Entrevistas

‘Mesmo quando fui para Rapina, nunca deixei de ser Falcão da Guig’, diz cantor sobre retorno

O cantor Falcão reassumiu os vocais da Guig Ghetto em novembro de 2013 e se prepara para gravar o novo DVD da banda dentro Festival Swinga Aracaju, na capital sergipana, no próximo dia 18 de outubro. Em entrevista ao Bahia Notícias, o artista falou sobre as influências musicais, a comparação com Xanddy e revelou quem considera a grande promessa do pagode baiano. Falcão também comenta as modas da ostentação e do pagode com letras apelativas. Não deixe de ler a entrevista na Coluna Holofote!

Veja mais

Frase da Semana

Vina Calmon

“Aí fiz o biquinho. Só que ele veio com a boquinha aberta... Tomei um susto, mas não teve língua”

Vina Calmon, vocalista da banda Cheiro de Amor, explicando como rolou o beijo na boca com o astro internacional Julio Iglesias.

Veja mais

Sábado, 18 de Agosto de 2012 - 04:00

A Zorra grava com Silvano Salles e com Xuxa

por Fernanda Figueiredo

A Zorra grava com Silvano Salles e com Xuxa
Com a ascensão do arrocha, que já desponta no cenário nacional, muitas bandas de axé começaram a se infiltrar no ritmo. Depois de Alinne Rosa gravar com Pablo, chegou a vez da banda A Zorra fazer parceria com o ícone do arrocha, Silvano Salles. Leo Cavalcanti, vocalista da banda e Silvano gravaram a canção  "Coração Acelerado".
 
Na noite desta quarta-feira (15), Léo resolveu testar a receptividade da música. O cantor realizou um chat no Twitter para mostrar aos fãs o resultado da parceria. Em poucos minutos, os seguidores do artista começaram a tecer comentários positivos a mistura musical exibida. Em tempo: a banda baiana embarca para o Rio de Janeiro, no dia 23 de agosto, para gravar uma participação no especial axé realizado pelo TV Xuxa, na Globo.  

Comentar

   

Histórico de Conteudo

Enquete

Qual a razão do repouso forçado de Ivete Sangalo?

Curtas e Venenosas

Curtas e venenosas da semana

Muita gente perguntou ao Homem da Luz, o motoqueiro e CEO do Bahia Notícias Ricardo Luzbel, sobre como o Bahia Notícias descobriu e antecipou a grade do Réveillon, divulgada oficialmente por Gui (Guilherme Bellintani) na quinta. Euzinha fui a responsável pelo furo. Na verdade a menina que trabalha lá em casa é vizinha da menina que trabalha na casa de Gui. O resto eu detalho na Coluna. Falando em notícias, Manno Góes foi criticado por divulgar um texto esculhambando Aécio e defendendo Dilma. Gosto disso, gosto de Manno. Pior é um jornalista que vive a soltar indiretas no Facebook e que eu revelo o nome hoje. Não deixe de ler as Curtas e venenosas da semana!

Veja mais

Colunistas

Luis Ganem

Colunista

14/10/2014 - 09:10

A morte da música da Bahia - homicídio ou suicídio?

03/09/2014 - 16:17

O que o entretenimento espera do próximo governador?

O mercado artístico e cultural tem reclamado muito de certo amadorismo no que tange a logística de shows e eventos no estado. Sendo que alguns fatores são sempre preponderantes para essa reclamação. Seja pela falta de espaço próprio para o desenvolvimento do segmento como casas de shows e um novo e moderno centro de convenções, seja pela falta de investimentos das autoridades para com a classe, o fato é que insatisfações como esta fazem com que o mercado, que vive somente contando com o Parque de Exposições agropecuárias ou então um ou outro local improvisado, tenha realmente razão para reclamar do declínio dos grandes eventos em geral que deixaram de vir para a Bahia.


Paulo Victor Nadal

Colunista

20/10/2014 - 17:31

Quebradeira baiana: Conheça a arrochadeira, gênero musical que vem ganhando destaque na Bahia

Você conhece a 'arrochadeira'? Ela vem ganhando grande destaque no cenário musical baiano, conquistando dezenas de fãs e atraindo diversas novas bandas e artistas para um novo gênero musical.

20/10/2014 - 17:30

BN lança sua nova coluna, Quebradeira Baiana, com foco em pagode e arrochadeira

O Bahia Notícias inaugura esta semana sua nova coluna de Holofote, a "Quebradeira Baiana", que será comandada por Paulo Victor Nadal. Nos textos, Paulo falará sobre artistas baianos que “botam para quebrar”, em especial do pagode e da arrochadeira, mas que acabam não conseguindo ter grande espaço na imprensa para divulgar suas músicas.


Veja mais