Quinta, 04 de Abril de 2013 - 06:48

Casamento homossexual de Daniela Mercury foi um tapa na cara de Feliciano

por Rafael Albuquerque

Casamento homossexual de Daniela Mercury foi um tapa na cara de Feliciano
Nada acontece por acaso, muito menos a declaração pública da cantora Daniela Mercury, que assumiu nesta quarta-feira (3) manter relação homossexual com jornalista baiana Malu Verçosa. Independente dos motivos particulares que a levaram a tomar essa decisão ontem, Daniela quis – e conseguiu – muito mais do que apenas assumir, mesmo sem dever satisfação a ninguém, o que já era especulado há muito tempo. Em uma realidade onde o deputado pastor Marco Feliciano (PSC), que responde a processos e demonstrou publicamente discriminar negros e gays, preside a Comissão de Direitos Humanos da Câmara, a artista conseguiu tratar com certa naturalidade e mobilizar o Brasil - anônimos e formadores de opinião – para uma questão que ainda gera muita polêmica.

Daniela tratou a relação homossexual e a assumiu de forma espontânea e natural como fez com todas as outras. Isso chamou a atenção, agradou e deu exemplo. Aproveitando a repercussão e visando conscientizar a população sobre quem está comandando a importante comissão da Câmara, a cantora esclareceu sobre o anúncio do casamento: “É uma postura afirmativa da minha liberdade e uma forma de mostrar minha visão de mundo. Numa época em que temos um Feliciano desrespeitando os direitos humanos, grito o meu amor aos 7 ventos. Quem sabe haja ainda alguma lucidez no Congresso Brasileiro!". Deixando de lado essa crítica a Feliciano, o simples fato de assumir a relação publicamente foi um verdadeiro tapa na cara de deputado do PSC.

Daniela está separada desde novembro de 2012 do publicitário italiano Marco Scabia, com quem ficou por três anos. Com ele, a cantora adotou três meninas: Ana Isabel, 2, Ana Alice, 10, e Márcia, 13. Daniela ainda é mãe de Giovana, 25, e Gabriel, 26, filhos do seu primeiro casamento, com Zalther Póvoas.

Histórico de Conteúdo