Líder do Estado Islâmico está morto, diz ONG; Estados Unidos não confirma informação
Foto: Reprodução / Vídeo Estado Islâmico

A ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos afirmou nesta terça-feira (11) que o líder supremo do Estado Islâmico, Abu Bakr al Baghdadi, está morto. "Confirmamos informações de líderes, incluindo um da primeira hierarquia do Estado Islâmico na zonra rual no leste de Deir al-Zor", disse o diretor do grupo de monitoramento da guerra, Rami Abdulrahman. As informações são da France Presse e da Reuters, citadas pelo G1. As circunstâncias da morte, no entanto, ainda não estão claras. Fontes do Observatório na cidade síria disseram ter sido informadas por integrantes do Estado Islâmico sobre a morte do líder, mas não precisaram quando. Em junho, o Ministério de Defesa da Rússia afirmou que um ataque aéreo em 28 de maio pode ter matado Baghdadi em Raqqa, principal reduto do grupo terrorista na Síria. O alvo do bombardeio era um encontro de líderes do Estado Islâmico, do qual Baghdadi era membro. Autoridades americanas, iraquianas e curdas naõ confirmaram a morte anunciada nesta terça. Sites afiliados ao Estado Islâmico e contas de redes sociais também não se manifestaram sobre a possibilidade. Apesar da incerteza, o presidente Donald Trump escreveu no Twitter que houve uma "grande vitória contra o Isis".

Histórico de Conteúdo