Empresas responsáveis por viaduto que desabou em BH participam de obras de ferrovia na Bahia
Foto: Zenilton Meira
Responsáveis pelas obras do viaduto Batalha dos Guararapes, em Belo Horizonte, que desabou na semana passada e deixou dois mortos e 23 feridos, as construtoras Delta e Cowan participam da execução de trechos da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), que interligará Ilhéus, no sul da Bahia, a Figueirópolis (TO). Integrante de um consórcio com a SPA Engenharia e a Convap, a Delta trabalhou na construção do lote 1 da ferrovia, entre Ilhéus  e Barra do Rocha, além de atuar em parte do lote 3. Por infrações trabalhistas, o consórcio foi acionado pelo Ministério Público do Trabalho na Bahia (MPT-BA), que ajuizou um processo na Vara de Trabalho de Ipiaú. Entre as irregularidades verificadas, estavam falta de exames admissionais e treinamento de pessoal, além de ausência de serviço especial de segurança do trabalho e de banheiros para funcionários. Já a Cowan faz parte do consórcio que venceu a concorrência pelo lote 7, com 161 km, que passa por Correntina, São Desidério e Barreiras. As obras começam em agosto e tem orçamento inicial de R$ 532,7 milhões. A companhia que gerencia o projeto informou que avaliará a situação da empreiteira após o resultado da perícia do viaduto. Por meio da assessoria de comunicação, a Cowan afirma que somente se pronunciará se a Valec realizar mudanças. Já a Delta comunicou que deixou o consórcio com a permissão da Valec desde 2012. Com informações do jornal A Tarde.

Histórico de Conteúdo