Brasil endurece regras para entrada de estrangeiros no país
Turista deve comprovar renda correspondente a permanência
As autoridades brasileiras endureceram as regras para a entrada de estrangeiros no país. Entre 2008 e 2011, o número de pessoas impedidas de entrar no Brasil cresceu mais de mil por cento. O número foi fornecido pela Polícia Federal a pedido do jornal Folha de S. Paulo. No ano passado, 10.218 viajantes foram barrados, o que corresponde a uma média de 28 por dia. Em 2008, foram 884 pessoas impedidas, seja por falta de documentos ou por não atenderem a condições previstas na legislação brasileira. No caso dos turistas espanhóis que chegarem ao Brasil, por exemplo, é obrigatória a apresentação de passaporte válido por, no mínimo, seis meses, passagem de ida e volta e documento de reserva em hotel. Caso a pessoa fique em uma residência, é preciso ter uma carta-convite com assinatura do anfitrião autenticada em cartório. Além disso, o turista deve comprovar renda correspondente ao tempo de permanência no Brasil (em torno de R$ 170 por dia). A diplomacia espanhola encarou a decisão brasileira como uma forma de revide relativo a episódios ocorridos no país europeu, quando brasileiros foram barrados.

Histórico de Conteúdo