Com Samuel Celestino

Receba Notícias do BN

Nome
E-mail *

Curtas do Poder

Curtas do poder

Todo processo que envolveu o rompimento do PDT com o governo estadual, foi de certa forma orientado através de ligações do Thomé de Souza. O jogo foi todo combinado com o Soberano, que depois ficou em êxtase pelo troco dado. Por sinal, ontem foi o aniversário do Soberano. Será que seu amigo João Bacelar, um verdadeiro gentleman, ligou para desejar felicidades? Mandou um telegrama, um WhatsApp, ou uma mensagem de fumaça? Parabéns, prefeito. Mas a conversa aqui é só uma: se Cesar ‘Borgi’ não tivesse imposto o desarmamento, poderia ter se defendido dos meliantes em Itaparica. Clique aqui e não deixe de ler as curtas e venenosas do Poder!

Veja mais

Pérola do dia

Maurício Barbosa

"Um problema que estava há 20 anos persiste será resolvida em pelo menos quatro meses."

Secretário de Segurança Pública ao falar que criação de unidades prisionais vai desafogar sistema na Bahia.

Veja mais

Entrevistas

Fábio Vilas-Boas

Escolha pessoal do governador Rui Costa (PT), o médico Fábio Vilas-Boas ocupa há 26 dias uma das secretarias mais estratégicas de um governo: a Saúde. Diferente do ex-secretário da pasta, Jorge Solla, Vilas-Boas é visto por analistas e políticos como um perfil mais técnico, que deseja deixar o legado de quem modernizou e informatizou o sistema de saúde da Bahia. “Queremos que a Bahia seja um modelo para o Brasil em referência à informatização da saúde”, exalta-se o mais novo secretário em entrevista para o Bahia Notícias. Durante a conversa com os repórteres, Vilas-Boas explica a decisão do governo do estado de extinguir das Diretorias Regionais de Saúde (Dires) para criar os Núcleos Regionais, além das dívidas do Estado com os municípios em relação ao repasse de recursos para a saúde. São quase R$ 30 milhões de dívida do governo para as prefeituras baianas. “O mais importante não é pagar o atrasado, mas sim manter o fluxo regular de pagamento”, diz o secretário que encara o desafio de regularizar as contas da pasta mesmo com a previsão do aperto de cintos pelo governador Rui Costa (PT).

Veja mais

Multimidia

Veja os gols de Bahia 3x2 Shakhtar

Veja mais

Quinta, 21 de Novembro de 2013 - 10:50

Vereador quer convencer PT a entrar com ação contra IPTU; maioria da bancada votou a favor

por Rodrigo Aguiar

Vereador quer convencer PT a entrar com ação contra IPTU; maioria da bancada votou a favor
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
O vereador Gilmar Santiago (PT), líder da oposição na Câmara de Salvador, anunciou nesta quinta-feira (21) que tentará convencer o seu partido a entrar com uma ação de inconstitucionalidade contra o aumento do IPTU na capital baiana, a exemplo do que fez o PSDB em São Paulo. “Acho que, aqui em Salvador, até com base na fala do doutor Edvaldo Brito [ver aqui], defendo que o PT entre com uma ação para impedir a cobrança do IPTU. Para mim, isso não é nenhuma retaliação pelo fato de o PSDB ter entrado em São Paulo contra a prefeitura do PT”, disse em entrevista ao Bahia Notícias. Apesar de apontar a contradição tucana, ao comparar a atitude da legenda nas diferentes cidades, Gilmar não considerou que o PT terá o mesmo comportamento, caso questione a elevação do tributo na capital baiana. “Eu não sou vereador em São Paulo; conheço o processo daqui”, acrescentou. A opinião do líder oposicionista, no entanto, é minoritária dentro da bancada petista no Legislativo soteropolitano, já que cinco dos sete vereadores da legenda votaram a favor do reajuste do IPTU, após um acordo com o prefeito ACM Neto (DEM). Para tentar convencer os “companheiros”, Gilmar informou que acionará a executiva municipal e o diretório baiano da sigla. “Essa discussão tem que ser feita no partido. Não é uma decisão de bancada, teria que ser decisão do partido. Já começarei a fazer contatos com os dirigentes, sobretudo com a ex-vereadora Marta Rodrigues, Edson Valadares e Everaldo Anunciação [eleitos presidente municipal e estadual]”, avisou.

Comentar

   

Histórico de Conteudo

Site Auditado pelo IVC - Bahia Noticias

Enquete

Mesmo no começo de 2015, políticos já falam de 2016. Eleições são prioridade?

Artigos

Valmir Assunção
Balanço do Incra não agradou movimentos sociais

O balanço feito pelo presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Carlos Mário Guedes de Guedes, e entregue ao novo ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, não agradou os movimentos sociais de luta pela terra. Está em andamento um processo de desmonte da autarquia. No balanço apresentando consta um documento que a direção do Incra chamou de proposta de “atualização” do órgão defendendo a gestão de Guedes como sendo “um propósito de se encaixar no novo governo”. O Sindicato Nacional dos Peritos Federais Agrários contrapôs o balanço feito pela direção do Incra e apontou que o documento colide com o que se ouviu do ministro Patrus em discurso de posse – pedindo fortalecimento e transparência. Esse balanço exagerado da atual gestão apresentou ainda propostas para a autarquia sem o processo de debate entre os servidores e suas entidades representativas, nem com a sociedade civil.

Veja mais

Viagem no tempo

Samuel Celestino, anos atrás
Publicada no Jornal 'A Tarde' em 05 de março de 1985: A Bahia no ministério

Depois de longos anos de participação discreta nos governos revolucionários, a Bahia retoma o seu prestígio político no cenário nacional se efetivamente for confirmada a destinação de três ministérios para políticos baianos, como tudo parece indicar. Há, ainda, algumas dúvidas sobre a formação do primeiro escalão do futuro governo e, dentre elas, informava-se ontem que não estava tão certa a presença de Fernando Lyra no gabinete da Casa Civil e que Waldir Pires permanecia entre a Previdência Social e o Ministério da Justiça.

Veja mais