Segunda, 16 de Outubro de 2017 - 20:00

Contrato de Weinstein previa e autorizava abusos sexuais

Contrato de Weinstein previa e autorizava abusos sexuais
Foto: Yann Coatsaliou / Getty Images

Os abusos cometidos pelo produtor Harvey Weinstein, que foram denunciados por diversas atrizes de Hollywoon (veja aqui), não eram segredo para a sua empresa, Weinstein Company. De acordo com o site TMZ, que teve acesso ao contrato de 2015 com a produtora e nele estava escrito que Weinstein não seria demitido se viesse a cometer abusos, e que apenas teria que arcar com os eventuais danos jurídicos.

 

Caso o produtor "tratasse indevidamente alguma pessoa, violando do Código de Conduta da companhia”, ele teria a penas que reembolsar a empresa em caso de condenação. De acordo com o site da revista Cláudia, o contrato especificava também que deveriam ser pagos 250 mil dólares na primeira ocorrência, valor que poderia subir progressivamente em caso de reincidência. 

Histórico de Conteúdo