de Conteúdo