Com Samuel Celestino

Receba Notícias do BN

Nome
E-mail *

Curtas do Poder

Curtas do poder

Esse povo da Bahia também parece que não entende das coisas modernas. Dia desses vieram me fazer uma fofoca dizendo que os ferries que Dotô Otto comprou estão enferrujados. Sabem de nada, inocentes. Na verdade, ele mandou customizar as embarcações, que agora podem ser chamadas de retrô. Falando em coisa antiga, o gago Domingos Leonelli é tão das antigas que até suas placas são em preto e branco. Retrô, como os novos ferries. Na coluna de hoje eu ainda revelo quem anda a destruir placas de rua dos candidatos. Não deixe de ler as Curtas do poder!

Veja mais

Pérola do dia

Lídice da Mata

"De jeito nenhum."

Candidata ao governo da Bahia pelo PSB, sobre a possibilidade de ter o ex-prefeito de Salvador, João Henrique, no palanque de campanha.

Veja mais

Comentários

Câmara rasga elogios e diz que Legislativo foi feito para se entender com o prefeito

Eu pensei que a câmara de vereadores fosse feita para defender os interesses da cidade e da população. Os tempos mudaram...

22/08/2014 - 19:19

daniel

?Obra toca o coração do povo?, diz ACM Neto sobre nova orla da Barra

Uma obra que nada acrescenta na vida de ninguém é consagrada como uma coisa de outro mundo. E viva do marketing da enganação. E viva o pão e circo.

22/08/2014 - 19:00

daniel fontes

Veja mais

Entrevistas

Renata Mallet

Primeira dos candidatos ao governo entrevistada pelo Bahia Notícias nessa série, a fonoaudióloga Renata Mallet (PSTU) mostra postura firme e um discurso à esquerda mais radical. Vai desde o final das terceirizações e das parcerias público-privadas à desmilitarização das polícias, com uma parada no fim da lei de responsabilidade fiscal. Para ela, a Bahia vive uma contradição entre ricos e pobres e que somente a participação de trabalhadores e jovens pode mudar o quadro. “Nós queremos o voto daqueles que não querem que a direita retorne no nosso estado. Que estão cansados do carlismo. E também queremos os votos daqueles que tiveram esperança com o PT e perceberam que o PT os traiu. A gente quer o voto daqueles que querem a mudança na Bahia. É necessário inverter a lógica da política na Bahia, parando de priorizar e dar privilégios para os ricos e começar a pensar políticas para os trabalhadores e para a juventude. Nossa proposta é de fazer um governo que convoque os trabalhadores a governar. As mãos que trabalham na Bahia também podem governar o nosso estado. E nós contamos com eles. Com a participação do movimento. A nossa eleição tem esse objetivo de fortalecer a luta dos trabalhadores e da juventude. Porque, para nós, a única forma de melhorar o estado de sofrimento da nossa população é deixar de construir uma Bahia para os ricos e começar agora, junto com os trabalhadores e a juventude, a construir uma Bahia com e para esse setor, para os trabalhadores e a juventude, que são a grande maioria da população”, defende Renata.

Veja mais

Multimidia

Veja o lance do gol de Bahia 1x0 Corinthians

Veja mais

Sexta, 30 de Dezembro de 2011 - 14:30

Sargento da PM é preso acusado de fazer parte de grupo de extermínio em Salvador

Sargento da PM é preso acusado de fazer parte de grupo de extermínio em Salvador
SGT. Ricardo Lopes integrava o bando de o 'Exterminador de Brotas'
O sargento da Polícia Militar da Bahia, Ricardo Lopes de Castro, lotado na Companhia Independente (CIPM) de Mata de São João, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), foi preso nesta sexta-feira (30) acusado de fazer parte de um grupo de extermínio liderado por Gilson Ferreira Carneiro. “Gilson Miseravão”, como era conhecido, agia nos bairros soteropolitanos de Luís Anselmo, Vale de Matatu, Baixa de Tubo e Cosme de Farias. Ele foi preso no último dia 24 de novembro, em Candeias. Também conhecido como o “Exterminador de Brotas”, Miseravão é apontado como autor de mais de 35 homicídios na região. De acordo com o Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), responsável pela as investigações, a mando de Gilson Miseravão, o sargento Castro e o soldado Gleidston Rodrigues dos Santos, o “Cebolinha”, sequestraram, extorquiram e mataram traficantes no centro da capital baiana,  mesmo após terem recebido os resgates exigidos. Na residência do sargento, na Cidade Baixa, as equipes do DHPP e do Batalhão de Choque apreenderam uma submetralhadora ponto 40, três pistolas ponto 40, além de diversas munições. Os policiais também cumpriram mandados de busca e apreensão na residência de outro comparsa do bando identificado como Jailson Gonçalves de Jesus, o “Hit Hill”.

Comentar

   

Histórico de Conteudo

Site Auditado pelo IVC - Bahia Noticias

Enquete

Qual a importância das pesquisas eleitorais durante a campanha?

Artigos

Tiago Correia
O renascimento da Barra

Veja mais