Com Samuel Celestino

Receba Notícias do BN

Nome
E-mail *

Curtas do Poder

Curtas do poder

Essa semana, a gente viu que Tony Brito não ficou feliz com o fim do financiamento das campanhas, e muita gente na torcida para que Bruno Reis não dê nem o primeiro passo. Já o Rui “Correria” Costa está sendo atrasado por gente de sua própria equipe. E eu aproveito para solucionar a maior parte desses problemas com uma sugestão de troca. Quer ver mais?

Veja mais

Pérola do dia

Marco Prisco

"Foram seis suicídios ano passado. Nenhuma categoria tem esse número altíssimo."

Deputado estadual ao revelar que, em 2014, seis policiais tiraram a própria vida.

Veja mais

Entrevistas

Silvio Pinheiro

Responsável por tocar o Plano Diretor Desenvolvimento Urbano (PDDU) e a Lei de Ordenamento do Uso e da Ocupação do Solo (Louos), o secretário de Urbanismo de Salvador, Silvio Pinheiro diz tomar “todas as medidas” para que as duas leis – que ordenam a vida na cidade – não sejam judicializadas após o envio para a Câmara Municipal de Salvador – que deve acontecer no final de julho. “Nós estamos adotando todos os cuidados, pegamos as lições do PDDU de 2012, tudo que foi questionado pelo Ministério Público, para não repetir os erros. Estamos fazendo um processo limpo, transparente, rígido – do ponto de vista da legalidade- para que não tenha questionamento”, afirmou, em entrevista ao Bahia Notícias. De acordo com Pinheiro, outro ponto chave na sua pasta, atualmente, é a análise do impacto do Metrô de Salvador na Avenida Paralela. “O que nós estamos querendo assegurar é que o metrô na Paralela posso ser harmônico. Que se dê de um modo menos grave para o município para a cidade e para quem trafega pela via”, contou. Filiado, recentemente, ao Solidariedade, o secretário voltou a refutar que seu partido busque mais espaço na administração de ACM Neto (DEM). Além disso, afirmou que não foi chamado pelo prefeito para debater se será o candidato a vice-prefeito na chapa dele em 2016, como é ventilado no meio político.

Veja mais

Multimidia

Veja os gols de Bahia 4x0 Galícia

Veja mais

Quinta, 17 de Abril de 2014 - 08:20

Greve da PM: Sindicato dos Rodoviários espera 100% dos ônibus nas ruas nesta quinta

Greve da PM: Sindicato dos Rodoviários espera 100% dos ônibus nas ruas nesta quinta
Salvador amanheceu sem ônibus no terceiro dia de greve da PM, mas os veículos começaram a circular. Diante da situação, os pontos de ônibus estão lotados nesta manhã. A única exceção é o trabalho na Estação Pirajá. De acordo com o diretor de Comunicação do Sindicato dos Rodoviários, Daniel Mota, os veículos não vão entrar no local. "Não oferece segurança para gente. A estação é uma cilada para gente. A PM não está lá, então vamos passar direto". A expectativa do presidente do Sindicato dos Rodoviários, Hélio Ferreira, é de que os ônibus comecem a circular em sua totalidade. "Já estamos rodando com uma frota maior e a ideia é que tenha 100% dos ônibus nas ruas. Começamos a sair das garagens mais tarde por uma questão de segurança. Devemos suspender as atividades às 18h", garantiu. De acordo com a prefeitura de Salvador 80% dos ônibus já rodam, na capital.

Comentar

   

Histórico de Conteudo

Março / 2015

Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031
Site Auditado pelo IVC - Bahia Noticias

Enquete

Qual pauta vai ser excessivamente repetida nas manifestações em 2015?

Artigos

Leda Jesuíno
Creche, um direito da mulher

A creche, na exaustiva vida da mulher no mundo contemporâneo, é uma alternativa que exige esforços do poder público e dos cidadãos, vez que está em pauta a criança - riqueza de uma nação. Cuidada devidamente, este precioso manancial constitui o mais importante fator de desenvolvimento de uma sociedade organizada. A criança, potencial de prosperidade do país, necessita de um olhar reflexivo, e por que não dizer, científico e mais adequado ao paradigma do mundo atual.

Veja mais

Viagem no tempo

Samuel Celestino, anos atrás
Publicada no Jornal A Tarde em 12 de agosto de 1995: A Justiça e os corruptos

O clima entre os poderes Legislativo e Judiciário baianos é cordial, mas nem tanto. Não há guerra declarada entre os dois poderes, mas exigências colocadas sem as satisfações das quais nada, absolutamente nada, tramitará na Assembléia do interesse da Justiça. A Assembléia só aprovará matérias do interesse do Poder Judiciário se, reciprocamente, o Judiciário tiver boa vontade com os assuntos que o Legislativo deseja ver resolvidos.

Veja mais