Domingo, 21 de Janeiro de 2018 - 06:00

Bahia visita o xará de Feira na estreia do Campeonato Baiano

por Ulisses Gama

Bahia visita o xará de Feira na estreia do Campeonato Baiano
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

O Bahia começa neste domingo (21) mais uma participação no Campeonato Baiano. Maior campeão do certame, o Tricolor busca voltar a vencer o estadual, conquistado nos últimos dois anos pelo seu maior rival, o Vitória. Em campo, a equipe enfrenta o Bahia de Feira, no Joia da Princesa, em Feira de Santana.

 

Comandado por Guto Ferreira, o time terá algumas mudanças em relação ao jogo contra o Botafogo-PB, na última quinta (18). O zagueiro Lucas Fonseca, o volante Nilton e o atacante Edigar Junio serão poupados. A decisão faz parte do esquema de rodízio do elenco. Segundo Guto Ferreira, a tática levara o Esquadrão de Aço a uma "temporada sustentável".

 

"A gente vai manter a estratégia da melhor maneira possível. Não vamos fazer matemática: tira 11, bota 11. Em alguns momentos, vai ocorrer. Mas temos que fazer algo que faça com que essa sequência seja quebrada. Vamos administrar os jogadores que temos, de maneira que sempre exista o jogo e o descanso. No setor que tiver um só para repor, vamos ter que rodar, vai jogar só 45, e não 90. Vamos criar situações que já mostraram serem efetivas olhando para frente, que dão resultado, não só dentro de campo, mas é também um trabalho preventivo para que a equipe tenha uma temporada sustentável, para que você não gaste todo seu combustível e tenha que trocar de carro. Aí o cara começa com lesão, lesão, baixa a qualidade física dele, o grupo sente, você não preparou o reserva para jogar, aí ele também não está confiante. A medida que você trabalha valorizando todo mundo, eles estão atentos e esperando o momento. As trocas passam a conseguir manter resultados", explicou.

 

Dono da casa e campeão do ano de 2011, o Bahia de Feira quer surpreender. Para isso, conta com nomes conhecidos no estado, como o técnico Quintino Barbosa e o volante Fausto, que vai disputar a sua 12ª edição seguida do Baianão.

 

"Desde 2007 que disputo Campeonato Baiano. A primeira vez foi com o Bahia. A expectativa é grande. Toda a estreia para mim é uma coisa nova e as esperanças se renovam. É uma nova família, com novos sonhos e projetos. Esperamos fazer um grande campeonato", disse o atleta, em entrevista ao Bahia Notícias.

As equipes se enfrentam às 16h (horário de Salvador).

 

FICHA TÉCNICA
Bahia de Feira x Bahia
Campeonato Baiano - 1ª rodada

Local: Joia da Princesa, em Feira de Santana
Data: 21/01/2018
Horário: 16h(de Salvador)
Árbitro: Gleidson Santos Oliveira
Assistentes:  Elicarlos Franco de Oliveira e Jucimar dos Santos Dias.

 


Bahia de Feira: Jair; Ivan, Brunão, Menezes e Alex Cazumba; Fausto, Gil, Jarbas, Naldo e Bruninho; Robert.Técnico: Quintino Barbosa.

 


Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Tiago, Rodrigo Becão e Léo; Edson, Elton e Régis; Zé Rafael, Elber e Hernane. Técnico: Guto Ferreira.

Sábado, 20 de Janeiro de 2018 - 13:30

Lucas Fonseca, Nilton e Edigar Junio não enfrentam o Bahia de Feira

por Ulisses Gama

Lucas Fonseca, Nilton e Edigar Junio não enfrentam o Bahia de Feira
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

Após o treinamento deste sábado (20), no Fazendão, o Bahia divulgou a lista de jogadores relacionados para enfrentar o Bahia de Feira, neste domingo (21), em Feira de Santana, pela primeira rodada do Campeonato Baiano.

 

A lista de 21 jogadores convocados pelo técnico Guto Ferreira não terá o zagueiro Lucas Fonseca, o volante Nilton e o atacante Edigar Junio, poupados. O goleiro Rafael Santos e o meia Felipe, por outro lado, são as novidades.

 

Confira a lista:

Goleiros: Anderson, Douglas e Rafael Santos
Laterais: João Pedro, Léo, Mena e Nino Paraíba
Zagueiros: Everson, Rodrigo Becão e Tiago
Meio-campistas: Edson, Elton, Felipe, Luis Fernando, Marco Antônio, Régis, Vinicius e Zé Rafael
Atacantes: Élber, Hernane e Júnior Brumado

Sábado, 20 de Janeiro de 2018 - 12:55

Bahia anuncia o volante Gregore e o atacante Kayke

por Ulisses Gama

Bahia anuncia o volante Gregore e o atacante Kayke
Foto: Divulgação / EC Bahia

O Bahia confirmou no início da tarde deste sábado (20) a contratação de mais dois jogadores para o seu elenco. O volante Gregore e o atacante Kayke chegam ao Esquadrão por empréstimo junto ao São Carlos e o Yokohama Marinos, respectivamente, até o fim da temporada. Gregore, de 23 anos, se destacou pelo Santos B na Copa Paulista e no Campeonato Brasileiro de Aspirantes. Natural de Juiz de Fora (MG), o meio-campista foi revelado no projeto Atleta Cidadão, de São José dos Campos (SP). Mais experiente, Kayke, de 28 anos, acumula passagens por ABC, Flamengo e Santos. Na última temporada, pelo alvinegro do litoral paulista, atuou em 42 partidas e marcou nove gols.

Sábado, 20 de Janeiro de 2018 - 00:00

Você lembra? Ele colocou Daniel Alves no banco e agora torce pelo Jequié no Baianão

por Matheus Caldas / Ulisses Gama

Você lembra? Ele colocou Daniel Alves no banco e agora torce pelo Jequié no Baianão
Mantena exibe camisa do Jequié em seu bar | Foto: Matheus Caldas /Bahia Notícias

As camisas de Bahia e Jequié expostas nas paredes do bar do Mantenna, no bairro de Pituaçu, em Salvador, evidenciam o ar futebolístico que toma conta do local. Em pouco tempo, o mais desavisado desconhecedor do futebol é apresentado à história do "homem que colocou Daniel Alves no banco". E a apresentação, geralmente, é feita justamente por Mantena, cujo nome é emprestado para nomear o estabelecimento que é dono, e ex-jogador de futebol que chegou a deixar o titular da Seleção Brasileira e ídolo do Barcelona esquentando o banco de reservas do Esquadrão, no início dos anos 2000. Hoje empreendedor, ele lembra de uma das histórias que marca sua carreira, mas trata de falar sobre um dos seus amores no futebol: o Jequié, clube que o revelou, no final dos anos 1990.

“Se não fosse o Jequié, o Mantena não ia existir. Eu acho que, aquela vontade, aquele menino que surgiu, que trabalhava numa feira livre no Jequié, ter a oportunidade de jogar pelo Bahia... Isso é uma coisa que não consigo explicar. Agradeço muito ao Jequié por isso”, agradeceu, em entrevista ao Bahia Notícias.

No final da Série B do Campeonato Baiano do ano passado, quando a ADJ, como é chamado o clube, venceu o PFC Cajazeiras por 4 a 1, no estádio de Pituaçu, a torcida desceu em peso para o bar de Mantena. Ele recorda este momento com alegria. “Ano passado fiquei muito feliz com a vinda de quase todos os torcedores que vieram ao jogo e bateram papo comigo. O prefeito, o secretário de esportes, os vereadores... Encontrei alguns meninos que jogaram comigo lá no Jequié. Eu já falei que, quando o Jequié vier de novo, vamos fechar o bar só para os torcedores. Se não fosse o Jequié, eu não teria conhecido nem Salvador”, destaca.

A história de Mantena no futebol começou, inclusive, num confronto contra o Bahia, quando foi descoberto. O Jequié sofreu uma goleada por 4 a 1, no Parque Santiago, estádio do Galícia. No entanto, ele, e o companheiro de time Paulo Roberto, foram chamados para fazer um teste no Fazendão. Ele tem esse momento como emocionante, sobretudo pelas dificuldades que passou durante a viagem para atuar na partida. Sem ônibus para transportar os jogadores, foi preciso alugar um micro-ônibus. No caminho para o jogo, houve apenas uma parada para fazer um lanche. “Na preleção, o técnico falou que a única coisa que a gente tinha que fazer era jogar futebol. Ai eu comentei: ‘Como? Sem nada praticamente para se alimentar’. Era um jogo que poderia mudar a vida de dois ou três, como mudou a minha. A gente tomou 4 a 1 e, mesmo assim, alguém me viu. Eu e Paulo Roberto”, lembra. “O Bahia mandou na época uns 30 pares de chuteiras, bolas... Isso ficou na minha mente. Essas bolas ajudaram muita gente na época. Teve até Igor que veio para o Vitória”, acrescenta.



Mantena exibe foto de quando atuava no Jequié | Foto: Matheus Caldas / Bahia Notícias


Mantena chegou ao Bahia para jogar na base, em 1997. Ficou no clube até 2002. Ele foi bicampeão da Copa do Nordeste. Depois, rodou por Paysandu, Ponte Preta, Mogi Mirim e Inter de Limeira. Se aposentou m 2009, aos 35 anos. E com estilo. Marcou o gol que colocou o Madre de Deus na Série A do Baianão e, de quebra, conseguiu o título da divisão de acesso estadual.

Jequié no Baianão

Para a estreia do Jipão no Waldomiro Borges, Mantena promete estar presente. A partida será contra o Jacobina, pela segunda rodada, na próxima quarta-feira (24). “A torcida está muito motivada.. Vamos tentar ir para essa semifinal contra o Bahia. Isso marcaria muito. Mas eu torceria para o Jequié. É o time da minha cidade, eu gosto. Mas eu gosto muito do Bahia também. Tenho um carinho. Ficaria quase em cima do muro”, pondera.

Destaque do clube na Série B baiana, a torcida do Jequié também foi elogiada por Mantena. “O futebol baiano precisava do Jequié na primeira divisão. Temos alguns exemplos no interior. Você assiste algum jogo com 300, 400, ou 500 pessoas. Em Jequié, no mínimo, todo jogo é quatro, três mil pessoas. Vai ser difícil bater o Jequié lá. A torcida estava com saudade do futebol. Jequié é uma cidade carente por esporte. A volta do clube vai ser fantástica para a cidade”, afirma.

Para Mantena, a presença da agremiação na elite estadual também beneficiará toda a região. “Quando o Jequié volta à Série A depois de 20 anos, acredito muito que vai ser revelado muito mais jogadores ne região, que é rica em talentos. Precisávamos de um clube na primeira divisão para agregar isso aí. É para que eles tenham a oportunidade que eu tive de jogar contra o Bahia. Se isso não acontecesse, eu não vinha jogar pelo Bahia”, crê.


Bar tem camisas de Jequié e Bahia expostas | Foto: Matheus Caldas / Bahia Notícias


Relação com Daniel Alves

No início da carreira, como a maioria dos jogadores que sobem para o profissional, Daniel Alves teve dificuldades para conseguir chances no profissional. Mantena conta que, para o técnico Evaristo de Macedo promover o craque ao time principal, foi preciso que ele não tivesse condições de jogo. “O Daniel Alves menino era aquele menino que todos falavam que ia jogar. Só faltava o Evaristo colocar. Ele tinha um pouco de bloqueio com a base. Tanto que, no dia que ele jogou, eu ia jogar improvisado na direita. Eu era preparado para ser meia, mas sempre jogava improvisado na lateral. Ai o Evaristo me chamou no sábado e me perguntou se eu tinha condições de jogar. Eu disse que não. Ai ele disse: ‘Então vou colocar o juvenil ousado”. Era o Daniel Alves. Depois que ele jogou, ninguém nunca mais jogou no lugar dele”, brinca.

Atualmente no PSG, o Dani Alves rodou o mundo – atuou por Sevilla, Barcelona e Juventus. No entanto, sempre quando dá, ele aparece em solo baiano para visitar a família e amigos. No fim do ano passado, ele foi ao restaurante de Mantena junto aos familiares. O ex-jogador conta como foi a experiência. “O mundo dele é outro. A presença dele mexeu muito comigo. Eu fico muito feliz só de ele ter passado aqui, me dado um abraço. Isso é uma coisa fantástica”, conclui.


Daniel Alves em visita ao bar de Mantena | Foto: Arquivo pessoal

Sexta, 19 de Janeiro de 2018 - 20:45

Bahia anuncia empréstimo do volante Feijão ao CRB

por Ulisses Gama

Bahia anuncia empréstimo do volante Feijão ao CRB
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

O volante Feijão não vai permanecer no Bahia para a temporada de 2018. Nesta sexta-feira (19), o clube anunciou o empréstimo do atleta ao CRB até o dia 30 de novembro. No clube alagoano, o atleta revelado na base tricolor irá disputar o estadual, a Copa do Brasil e a Série B do Campeonato Brasileiro. Carismático, Feijão é um dos xodós da torcida, mas o desempenho em campo não vinha agradando. Em 96 partidas, foram três gols marcados, um deles marcou por ser o milésimo do clube em Campeonatos Brasileiros.

Sexta, 19 de Janeiro de 2018 - 17:15

'Pode ter certeza que vai ter muito trabalho', diz Grolli em apresentação

por Ulisses Gama

'Pode ter certeza que vai ter muito trabalho', diz Grolli em apresentação
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

Dedicação é o que não deve faltar da parte de Grolli. Ao menos é o que o zagueiro afirmou na parte desta sexta-feira (19), em sua apresentação oficial no Esporte Clube Bahia. Na entrevista coletiva, o defensor citou a história do clube e apontou a vontade de crescer junto com o Tricolor em seu projeto. "Oportunidade muito boa e única que apareceu em minha vida. Não é todo jogador que tem a oportunidade de vestir uma camisa com essa história, com essa tradição. Estou feliz. Já tinha um conhecimento sobre o clube. O Bahia ano passado fez um grande campeonato. Sabia da reestruturação do clube, das contratações que fizeram esse ano. Como sou um jogador que quer aparecer, vi um projeto desse tamanho... Pode ter certeza que vai ter muito trabalho. Temos que lugar para fazer um grande ano. Alegria, tudo se concretizou", projetou. Para ser titular da equipe, Douglas Grolli terá que vencer a disputa com Tiago e Lucas Fonseca, que se consolidaram na defesa desde o ano passado. "São grandes jogadores. Vou com calma, procurando espaço, trabalhando. São muitas competições no ano, todos poderão jogar. Todos terão oportunidade. E quando tiver tem que estar o melhor possível. Clube que quer ser vencedor precisa ter elenco forte, e o Bahia tem vários bons jogadores à disposição para cada posição. A equipe que está montando esse ano tem tudo para colher grandes frutos", indicou. O novo zagueiro já está regularizado na Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e pode enfrentar o Bahia de Feira no próximo domingo (21), em Feira de Santana, pela primeira rodada do Campeonato Baiano.

Bahia de Feira x Bahia: Gleidson Santos Oliveira apita o jogo
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

A Federação Bahiana de Futebol (FBF) divulgou na última quinta-feira (19) a escala de arbitragem do jogo entre Bahia de Feira e Bahia, pela primeira rodada do Campeonato Baiano. 

 

O experiente Gleidson Santos Oliveira, da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), será o árbitro principal. Ele será auxiliado por Elicarlos Franco de Oliveira e Jucimar dos Santos Dias.

 

As equipes se enfrentam no próximo domingo (21), às 16h (horário de Salvador), no estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana.

Sexta, 19 de Janeiro de 2018 - 02:41

Veja o gol de Bahia 0 X 1 Botafogo (PB)

Quinta, 18 de Janeiro de 2018 - 23:55

Guto Ferreira aponta superioridade física do Botafogo-PB: 'Estavam soltos'

por Ulisses Gama

Guto Ferreira aponta superioridade física do Botafogo-PB: 'Estavam soltos'
Foto: Max Haack / Ag Haack / Bahia Notícias

O Bahia foi surpreendido pelo Botafogo-PB nesta quinta-feira (18), na Arena Fonte Nova, pela primeira rodada da Copa do Nordeste. Após a partida, o técnico Guto Ferreira voltou a citar o tempo maior que o adversário teve para trabalhar e destacou a superioridade física que os jogadores do Belo mostraram no primeiro tempo do jogo, que foi suficiente para decretar o placar em 1 a 0.

 

"Não gosto de colocar desculpas. Ninguém quer saber das desculpas e sim de resolver problemas e estamos aqui para resolver problemas. O Botafogo terminou a Sèrie C em outubro, folgou em novembro e em dezembro tava trabalhando. Quando começamos a trabalhar em 4 de janeiro, eles estavam em duas ou três partidas amistosas. Ficou evidente no início do jogo eles mais soltos que a nossa equipe. Tivemos resistência, nível de força e corremos até o final. Mas na parte de velocidade das ações, eles estavam mais rápido. Nosso time estava em um processo lento e carece de entrar no ritmo de jogo. Tivemos cinco estreia e quando Elton entrou em campo foi a sexta estreia. Temos muito o que melhorar, mas tivemos coisas boas e algumas situações não foram melhores pelo erro que tivemos no primeiro gol. Criamos algumas chances ali, mas o goleiro foi feliz em algumas delas e outras não fomos felizes", explicou.

 

Guto se estendeu a falar sobre o fato de ter boa parte de estreantes na equipe e pregou repetição nos trabalhos para que as questões de entrosamento evoluam no time tricolor.

 

"A primeira coisa básica é a parte física. Junto com isso, a medida que eles estão bem, você pode trabalhar situações para organizar. Tivemos seis jogadores que transitam de um ano para outro e quatro novos. A gente tem que trabalhar, repetir, repetir, e logo começamos a entrosar. Precisamos disso o quanto antes", indicou.

 

Após o revés no regional, o Esquadrão agora mira as atenções para o Baianão 2018. O jogo de estreia no estadual será no próximo domingo (21), contra o Bahia de Feira, no estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana.

Quinta, 18 de Janeiro de 2018 - 23:25

Léo valoriza estreia pelo Bahia, mas lamenta derrota: 'Saio chateado'

por Ulisses Gama

Léo valoriza estreia pelo Bahia, mas lamenta derrota: 'Saio chateado'
Foto: Max Haack / Ag Haack / Bahia Notícias

O jovem lateral esquerdo Léo teve a oportunidade de começar a temporada de 2018 como titular do Bahia. A felicidade dele, no entanto, parou por aí. Dentro de campo, a sua equipe perdeu para o Botafogo-PB por 1 a 0 na Arena Fonte Nova, pela primeira rodada da Copa do Nordeste. 

 

"Fiquei contente com a estreia. No começo a gente sente um pouquinho, até porque foi o primeiro jogo. Até adaptar é complicado. Estou feliz pela atuação, mas triste pelo resultado. Queria estrear com um resultado positivo. Saio um pouco chatado", disse, em entrevista à Rádio Metrópole. 

 

Pela Copa do Nordeste, o Tricolor volta a jogar no próximo dia 30 de janeiro, contra o Altos-PI, em Teresina. O "primeiro turno" do grupo C será fechado contra o Náutico, no dia 22 de fevereiro, novamente na Arena Fonte Nova.

Histórico de Conteúdo