Terça, 18 de Setembro de 2012 - 19:35

Adriele confirma que Souza a agrediu; delegado revela que Lomba e Titi estavam na festa

por Evilásio Júnior / Adrielle Coutinho

Adriele confirma que Souza a agrediu; delegado revela que Lomba e Titi estavam na festa
Fotos: Adrielle Coutinho / Bahia Notícias
A suposta vítima de agressão em uma festa promovida pelo atacante Souza, na madrugada desta terça-feira (18), Adriele dos Santos Cerqueira, de 22 anos, confirmou em depoimento à 23ª Delegacia de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador, que discutiu com o atleta do Esporte Clube Bahia. Assediada pela imprensa na porta da unidade policial, ela tentou evitar os jornalistas presentes e se resumiu a dizer “foi Souza. Souza e amigo”. Trajada com um vestido curto – ironicamente azul, vermelho e branco –, a jovem deixou o local acompanhada de dois amigos em um Fiat Uno. Ela estava com um pé aparentemente contundido e apresentava hematomas nas costas, mas disse que se machucou quando caiu após o bate-boca. Adriele terá que fazer exame de corpo delito para que as lesões sejam inspecionadas pelo Departamento de Polícia Técnica.

Apesar de Souza ter declarado mais cedo à TV Bahia que não fez nenhuma festa em sua casa, no Condomínio San Francisco, em Villas do Atlântico, o delegado titular, Joelson dos Santos Reis, não só confirmou a sua participação no incidente como ainda revelou que dois dos seus companheiros de clube, o goleiro Marcelo Lomba e o zagueiro Titi, capitão tricolor, estavam presentes no evento. "Ela alega ter sofrido agressão física por parte do jogador Souza e de um outro companheiro, que não identificou como jogador, de nome Cacau. Ela estava em uma festa anterior, na casa de Marcelo Lomba, onde estavam bebendo, depois foram à casa de Souza, juntamente com o Cacau, o Marcelo Lomba, outro jogador por nome Titi, duas amigas [identificadas como Fabiana e Carine] e um outro rapaz. Continuaram a festa na casa do Souza e, já com álcool em estado elevado, houve uma discussão entre ela e o jogador Souza, onde ocorreu a agressão, segundo ela", apontou Joelson, ao salientar que Adriele admitiu estar "descontrolada" e ter feito "escândalo", mas não citou consumo de drogas na confraternização. Conforme o delegado, no depoimento, a mulher disse que Cacau a colocou para fora da residência com a ajuda de Souza, momento em que teria sofrido a queda. "Ela disse que Cacau pegou ela pelos braços, a colocou do lado de fora e Souza a empurrou e chutou. Ela não lembra o motivo da discussão", complementou. A jovem informou ainda que não mantém relacionamento amoroso com o atacante, com quem já teria "ficado", e que Lomba e Titi não estavam presentes no momento da confusão. Todos os envolvidos serão convidados nos próximos dias a comparecer à delegacia para prestar esclarecimentos sobre o ocorrido.

Histórico de Conteúdo