Trancoso: Moradores saem às ruas novamente e pedem delegacia e polícia para povoado
Aumento da criminalidade assusta paraíso no sul da Bahia |Foto: Claudia Boccato
Os moradores de Trancoso, distrito de Porto Seguro, no extremo-sul baiano, realizaram mais uma passeata pelas ruas do povoado, nesta quinta-feira (23), contra a onda de violência que afeta a localidade. Os manifestantes voltaram a cobrar mais segurança às autoridades competentes. Com faixas e cartazes, os participantes pediam a implantação de uma Delegacia de Polícia (DP) na região, que abriga cerca de 18 mil habitantes. Atualmente quem é vítima da criminalidade em Trancoso, e precisa prestar queixa, tem que se deslocar até à 2ª DP, em Arraial D'ájuda, 40 km distantes. Segundo os moradores, além da ausência da Polícia Civil na localidade, o efetivo de Policiais Militares não atende à atual demanda de criminalidade que assola e prejudica a localidade que vive exclusivamente do turismo. De acordo com Cláudia Boccato, da comissão organizadora, o Instituto Sérgio Habib Corporate (ISCH) reformou uma casa e teria oferecido ao governo do Estado para a instalação da DP, mas, segundo Boccato, a resposta é sempre a de que não há contingente para enviar para Trancoso. Na última quinta (16), os moradores e turistas já haviam protestado contra a violência e a falta de segurança. Cerca de 200 pessoas se reuniram para pedir paz.

Histórico de Conteúdo