Lutadora brasileira bate 12,7kg acima de peso combinado e luta é cancelada no Rizin
Foto: Reprodução

É uma cena comum ver um lutador se pesando atrás de um lençol durante a pesagem antes da luta para bater o peso combinado. O atleta tem que tirar a roupa para saber se está dentro do limite estabelecido. Porém, com a lutadora Gabi Garcia não foi preciso tirar a roupa para tentar atingir a marca combinada. Ao subir na balança, na manhã desta quinta-feira (28), a brasileira estava com 12,7kg acima dos 95kg acordados para a luta contra a japonesa Shinobu Kandori no MMA Rizin.

 

O combate já era controverso por si só devido a diferença de idades entre as lutadoras, sem contar a altura delas. Aos 32 anos, Gabi, que mede quase 1,90m de altura, enfrentaria Kandori que tem 53 e 1,70m. Ao ver a balança registrar os 107,7kg da brasileira, a atleta oriental se revoltou e deixou o palco gritando. Kandori havia pesado 73,75kg, uma diferença de quase 34kg a menos do que sua rival. Em seguida, Nobuyuki Sakakibara, presidente do Rizin Fightin Federation, declarou que a organização não poderia realizar a luta devido a discrepância competitiva e cancelou o duelo. 

 

Esta é mais uma polêmica no ano de 2017 da multicampeã de jiu-jítsu, Gabi Garcia. No mês de julho, ela fez duas lutas que terminaram em "No Contest", sem resultado. Na primeira contra a japonesa Megumi Yabushita, ela acertou dois chutes na cabeça da adversária, que foram considerados ilegais nas regras do shootboxing, já que a oponente estava no chão. Na segunda, que foi contra a russa Oxana Gagloeva, ao tentar de se defender de um ataque, Gabi acertou o rosto da rival com os dedos abertos.

 

Assista o vídeo da pesagem:

Histórico de Conteúdo