Após assembleia, trabalhadores suspendem greve e voltam ao metrô de Salvador
Foto: Betto Jr./ Ag. Haack/ Bahia Notícias
Os 1,8 mil trabalhadores do metrô de Salvador resolveram, em assembleia realizada nesta segunda-feira (11), suspender a greve iniciada na última quarta-feira (6), após morte do trabalhador Eldo Pereira Alves, funcionário da AT Construções, subcontratada do Consórcio Mobilidade Bahia, em acidente de trabalho. A assembleia foi realizada no canteiro de obras do Retiro e os trabalhadores decidiram à unanimidade retornar aos postos de trabalho. A paralisação, segundo os trabalhadores, aconteceu pela falta de cumprimento das normas de segurança e saúde no trabalho, falta de cumprimento de cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria, falta de recolhimento dos depósitos do FGTS pelas empresas terceirizadas e falta da concessão de plano de assistência médica e odontológica. Desde o início das obras do Metrô de Salvador, já ocorreram sete mortes e 197 acidentes de trabalho. O Sintepav-BA realizou denúncia ao Ministério do Trabalho para que as medidas legais sejam adotadas.

Histórico de Conteúdo