Início de 2017 apresenta queda nos casos de dengue, zika e chikungunya em Salvador
Foto: Bruno Concha / Secom

Os primeiros quatro meses de 2017 apresentam queda no número de casos confirmados de dengue, zika vírus e chikungunya em Salvador. De acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), 116 casos de dengue foram confirmados entre janeiro e abril deste ano. O número é cinco vezes menor que o do primeiro quadrimestre de 2016, quando 626 pessoas tiveram diagnóstico positivo. Quanto à chikungunya, foram registrados 11 infectados até abril contra 79 no ano anterior.  Já o número de pacientes com zika vírus chegou a 15 – menos da metade do que foi computado em 2016, quando 32 pessoas apresentaram sintomas da doença nos meses de janeiro a abril. De acordo com Isabel Guimarães, coordenadora de Vigilância em Saúde da SMS, as ações rotineira de visita a casas para evitar a proliferação do aedes Aegypti terão continuidade. "Caso sejam constatados focos do mosquito, realizamos o bloqueio da área, com dispersão de inseticida. Além disso, são feitas visitas quinzenais a pontos estratégicos como obras, ferros-velhos, cemitérios e borracharias, onde costuma haver concentração de criadouros do mosquito", explica.

Histórico de Conteúdo