Justiça croata abre investigação contra meia do Real Madrid sobre falso testemunho
Foto: Getty Images

A Justiça da Croácia abriu investigação contra o meia do Real Madrid, Luka Modric. A informação é do jornal espanhol Mundo Deportivo. O jogador é acusado de prestar falso testemunho em processo sobre corrupção no futebol croata.

 

Segundo o diário espanhol, Modric se apresentou à Justiça na semana passada e o relato teria sido diferente do que ele havia dito em 2015. Caso seja constatado a irregularidade nas versões, o atleta pode pegar cinco anos de prisão.

 

Modric é acusado de receber ilegalmente parte da sua transferência do Dínamo de Zagreb para o Tottenham, da Inglaterra, em 2008. O valor recebido pelo atleta deveria ter ido ao clube croata.

 

Segundo as investigações, o ex-diretor do time, Zdravko Mamic, de 57 anos, combinou com Modric para que ficasse com parte da transação ao invés de ir para o caixa da agremiação. Se concordasse, Mamic repassaria uma parte deste valor ao atleta.

 

"Creio que o Dinamo pela minha venda ao Tottenham obteve 21 ou 23 milhões de euros. Parte desse dinheiro foi pago para mim também, como base de um contrato que firmei com o Dinamo sobre a divisão 'metade-metade'. Combinei isso com o senhor Mamic", declarou Modric no segundo depoimento.

 

A Justiça suspeita que, nesta transação, Mamic desviou cerca de 15 milhões de euros e deixou de pagar 1,5 milhão em impostos.

Histórico de Conteúdo