Com Samuel Celestino

Receba Notícias do BN

Nome
E-mail *

Curtas do Poder

Curtas do poder

Lúcio, meu gordo, já vi que vossa excelência é adepto ao bordão: “faça o que eu digo, não faça o que eu faço”. Tá explicado o motivo de o senhor fazer parte da comissão que investiga essa promiscuidade financeira entre empreiteiros e políticos. Digo é nada, viu, gordinho. Falando nisso, não entendo porque Gabrielli não cai fora do governo Wagner. Se ficar, pode comprometer o finalzinho da gestão do Galego, que tem pretensões maiores para os próximos anos. Não deixem de ler as Curtas do poder!

Veja mais

Pérola do dia

Rui Costa

"Temos formas operacionais de mais de 50 anos. É evidente que quando se propõe isso, a tendência é o enxugamento"

O governador eleito Rui Costa, sobre a reforma na máquina administrativa que deve anunciar antes de ser empossado.

Veja mais

Comentários

Aeroporto de Irecê passará a ter voos regulares

Será ótimo quando isso acontecer. Visitarei com mais frequência a minha terra natal para rever a família.

24/11/2014 - 20:25

Ivan Nogueira

Presidente do Sintesb contesta denúncia apurada pelo MPT

Sou Tecnico de Seguranca e esse Sindicato nao me representa!

24/11/2014 - 20:04

Anonimo

Veja mais

Entrevistas

Mário Negromonte Jr.

Depois de quatro anos na Assembleia, o deputado estadual Mário Negromonte Jr. (PP) chegou à Câmara Federal para ocupar a vaga deixada pelo pai, Mário Negromonte, hoje conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios. Prestes a embarcar para Brasília, Negromonte Jr. faz um balanço positivo da sua experiência nas urnas, em 2010 e 2014, e, apesar de ter o sobrenome citado na Operação Lava-Jato, acredita que o pai não tem qualquer envolvimento com as denúncias. Para o tio, Adarico Negromonte, no entanto, ele é mais ponderado. “Se o meu tio errou, eu digo muito claramente, ele deve ser punido. Em relação a isso, a minha família, eu volto a dizer: eu não posso jamais responder pela atitude dos outros”, frisou. Do deputado estadual do “cacetinho baiano” a deputado federal, Negromonte Jr. promete defender os 169.215 – seis a mais que o pai em 2010 – o progressista admite a inspiração no genitor, mas garante que caminha com as próprias pernas.

Veja mais

Multimidia

Veja os gols de Bahia 1x2 Atlético-PR

Veja mais

Sábado, 29 de Dezembro de 2012 - 00:00

Carlos Muniz retira candidatura e Paulo Câmara vai presidir Legislativo de Salvador

por Evilásio Júnior

Carlos Muniz retira candidatura e Paulo Câmara vai presidir Legislativo de Salvador
Vereador Paulo Câmara | Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
Poucas horas após a desistência de Henrique Carballal (PT), o vereador Carlos Muniz (PTN) também resolveu atender à exigência do presidente do seu partido, o secretário municipal de Educação, João Carlos Bacelar, e decidiu retirar o seu nome da disputa pela presidência do Legislativo de Salvador. Ele esteve reunido na noite desta sexta-feira (28) com o candidato Paulo Câmara (PSDB) e resolveu, definitivamente, apoiá-lo. "A gente não poderia marchar sem estar unido com os nossos seis vereadores", justificou Muniz, em entrevista ao Bahia Notícias, ao salientar que o acordo para que ele seja o postulante do governo, do tucano e da sua legenda no próximo biênio foi sacramentado no encontro. "Todos os nossos compromissos serão mantidos. Essa é uma demonstração de maturidade dos vereadores, em razão de um projeto maior que é a valorização da Câmara e a cidade de Salvador", complementou o próprio Câmara ao BN, que evitou adiantar como será a composição da Mesa Diretora em 2013. Com a segunda remoção de Muniz do páreo – ele chegou a abrir mão do pleito no último sábado (22) e voltou atrás esta semana – a eleição do próximo dia 2 de janeiro terá chapa única. O economista Paulo Sérgio de Sá Bittencourt Câmara, aos 40 anos e em seu terceiro mandato, será o sucessor de Pedro Godinho (PMDB).

Comentar

   

Histórico de Conteudo

Site Auditado pelo IVC - Bahia Noticias

Enquete

Passada a eleição, qual área deve ser prioridade para o governo federal?

Artigos

Olívia Santana
Na luta contra a morte de jovens negros, Zumbi é a nossa inspiração!

Ao celebrarmos mais um 20 de Novembro, Dia Nacional da Consciência Negra, ouvimos um soluçar de dor, um canto de revolta pelos ares, certamente entoado por mães que perdem seus filhos negros, no cotidiano de violência das grandes cidades brasileiras. Os dados do Mapa da Violência de 2014 nos exibe uma dura realidade de sangue. A violência tem sido a principal causa mortis de jovens no país, e ela tem como alvo preferencial a juventude negra.

Veja mais

Viagem no tempo

Samuel Celestino, anos atrás
Publicado no jornal A Tarde em 14 de março de 1988: Populismo e o PMDB

A liderança de políticos populistas nas pesquisas realizadas para aferir as preferências à Prefeitura de Salvador, fenômeno que nos últimos anos se implantou na cidade, depois de se manifestar em outras capitais como São Paulo e Rio de Janeiro, é resultante do aprofundamento da crise social, ou do estado de miserabilidade das populações que vivem na periferia da cidade, desassistidas ou em condições de habitação e higiene subumanas, como são exemplos as favelas ou invasões que se proliferam quase diariamente. A conseqüência desta causa é o populismo, que normalmente brota do clientelismo, tipo serviço funerário gratuito, distribuição de alimentos ou coisas que tais.

Veja mais