Domingo, 19 de Novembro de 2017 - 19:15

Carpegiani explica revés do Bahia em Recife: 'Nós não atuamos bem no primeiro tempo'

por Leandro Aragão

Carpegiani explica revés do Bahia em Recife: 'Nós não atuamos bem no primeiro tempo'
Foto: Marcelo Malaquias / EC Bahia

O técnico Paulo Cézar Carpegiani reconheceu a má atuação do Bahia na derrota por 1 a 0 para o Sport. As duas equipes se enfrentaram na tarde deste domingo (19), no estádio da Ilha do Retiro, em Recife, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. Para o comandante, o fraco desempenho no primeiro tempo foi um dos motivos do revés.

 

"Sou muito franco, nós não atuamos bem no primeiro tempo. Os aspectos mais acentuados foram que a gente não teve a segunda bola, o meio campo tocando sem objetividade, tocando para passar o tempo e, aliás, é uma coisa que nós temos iniciado os jogos, temos tomado o gol para tentar reverter, você tem que entrar é com tudo, não esperar tomar o gol. Esse é o amadurecimento da equipe, principalmente a sequência dos jogos com a cobrança, com alerta, que aí essa equipe vai apresentar um bom futebol", reconheceu em entrevista à Rádio Metrópole.

 

O treinador também explicou a opção por Vinícius, quando Juninho pediu para sair com dores na coxa. "A escolha por Vinícius foi porque naquele momento, nós não estávamos jogando bem. O time estava tocando a bola na nossa intermediária, mas sem objetividade. Se eu colocasse mais um volante, que seria a substituição simples e correta, mas não faria nenhuma diferença, pois a gente estava com dificuldade na segunda bola. Então a gente ousou mais com Vinícius, que deu o toque de bola que o meio precisava. Nós viemos para o segundo tempo impondo o nosso ritmo", explicou.

 

Sobre a briga por uma vaga na Libertadores, Carpegiani ainda acredita na possibilidade da classificação. O Esquadrão de Aço é o nono colocado com 49 pontos, três a menos do que o Botafogo, que é o sétimo. Ele admitiu que existe uma ansiedade dos jogadores para buscar este objetivo, mas disse que a equipe vai lutar para tentar satisfazer o desejo da torcida Tricolor.

 

"Essa ansiedade que estou sentindo que existe um pouco da parte do jogador, pode estar atrapalhando um pouco. Mas tem que ser com ansiedade ou não, com gana, o adversário como vier, nós temos a obrigação de tentar satisfazer essa nossa torcida, porque nós colocamos essa possibilidade na sua cabeça e agora a responsabilidade é toda nossa. E não vamos tratar de vencer o próximo jogo e ver o que dá", afirmou.

 

O próximo adversário do Bahia será a Chapecoense, no domingo (26), às 18h no horário de Salvador, na Arena Fonte Nova, capital baiana. Depois, na última rodada do Brasileirão, o adversário será o São Paulo, no outro domingo (3), às 16h, no estádio do Morumbi.

Domingo, 19 de Novembro de 2017 - 18:33

Hernane mira nos próximos dois jogos do Bahia na briga pela vaga na Libertadores

por Leandro Aragão

Hernane mira nos próximos dois jogos do Bahia na briga pela vaga na Libertadores
Foto: Ulisses Gama / Bahia Notícias

Apesar da derrota para o Sport, por 1 a 0, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, o atacante Hernane disse que o Bahia continua na briga pela classificação para a Libertadores. O centroavante, que entrou duranta a partida deste domingo (19), no estádio da Ilha do Retiro, já mira nos dois próximos jogos da equipe, que serão os últimos do certame.

 

"Infelizmente não conseguimos o gol. Agora é voltar para casa  e conseguir os três pontos que esses dois jogos finais vão decidir muita coisa no campeonato", disse em entrevista à Rádio Metrópole.

 

O primeiro adversário do Bahia será a Chapecoense, no próximo domingo (26), na Arena Fonte Nova, em Salvador, às 18h no horário da capital baiana. Depois, a equipe visita o São Paulo, no outro domingo (3), às 16h, no estádio do Morumbi. O Esquadrão de Aço ocupa, neste momento, a nona colocação com 49 pontos, três a menos do que o Botafogo, que é o sétimo e está na zona de classificação para a Libertadores.

Domingo, 19 de Novembro de 2017 - 18:19

'A gente não criou muito', lamenta Jean, após derrota do Bahia em Recife

por Leandro Aragão

'A gente não criou muito', lamenta Jean, após derrota do Bahia em Recife
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

O goleiro Jean lamentou a derrota do Bahia para o Sport por 1 a 0, neste domingo (19). O jogo aconteceu no estádio da Ilha do Retiro, em Recife, e foi válido pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. Para o jogador, a equipe do Esquadrão de Aço não conseguiu criar as jogadas para buscar a reação.

 

"A gente não criou muito. Eles fizeram um gol e se defenderam bastante. Agora é colocar a cabeça no lugar, ainda faltam duas rodadas para a gente tentar a classificação para a Libertadores", afirmou em entrevista ao canal Premiere.

 

Durante a partida, Jean cobrou duas faltas. A primeira ficou na barreira, mas a segunda foi muito bem batida, mas ficou no travessão. O goleiro prometeu continuar treinando para conseguir marcar o seu primeiro gol na carreira. "Está chegando perto. Infelizmente ela bateu na trave ali. Agora é continuar treinando para caprichar cada vez mais e sair o primeiro gol", disse em entrevista à Rádio Metrópole.

 

Apesar da derrota, o Bahia segue vivo na luta por uma vaga na Libertadores de 2018. O Esquadrão permanece com 49 pontos na nona colocação. O Botafogo, sétimo colocado, tem 52. Na próxima rodada, domingo (26), o Tricolor recebe a visita da Chapecoense, na Arena Fonte Nova, em Salvador. A bola rola a partir das 18h no horário da capital baiana.

Domingo, 19 de Novembro de 2017 - 17:53

Bahia não reage, perde para o Sport e se distancia da zona do G-7

por Leandro Aragão

Bahia não reage, perde para o Sport e se distancia da zona do G-7
Foto: Adelson Costa / Agência O Dia / Estadão Conteúdo

O Bahia não conseguiu a reação e foi derrotado pelo Sport na tarde deste domingo (19), no estádio da Ilha do Retiro, em Recife. O Esquadrão de Aço perdeu por 1 a 0 para o Leão pernambucano. O único gol do jogo foi marcado por Marquinhos, velho conhecido do futebol baiano, ainda no primeiro tempo. O embate entre as duas equipes foi válido pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

 

O revés complicou o time baiano na briga por uma vaga na Libertadores de 2018. De um ponto, o Bahia agora está a três da zona de classificação para o maior torneio de clubes da América do Sul. O Esquadrão permanece com 49 na nona colocação. Já o Sport, segue vivo na luta contra o rebaixamento. A equipe pernambucana somou 39 pontos, três a menos para deixar a zona da degola.

 

Na próxima rodada, a penúltima do Brasileirão, o Bahia recebe a visita da Chapecoense na Arena Fonte Nova, em Salvador, no domingo (26), às 18h no horário da capital baiana. Na véspera, às 16h, o Sport viaja até o Rio de Janeiro para enfrentar o Fluminense, no estádio do Maracanã.

 

O JOGO

 

O jogo começou morno, os dois ataques não conseguiam vencer as marcações e encaixar uma jogada mais aguda e com isso Jean e Magrão ficaram de expectadores priviligiados. No entanto, o Bahia tinha um pequeno domínio das ações. O Sport chegou bem duas vezes no ataque aos 18 e 19 minutos, mas nas duas a defesa do Esquadrão de Aço conseguiu afastar.

 

Aos 22, Diego Souza desperdiçou a chance de abrir o placar. Zé Rafael perdeu a pelota e no meio da confusão na grande área baiana, o camisa 87 do rubro-negro pernambucano aproveitou a sobra, mas bateu pra fora. A bola passou perto da trave direita de Jean.

 

Dois minutos depois, Raul Prata descolou um cruzamento pela direita do ataque dos mandantes e Mena cabeceou para fora. O ataque seguinte foi novamente do Sport. Diego Souza avançou para o ataque, mas foi desarmado por Edson. Marquinhos ficou com a sobra, mandou para a área, mas Tiago conseguiu afastar o perigo.

 

Aos 33, Durval fez uma falta dura em Juninho quase na risca da grande área. E o goleiro Jean pediu para bater. O arqueiro tricolor foi para a cobrança, mas acertou a barreira. Na batida do escanteio, a defesa do Leão pernambucano conseguiu afastar o perigo. Mas, com dores na coxa, Juninho pediu para sair e foi substituído por Vinícius.

 

O Sport chegou ao gol com Marquinhos aos 38. A jogada começou pelo lado direito na cobrança de lateral. Diego Souza arrumou e tocou para André. O centroavante fez o pivô e tocou para Marquinhos, que bateu no canto esquerdo de Jean. A bola ainda bateu na trave antes de entrar.

 

Segundo tempo

 

O Bahia voltou dos vestiários com uma alteração. Régis entrou no lugar de Allione. Aos 10 minutos, o Esquadrão teve uma falta perigosa a seu favor, perto da entrada da grande área. Jean foi para a cobrança, novamente, e bateu bem, mas acertou o travessão. O Sport tentou conectar um contra-ataque, mas a defesa do Bahia conseguiu neutralizar. No entanto, Jean já estava de volta à sua meta.

 

Mendonza perdeu uma boa chance de empatar a partida aos 19 minutos. Jogada construída pelo lado direito com Eduardo, Edigar Junio e Vinícius. A bola sobra para o colombiano, mas ele demora demais e quando tenta finalizar a bola bate no marcador.

 

Aos 35, Jean salvou o Bahia. Na cobrança de falta, Vinícius tirou a bola. Henríquez aproveitou a sobra, chutou de fora da área e o goleiro tricolor espalmou. Durval pegou o rebote, bateu e Jean defendeu jogando para escanteio. Na cobrança, Rithely cabeceou e o arqueiro salvou novamente.

 

FICHA TÉCNICA
Sport 1x0 Bahia

Campeonato Brasileiro – 36ª rodada
Local: Ilha do Retiro, em Salvador
Data: 19/11/2017
Horário: 16h (Horário da Bahia)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhãe (FIFA-RJ) 
Assistentes:  Thiago Henrique Neto Correa Farinha e Diogo Carvalho Silva (ambos do RJ)
Assistentes adicionais: Rodrigo Nunes de Sá e Pathrice Wallace Corrêa Maia (ambos do RJ)

Cartões amarelos: Henríquez, Durval, Sander, André (Sport) / Eduardo, Régis. Juninho Capixaba (Bahia)

Gol: Marquinhos (Sport)

Sport: Magrão; Raul Prata, Henríquez, Durval e Sander; Anselmo, Patrick, Marquinhos (Rogério), Mena (Rithely) e Diego Souza; André. Técnico: Daniel Paulista.

Bahia: Jean; Eduardo, Tiago, Thiago Martins e Juninho Capixaba; Edson; Juninho (Vinícius), Allione (Régis), Zé Rafael  (Hernane) e Mendoza; Edigar Junio. Técnico: Paulo Cézar Carpegiani.

Domingo, 19 de Novembro de 2017 - 06:00

Em situações opostas, Bahia e Sport se enfrentam na Ilha do Retiro

por Ulisses Gama

Em situações opostas, Bahia e Sport se enfrentam na Ilha do Retiro
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

Quem achou que Bahia e Sport só teriam a Copa do Nordeste como única decisão na temporada, se enganou. Com o Esquadrão de Aço lutando para ir à Copa Libertadores e o Leão da Ilha querendo evitar mais um rebaixamento em sua história, o clássico regional da tarde deste domingo (19), às 16h (horário de Salvador), ganhou um tom apimentado e emotivo.

 

O Tricolor vive uma grande fase e uma lua de mel com a torcida. Prova disso foi o triunfo sobre o Santos por 3 a 1 e os otimistas cânticos ligados à competição continental da próxima temporada. Provável titular em virtude da suspensão de Renê Júnior, o volante Edson prega respeito ao rubro-negro, mas crê em um triunfo.

 

"A situação do Sport está difícil, né? Eles perderam e tem três jogos para vencer os três. A gente vai lá para fazer o jogo da gente. Eles não estão lá por culpa nossa. Vamos respeitando o Sport, mas buscando o resultado positivo, que é o triunfo. Temos totais condições de vencer e a equipe está numa crescente boa", declarou.

 

Além de Renê Júnior, o técnico Paulo Cézar Carpegiani ainda não contará com o zagueiro Lucas Fonseca, que aprimora a parte ísica depois de ter se recuperado de uma lesão na coxa esquerda.



Sport


Derrotado pelo Palmeiras por 5 a 1 na última quinta-feira (16), o Sport ocupa o 18º lugar, com 36 pontos, e quer aproveitar o fator mando de campo para seguir vivo na competição. Interino no comando técnico, Daniel Paulista pediu o apoio da torcida.

 

"A diferença continua de três pontos. Está todo mundo magoado, mas a gente tem que buscar forças. Nesse momento temos que colocar o Sport acima de tudo. A gente sabe que o torcedor está chateado, assim como a gente. Mas vamos dar o máximo e contamos com ele para sair dessa situação", declarou.



FICHA TÉCNICA
Sport x Bahia

Campeonato Brasileiro – 36ª rodada
Local: Ilha do Retiro, em Salvador
Data: 19/11/2017
Horário: 16h (Horário da Bahia)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhãe (FIFA-RJ) 
Assistentes:  Thiago Henrique Neto Correa Farinha e Diogo Carvalho Silva (ambos do RJ)
Assistentes adicionais: Rodrigo Nunes de Sá e Pathrice Wallace Corrêa Maia (ambos do RJ)

Sport: Magrão; Raul Prata, Henriquez (Ronaldo Alves), Durval e Sander; Anselmo, Patrick e Diego Souza; Marquinhos (Osvaldo), Mena e André.  Técnico: Daniel Paulista

Bahia: Jean; Eduardo, Tiago, Thiago Martins e Juninho Capixaba; Edson; Allione, Juninho, Zé Rafael e Mendoza; Edigar Junio. Técnico: Paulo Cézar Carpegiani

Eder celebra volta ao time contra o Santos e enaltece crescente do Bahia na Série A
Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias

De volta ao time do Bahia no triunfo por 3 a 1 sobre o Santos, na última quinta-feira (16), o zagueiro Éder celebrou a oportunidade de jogar novamente. Ele ficou fora por 13 jogos e atuou durante 15 minutos contra os santistas. A última partida do jogador havia sido na goleada sofrida por 4 a  frente ao Atlético-PR, em agosto.

“Foi muito bom voltar a jogar. Ontem o professor optou por me colocar no jogo e  graças a Deus pude colaborar e ajudar a equipe a sair com os três pontos fundamentais nessa reta final de campeonato”, comemora.

Eder também comentou sobre a sequência que colocou o Bahia vivo na disputa pela vaga na Libertadores. “A junção de muitas coisas culminou nessa nossa crescente. A chegada do professor Carpegiani, que conseguimos entender bem a filosofia dele de jogo e desempenhar dentro de campo. O apoio da nossa torcida, que não nos abandonou em nenhum momento no ano e claro muito trabalho no dia a dia de todos do grupo”, analisou.

O próximo confronto do Tricolor será às 16h (horário da Bahia) deste domingo (19), contra o Sport, na Ilha do Retiro, pela 36ª rodada do Campeonato Basileiro.

O Bahia é o nono colocado na competição nacional, com 49 pontos ganhos.

Com treino tático, Bahia encerra preparação para encarar o Sport
Foto: Marcelo Malaquias/ Divulgação / Bahia

Antes de embarcar para Recife, onde encara o Sport neste domingo (19), às 16h (horário da Bahia), na Ilha do Retiro, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, o elenco do Bahia realizou seu último treinamento na manhã deste sábado (18), no Fazendão.

No primeiro momento, o técnico Paulo Cézar Carpegiani comandou um trabalho tático, corrigindo o posicionamento dos jogadores a todo o tempo.

Em seguida, os jogadores foram submetidos a uma atividade de bola parada, defensivas e ofensivas.

O zagueiro Lucas Fonseca esteve na transição física e não encara o Sport. Fora há mais tempo, o lateral Armero e o zagueiro Jackson continuam no departamento médico.

O Bahia ocupa a nona colocação na tabela da Série A, com 49 pontos.

Candidato à presidência do Bahia, Fernando Jorge recebe título de Sócio Grande Benemérito
Foto: Divulgação

Candidato à presidência do Bahia pela chapa ‘Voltar a Sorrir’, Fernando Jorge foi homenageado pelo clube na noite da última sexta-feira (17), no auditório da Arena Fonte Nova. Ele recebeu o título de Sócio Grande Benemérito, num evento prestigiado por conselheiros e convidados. No discurso, o postulante a dirigente admitiu emoção. “Eu não fiz nada, nem nunca farei nada por uma homenagem. Mas me emociona muito, esse reconhecimento”, afirmou. Além de Fernando Jorge, outras figuras foram homenageadas. O ex-jogador Baiaco e o ex-técnico Evaristo de Macedo receberam o Diploma do Mérito Esportivo, enquanto o ex-diretor de patrimônio e relações institucionais do Bahia, Antonio Alvares Miranda Filho, falecido no ano passado, foi relembrado com a Comenda Waldemar Costa. O ex-médico do clube, Marcos Lopes, e o publicitário Sidônio Palmeira também foram agraciados com o prêmio. Fernando Jorge concorre no pleito que acontecerá no dia 9 de dezembro.

Sexta, 17 de Novembro de 2017 - 19:14

Conselheiro do Bahia, Sergio Vilalva vê Bellintani como perfil agregador na campanha

por Ulisses Gama / Matheus Caldas

Conselheiro do Bahia, Sergio Vilalva vê Bellintani como perfil agregador na campanha
Foto: UIisses Gama / Bahia Notícias

Membro do grupo “Simplesmente Bahia” e conselheiro do Bahia, o secretário de Desenvolvimento Econômico de Camaçari, Sérgio Vilalva, esteve nesta sexta-feira (17) na reunião de apresentação das propostas de Guilherme Bellintani, candidato à presidência do clube. Para Vilalva, o nome escolhido pela chapa “Bahia 3.1” foi o mais apropriado, sobretudo pelo caráter agregador. “O Guilherme consegue agregar grandes torcedores do Bahia que são aqueles famosos torcedores de controle remoto e de varanda, mas que podem agregar bastante nesse projeto. Eles podem criar um vínculo muito grande com o Bahia. E, através de Guilherme, eles começaram a nos procurar, buscar informações do projeto. Então, organizamos esse evento para ele poder explicitar um pouco de uma maneira um pouco mais personalizada esse projeto dele”, elogiou, em entrevista ao Bahia Notícias. E, para convencer os eleitores que Bellintani será um bom nome para o clube, Vilalva o comparou a um síndico de um prédio. “Quando a gente mora num lugar quer um bom síndico, né? O Bahia é nossa casa, transcende como nossa família. Quando você ver nossa paixão sendo cuidada por um cara como Guilherme, noz faz transpor situações. É como se eu tivesse trazendo uma pessoa do meu querer para cuidar de um ente querido”, concluiu. A eleição do Bahia está marcada para o dia 9 de dezembro.

Sexta, 17 de Novembro de 2017 - 18:39

Presidente do 'Simplesmente Bahia', Oldgard Jr. celebra campanha 'limpa' no Bahia

por Ulisses Gama / Matheus Caldas

Presidente do 'Simplesmente Bahia', Oldgard Jr. celebra campanha 'limpa' no Bahia
Foto: UIisses Gama / Bahia Notícias

Presidente do grupo “Simplesmente Bahia”, componente da “Bahia 3.1”, Oldgard Júnior esteve presente na reunião do candidato à presidência pela chapa, Guilherme Bellintani. Para ele, a corrida presidencial tricolor está sendo marcada pela cordialidade entre os concorrentes. “A campanha tem sido surpreendente, porque é uma campanha limpa, sem ataque e não está sendo violenta. E isso que a gente quer. Porque, na verdade, o desejo de um Bahia forte é de todos nós. Então, não adianta fazer uma campanha atacando o outro candidato. Estou muito satisfeito. Conversei com os outros candidatos e estamos mantendo uma campanha de alto nível”, comemorou, em entrevista ao Bahia Notícias. Para Oldgard, a chapa entra com confiança no pleito, sobretudo por um ‘plano de gestão inovador’. “Todos ficam realmente muito surpresos. Isso é um indício de que estamos muito bem na campanha, pois estamos sendo muito requisitados para fazer esses encontros com os grupos”, pontuou. Todos têm sugerido, aprovado, debatido outras inovações. A gente está certo de que esse plano irá nos levar no triunfo no dia 9 de dezembro”, emendou. Além do “Simplesmente Bahia”, a chapa “Bahia 3.1” tem como grupos de base o a “Revolução Tricolor”, “100% Bahia” e “Sou Bahia!”.

Histórico de Conteúdo