Domingo, 31 de Dezembro de 2017 - 12:15

Vitória divulga maior time de todos os tempos do clube eleito pela torcida; confira

por Matheus Caldas

Vitória divulga maior time de todos os tempos do clube eleito pela torcida; confira
Foto: Divulgação / EC Vitória

Na última semana, o Vitória abriu espaço para seus torcedores votarem por meio do Twitter nos melhores jogadores do clube por posição, e o resultado saiu na noite do último sábado (30). Curiosamente, no time titular, não está presente nenhum jogador do vice-campeonato brasileiro de 1993 e da terceira colocação em 1999.

No gol, a torcida elegeu o colombiano Viáfara como melhor goleiro de todos os tempos. Ele foi vice-campeão da Copa do Brasil em 2010 e permaneceu no clube entre 2008 e 2011, tendo sido bicampeão baiano. Na lateral-direita, Apodi entrou. O atual jogador da Chapecoense jogou no Rubro-negro entre 2006 e 2007 e teve outra passagem em 2009. Ele conquistou o acesso à Série B com o Leão e também os títulos estaduais de 2007 e 2009.

No miolo de zaga, David Luiz e Gabriel Paulista foram escolhidos. Atualmente no Chelsea (Inglaterra), David estreou no time principal na Série C, conseguiu o acesso, mas já havia sido vendido para o Benfica (Portugal). Gabriel, porém, jogou mais tempo. Foram 141 jogos entre 2010 e 2013. No Barradão, foi vice-campeão da Copa do Brasil, campeão baiano em 2010 e 2013 e da Copa do Nordeste de 2010.

Na lateral-esquerda, Esquerdinha entrou. Jogador do clube entre 1996 e 1998, foi bicampeão baiano. Jogou também pelo rival Bahia, Porto (Portugal) e Real Zaragoza (Espanha).

No meio, apenas um jogador do elenco atual: Willian Farias. No clube desde o ano passado, ganhou o estadual deste ano Seu companheiro na contensão é Vanderson, que atuou entre 2006 e 2010. Saiu da Série C e foi até a Série A, além de ter sido campeão do Nordeste em 2010 e tetracampeão baiano. Foram 241 partidas com a camisa vermelho e preta.

Entre os armadores, o sérvio Petkovic e Ramon Menezes. O gringo foi artilheiro da Copa do Brasil pela camisa rubro-negra e atuou no clube entre 1997 e 1999 e marcou 59 gols em 90 jogos. Foi também campeão do Nordeste em 1999 e Baiano em 1997 e 1999. Ramon, por sua vez, jogou três vezes pelo Vitória, entre 1994 e 1995 e 2008 e 2010. Sétimo maior artilheiro da história rubro-negra, com 88 gols em 189 jogos, participou do vice-campeonato da Copa do Brasil 2010 e foi tetracampeão baiano.

No ataque, outros dois jogadores recentes. Marinho, que jogou pelo clube em 2016, foi artilheiro da Copa do Brasil e conquistou o time baiano. Mas seu destaque ficou na ajuda da fuga do rebaixamento, quando marcou gols em todas as partidas decisivas do final da temporada. Neto, por sua vez, é o maior goleador da história do Barradão, com 53 gols, e oitavo maior artilheiro da história do clube, com 85 gols em 144 jogos.

O técnico é Vagner Mancini, treinador que mais dirigiu o clube na história, com 185 jogos em quatro passagens. Ele foi campeão baiano em 2008 e 2016.

Na reserva, outros jogadores históricos. No gol, Dida, vice-campeão brasileiro em 1993. Na lateral-direita, Rodrigo Chagas, também vice em 1993 e terceiro colocado em 1999. Atualmente, ele treina o time sub-17 do Leão.

O ex-zagueiro Flávio Tanajura, atual membro fixo da comissão técnica, também ficaria no banco. Ele é o atleta que mais defendeu as cores do Vitória, com 323 partidas entre 1994 e 2000. Também zagueiro, Anderson Martins seria reserva. Ele também chegou à final da Copa do Brasil em 2010 e jogou 167 partidas pelo clube. O lateral-esquerdo Leandrinho também ficou entre os suplentes. Ele teve duas passagens pela agremiação, entre 1999 e 2002 e depois em 2009. Ele ainda foi bola de prata e melhor lateral-esquerdo do Brasileirão de 1999.

Figuram na lista os ex-volantes Vampeta, vice-brasileiro em 1993, Fernando, terceiro colocado em 1999 e vice da Copa do Brasil em 2010 e o ex-meia Mário Sérgio, que jogou pelo clube entre 1971 e 1975. Ele foi Bola de Prata em 1973 e 1974 e fez o ataque com Osni e André Catimba, considerada a maior linha de ataque de todos os tempos do Rubro-negro.

Além deles, o argentino Escudero está na lista – este pode voltar ao clube em 2018 (leia mais aqui). O nigeriano Ricky e o tetracampeão mundial Bebeto fecham o banco.

Confira a escalação:

Time titular: VIáfara, Apodi, Gabriel Paulista, David Luiz e Esquerdinha; Willian Farias, Vanderson, Ramon e Petkovic; Neto Baiano e Marinho. Técnico: Vagner Mancini

Time reserva: Dida, Rodrigo, Flávio Tanajura, Anderson Martins, e Leandrinho; Vampeta, Fernando, Mário Sérgio e Escudero; Ricky e Bebeto.

Histórico de Conteúdo