Defensoria move ação para anular questões de concurso já homologado da PM-BA
Foto: Divulgação

A Defensoria Pública da Bahia (DP-BA) ajuizou uma ação civil pública para anular questões do concurso público para Formação de Soldados da Polícia Militar do estado. Apesar do concurso ter sido homologado há alguns anos, a Defensoria foi procurada por algumas pessoas afirmando que algumas questões da prova de raciocínio lógico não estavam de acordo com o edital do certame. Alguns assistidos informaram que haveria nulidade nas referidas questões do concurso, e que muitos estão buscando o judiciário e obtendo liminares para a reclassificação. A Defensoria expediu ofícios ao Secretário de Administração da Bahia (Saeb) e ao comandante geral da Polícia Militar da Bahia coronel PM, Anselmo Alves Brandão, visando a obtenção de informações e a resolução extrajudicial da demanda, porém não houve resposta. Para o defensor público Fabio Pereira, trata-se de um importante processo para garantir o tratamento isonômico e a reclassificação de milhares de candidatos que participaram do concurso, sobretudo, aqueles mais carentes e necessitados da assistência da Defensoria Pública. Por isso, a instituição ajuizou uma ação civil pública para anular as questões de todos os cadernos de provas em relação a todos os candidatos. Mais de 74 mil pessoas participaram do concurso.

Histórico de Conteúdo