Bahia

E. C. Bahia


Bahia continua caçada em busca do camisa 9; Elton é a bola da vez

O Esporte Clube Bahia segue em busca da contratação de um centroavante para reforçar a equipe no Brasileirão. Um camisa 9 que o tricolor não teve. Uma ausência que fez muita falta e continua fazendo ao treinador Marquinhos Santos, aliás, não só a ele, para todos os jogadores.

Veja mais

Vitoria

E. C. Vitória


Carlão pode voltar ao Vitória para ser coordenador das divisões de base

O Vitória está de olho em um velho conhecido para assumir a coordenação das divisões de base. Trata-se de Carlos Anunciação, de 48 anos, que já trabalhou na Toca do Leão. O interesse foi revelado por Falcão, presidente da agremiação.

Veja mais

Entrevistas

Presidente da FBF quer dupla Ba-Vi de volta na 1ª fase do Baiano e não descarta 4ª reeleição

Na última sexta-feira (11), o presidente da Federação Baiana de Futebol (FBF), Ednaldo Rodrigues, esteve na redação do Bahia Notícias, onde concedeu uma longa entrevista para debater diversos assuntos ligados ao futebol estadual e nacional. Rodrigues antecipou que deve propor uma nova fórmula para o campeonato baiano em 2015, com o retorno da participação de Bahia e Vitória desde a primeira fase da disputa. “Os clubes entendem que sem a dupla Ba-Vi fica uma competição sem brilho, sem atrativo para seu torcedor”, diz o dirigente sobre as reclamações das outras equipes da elite estadual pela ausência das duas maiores forças locais no início do Baianão. O mandatário da FBF também considerou justas as demandas do movimento Bom Senso F.C. por mudanças no calendário futebolístico, mas criticou a “falta de diálogo com as federações”, dando como exemplo a Bahia. “Não há interlocutor local”. O presidente ainda alertou os clubes menores para se desprenderem da ‘dependência de Bahia e Vitória’ e promete maior rigor na cobrança por melhores gramados nos estádios em 2015. “Não depende só da federação o avanço do futebol baiano”, disparou. No comando da FBF desde 2001, Ednaldo não descartou tentar a reeleição em abril de 2015, quando termina o seu atual terceiro mandato. “A maioria dos associados do colégio eleitoral que vota para presidente da federação respalda e confia na diretoria e pede que nós possamos continuar fazendo o nosso trabalho. Mas é muito cedo para se discutir isso”. Leia abaixo a íntegra da entrevista:

Veja mais

Curtas do Esporte

Curtas do Esporte

O quase-ex-boleiro Arlindo de Almeida volta com polêmicas no Curtas de Esporte. Por que certos setoristas do Vitória têm passe livre e outros não têm? E por que nenhum deles tem direito a lanche durante os treinos da manhã? E mais: no Bahia, tem mutirão de processos trabalhistas! Confira nas Curtas e Venenosas do Esporte!

Veja mais

Sábado, 16 de Março de 2013 - 10:44

Bahia e Philadelphia Union negociam troca de Kléberson por Freddy Adu

por Felipe Santana

Bahia e Philadelphia Union negociam troca de Kléberson por Freddy Adu
Depois de anunciar a contratação do argentino Paulo Rosales, o Bahia pode, nos próximos dias, confirmar a chegada de mais um gringo para compor o elenco na temporada de 2013. O nome da vez no Fazendão é do ganês, naturalizado norte-americano, Freddy Adu.

A notícia foi divulgada inicialmente no site oficial da Major League Soccer (MLS), principal liga do futebol norte-americano, e confirmada em Salvador.

Na última semana, o Philadelphia Union, clube do atacante, procurou a direção do Bahia demonstrando interesse na contratação do volante Kléberson, pentacampeão mundial, que está sem espaço no elenco tricolor. O tricolor gostou da proposta, que envolve também o atacante Freddy Adu. Os dois clubes estão em negociação e, quem sabe na próxima semana, podem selar a conversa. O jogador norte-americano, de 23 anos, gostou da possibilidade de atuar no futebol brasileiro, um ano antes da Copa do Mundo, e concordou em sair do país.

A chegada de Freddy Adu ao Bahia, além de aliviar os cofres tricolores com a saída de Kléberson, poderia trazer ao time baiano uma visibilidade maior não só da mídia nacional, como principalmente norte-americana, e dar ao treinador Jorginho mais uma opção para o sistema ofensivo, tão criticado na última temporada.

Adu, quando surgiu para o futebol mundial, logo aos 14 anos, foi apelidado de 'Novo Pelé'. O status, porém, não durou muito tempo e o atacante rodou por diversos clubes, dentre eles Benfica, Belenenses e o Aris, da Grécia. Lá, em 2010, atuou ao lado do lateral-direito Neto.

Não seria a primeira vez que o Bahia negocia atletas para o futebol norte-americano. Recentemente, o esquadrão emprestou o atacante Rafael Gladiador ao DC United. 

Comentar

   

Histórico de Conteudo

Multimídia

Enquete

Quem será o campeão baiano de 2014?