Atlético-GO praticamente joga toalha na luta contra degola: 'Missão quase impossível'
Foto: Paulo Marcos / Atlético-GO

O Atlético-GO vai desembarcar em Salvador, onde encara o Vitória, no domingo (29), já desacreditado em escapar do rebaixamento. As duas equipes se enfrentam no estádio do Barradão, às 17h no horário baiano, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Faltando oito rodadas para o término da competição, o time é o último colocado na tabela de classificação com apenas 26 pontos, oito a menos do que o Avaí, fora da zona na 16ª posição.

 

O Dragão precisa vencer seis partidas nesta reta final para sonhar com a permanência na divisão de elite. Caso atinja o feito, chegaria aos 44 pontos, sendo que, de acordo com os cálculos do matemático Tristão Garcia, para escapar da queda, um time precisa de 47. Antes mesmo da derrota do time goiano para o Santos, no último domingo (22), o técnico João Paulo Sanches, já classificava a situação como quase impossível.

 

"É uma missão quase impossível. Para uma equipe igual ao Atlético, estando na última colocação do campeonato, você tem que fazer cinco vitórias e dois empates ou seis vitórias em nove jogos, isso é realmente uma missão quase impossível", disse após o revés diante do Vasco, na 29ª rodada do Brasileirão, no dia 18 de outubro.

 

Para o Leão, a situação é um pouco melhor. O time é o 17º colocado e tem somente um ponto a menos do que o clube catarinense, do ilustre torcedor e ex-tenista Gustavo Kuerten. Com base no site Chance de Gol do Uol, o rubro-negro baiano tem 45,8% de chance de cair para a Série B.

Histórico de Conteúdo