Bahia

E. C. Bahia


Titulares em 2010 aprovam nome e fazem lobby por Márcio Araújo no Bahia

Márcio Araújo desde que saiu do São Caetano, em 2012, nunca mais treinou uma equipe de futebol. Com o nascimento do filho, o terceiro dele, ele optou por acompanhar o crescimento do garoto e não aceitar convites para dirigir equipes do futebol brasileiro. Uma decisão que, de acordo com o treinador, ele não se arrepende.

Veja mais

Vitoria

E. C. Vitória


Richarlyson sente dores na coxa e será reavaliado na quarta-feira

Preocupação para o técnico Jorginho. Após o treino da tarde desta terça-feira (29), o volante Richarlyson se queixou de dores na parte interna posterior da coxa e foi atendido por Rodrigo Vasco da Gama, médico do clube.

Veja mais

Entrevistas

Adailton fala sobre amor pelo Bahia, concentração, racismo e Marquinhos Santos

O Bahia Notícias traz como entrevistado da Coluna Esportes o zagueiro Adailton, de 31 anos. O defensor, um dos reforços do Bahia no período da Copa do Mundo, está de volta ao futebol brasileiro após um longo período na Europa, entre Suíça e França. Revelado pelo Vitória, o reforço tricolor admite ser torcedor do Bahia desde a infância e fala sobre diversos outros assuntos, inclusive ser a favor da concentração. Adailton também fala sobre o trabalho de Marquinhos Santos, os melhores treinadores que teve na carreira e o preconceito que enfrentou nos primeiros anos longe do Brasil.

Veja mais

Curtas do Esporte

Curtas do Esporte

O quase-ex-boleiro Arlindo de Almeida volta com polêmicas no Curtas de Esporte. Por que certos setoristas do Vitória têm passe livre e outros não têm? E por que nenhum deles tem direito a lanche durante os treinos da manhã? E mais: no Bahia, tem mutirão de processos trabalhistas! Confira nas Curtas e Venenosas do Esporte!

Veja mais

Terça, 29 de Julho de 2014 - 18:40

Charles dedica tarde de treinamento às finalizações

por Felipe Santana

Charles dedica tarde de treinamento às finalizações
Foto: Divulgação
Se tem uma coisa que Charles Fabian entende muito bem, e não é de agora, é conhecer o caminho do gol adversário. Então, aproveitando toda sua experiência e qualidade, na tarde desta terça-feira (29), o técnico interiono aproveitou o segundo treino do dia para realizar um trabalho de finalizações com o elenco do Bahia.
 
Um dos 20 maiores artilheiros da história com clube, com 69 gos, Charles Fabian comandou uma atividade voltada para aprimorar o poder de finalização dos jogadores, seja através dos chutes ou cabeçada. 

No trabalho com bola, realizado em apenas uma das metas do campo principal do Fazendão, Charles exigiu que os homens de criação e laterais fossem os responsáveis pelos cruzamentos e assistências para os demais integrantes do grupo finalizar ao gol.

O atacante Rhayner, pelo segundo dia consecutivo, não apareceu no campo. Com dores musculares o jogador deu continuidade ao tratamento médico e virou dúvida para o jogo contra o Palmeiras.

Nesta quarta-feira (30), no período da tarde, Charles Fabian deve pela primeira vez dar pistas da equipe que pode enfrentar o time paulista, já que o novo comandante ainda não foi oficializado pela direção do clube.

Comentar

   

Terça, 29 de Julho de 2014 - 17:23

Diretor de futebol do Bahia: Pastana será apresentado nesta quarta

por Felipe Santana

Diretor de futebol do Bahia: Pastana será apresentado nesta quarta
Foto: Divulgação
Oficialmente, como prometido em nota ao informar a demissão do ex-gestor Ocimar Bolicenho, a diretoria do Bahia só vai apresentar à imprensa os novos membros do departamento de futebol na tarde desta quarta-feira (30), no Fazendão. Mas, antes disso, os torcecores já sabem quem serão os responsáveis.
 
Como antecipado pelo Bahia Notícias, no início da manhã desta terça-feira (29), o agora ex-direito de futebol do Figueirense, Rodrigo Pastana, aceitou o convite da direção do Bahia e aceitou assumir o departamento do esquadrão. Na primeira vez que negociaram, em março, o também ex-dirigente do Criciúma e Paraná optou por permanencer no Figueirense.
 
Nesta quarta-feira (30), em entrevista coletiva, Rodrigo Pastana será apresentado oficialmente ao lado do gerente de futebol Marcus Vinícius, com quem ele trabalhou na equipe do Criciúma no ano passado.

O clube, oficialmente, não confirma. Mas, em entrevista na Rádio CBN/Diário, de Santa Catarina, Rodrigo Pastana anunciou que será o responsável pelo departamento de futebol do clube baiano.

"Eu fui meio pego de surpresa. Eles já tinham feito o mesmo convite em abril, eu optei por não ir. Dessa vez até para tirar um pouco a pressão do Figueirense, sobre uma pessoa e não sobre o clube, tenha certeza, pois eu acredito que os resultados virão, eu optei por aceitar o meu desligamento e aceitei o convite do Bahia agora", afirmou.

A primeira missão do novo gestor é, o mais rápido possível, concretizar a chegada da nova comissão técnica para dirigir o time diante do Palmeiras, no próximo domingo (3), em São Paulo.

Comentar

   

Terça, 29 de Julho de 2014 - 17:03

Titulares em 2010 aprovam nome e fazem lobby por Márcio Araújo no Bahia

por Felipe Santana

Titulares em 2010 aprovam nome e fazem lobby por Márcio Araújo no Bahia
Foto: Renê, ex-goleiro, aprova nome | Marcelo Oliveira
Márcio Araújo desde que saiu do São Caetano, em 2012, nunca mais treinou uma equipe de futebol. Com o nascimento do filho, o terceiro dele, ele optou por acompanhar o crescimento do garoto e não aceitar convites para dirigir equipes do futebol brasileiro. Uma decisão que, de acordo com o treinador, ele não se arrepende.
 
O período de inatividade à beira do campo, para alguns diretores do Bahia, é o grande empecilho na contratação do ex-treinador do clube, que comandou o time no retorno à elite do futebol brasileiro em 2010. Por que, por exemplo, na parte financeira, ele custaria ao clube metado do exigido por Gilson Kleina. Ex-goleiro do Bahia, titular com Márcio Araújo naquela segunda divisão, Renê considera a contratação uma excelente ideia do novo departamento de futebol tricolor que, para ele, 'acertaria na mosca', com o nome do ex-comandante. Renê, inclusive, ignora o fato de Araújo está dois anos parado. 

O tempo fora de um clube para o treinador, segundo Renê, é completamente diferente de um atleta está sem atuar. "Treinador parado é diferente de um jogador. Ele está parado, mas respira o futebol. Empregado ele assistia os jogos 4 ou 5 vezes, imagine agora. Ele não está parado porque nunca deixou de respirar o futebol. É um cara antenado e tem muito para agregar", ressaltou ao Bahia Notícias.
 
Com a suspensão de Renê no doping, a missão de fechar o gol ficou sob responsabilidade de Omar, que até hoje faz parte do elenco profissional do Bahia. O goleiro é outro jogador que só vê lado bom na possível contratação de Márcio Araújo pelo tricolor. "Eu tenho certeza que ele tem o nome aprovado aqui no Bahia e em qualquer outro lugar. Eu posso falar, com toda certeza, que foi um dos melhores eu trabalhei como pessoa e profissional", exaltou ao Bahia Notícias.

Hoje, emprestado pelo tricolor ao Náutico, o volante Marcone foi titular em quase toda competição sob comando de Márcio Araújo. Mesmo distante, mas pensando de certa maneira no clube que o revelou para o futebol brasileiro, o jogador da equipe pernambucana acredita que a postura de Márcio Araújo, fora parte tática, foi fundamental para manter o grupo focado e conquistar o acesso.

"Quanto ao extra-campo ele é aprovado. Sabe lidar com o grupo, e isso foi uma das coisas que fizeram o Bahia chegar lá cima", destacou.

Com a alta pedida de GIlson Kleina e a decisão de Enderson Moreira em 'descansar', após a demissão no Grêmio, o nome de Márcio Araújo ganha cada vez mais força no Fazendão para ocupar o posto de treinador.

Comentar

   

Terça, 29 de Julho de 2014 - 11:06

Sem Rhayner, elenco do Bahia trabalha parte técnica

por Felipe Santana

Sem Rhayner, elenco do Bahia trabalha parte técnica
Foto: Divulgação
Sem poder contar com a presença do atacante Rhayner, mais uma vez reclamando de dores musculares, o técnico interino Charles Fabian comandou o segundo treinamento com bola da semana no Fazendão.
 
Inicialmente, enquanto Rhayner realizava tratamento médico, o treinador Charles Fabian reuniu os jogadores para uma longa conversa, para logo depois dar início ao exaustivo trabalho técnico no campo principal do Fazendão.

Em campo apenas uma novidade. O zagueiro Demerson, recuperado de lesão e retornando de suspensão, participou normalmente e está apto para voltar ao time no domingo (3), contra o Palmeiras, no Pacaembu.

Charles Fabian, por quase duas horas, dividiu o grupo de jogadores em quatro equipes que, em campo reduzido, se enfrentaram no primeiro momento. Depois, o técnico orientou os atletas em um trabalho para aprimorar o passe.

O argentino Maxi Biancucchi, após ter o carro apedrejado, esteve no Fazendão e treinou normalmente ao lado dos companheiros. 
No período da tarde, às 15h, os jogadores voltam a trabalhar

Comentar

   

Terça, 29 de Julho de 2014 - 10:07

No Twitter, mulher de Maxi Biancucchi critica vandalismo: 'Foi criminal'

por Felipe Santana

No Twitter, mulher de Maxi Biancucchi critica vandalismo: 'Foi criminal'
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
Revoltada com o ato de vandalismo direcionado ao atacante Maxi Biancucchi, que teve o carro apedrejado após o treinamento com bola desta segunda-feira (28), na porta do Fazendão, a esposa do jogador Jazmin Luraghi usou seu perfil no Twitter para falar sobre o que aconteceu com o argentino e reclamar do comportamento adotado por supostos torcedores.
 
Jazmin, em um recado de desabafo, acusou a atitude do grupo como 'criminal'.

"Eu entendo desconformidade e manifesto de parte de torcedores... Mais não atos de vandalismo isso não pode acontecer com ninguém
nunca, ninguém merece! Isso não é torcer. Isso foi criminal", escreveu.

Maxi Biancucchi, apontado e contratado para ser um dos principais nomes do Bahia, não conseguiu repetir no Fazendão, por exemplo, as boas atuações realizadas no Vitória na temporada passada.
 
 

Ela, ainda assim, no mesmo texto que recriminou o ato contra o jogador, não falou ou especulou uma possível saída do marido. Saiu em defesa de Maxi e disse que acredita na volta por cima dele dentro de campo.

"Eu sei com fé em Deus que ele dará a volta por cima", postou.

No jogo contra o Internacional, na última rodada, Maxi Biancucchi não atuou por conta de uma amigdalite, mas está recuperado e treinando normalmente.

Comentar

   

Terça, 29 de Julho de 2014 - 09:23

Após onda de vandalismo, Fazendão amanhece com segurança reforçada

por Felipe Santana

Após onda de vandalismo, Fazendão amanhece com segurança reforçada
Foto: Felipe Santana / Bahia Notícias
Depois de uma segunda-feira (28) marcada por atos de vandalismo, praticados por um grupo ainda não identificado, o Fazendão amanheceu com a segurança reforçada na entrada principal, única que permite o acesso dos funcionários e atletas ao CT do Esporte Clube Bahia. Cerca de uma hora antes do horário previsto para atividade da manhã desta terça-feira (29), de novo comandada pelo interino Charles Fabian, duas viaturas da Polícia Militar já estavam estacionadas na porta do Fazendão para passar segurança a todos que se dirigiam ao local e evitar novas ações como as que aconteceram nesta segunda, quando o muro do CT foi pichado com frases como "Acabou a Paz" e "Não aguentamos mais isso" e o carro do atacante Maxi Biancucchi foi apedrejado. O jogador do tricolor baiano, ao lado do departamento jurídico do clube, vai registrar queixa sobre o ocorrido no final da manhã desta terça-feira (29), após o treinamento com bola.

Comentar

   

Terça, 29 de Julho de 2014 - 07:00

Rodrigo Pastana, do Figueirense, deve ser o novo gestor de futebol do Bahia

por Felipe Santana

Rodrigo Pastana, do Figueirense, deve ser o novo gestor de futebol do Bahia
Foto: Maurício Vieira / Agencia RB
O clima de paquera entre os membros da diretoria do Esporte Clube Bahia e o gestor de futebol Rodrigo Pastana parece ter se transformado, finalmente, em um casamento oficial. Isso porque, apesar do clube não divulgar oficialmente, o diretor de futebol do Figueirense deve trocar Santa Catarina pela Bahia nos próximos dias.
 
Hoje, gestor de futebol do time catarinense, Rodrigo Pastana é o mais cotado para ocupar a vaga de Ocimar Bolicenho, demitido pela diretoria do clube na manhã desta segunda-feira (28), através de um comunicado oficial.

O diretor do Figueirense, de 38 anos, deve ter a contratação oficializada nesta quarta-feira (30), quando será apresentado oficialmente à imprensa ao lado do também novo gerente de futebol, Marcus Vinícius, com quem ele trabalhou no Criciúma em 2003. A chegada de Marcus Vinícius, inclusive, tem aval do ex-gestor Ocimar e do novo Pastana.

No mês de março, após a saída do então diretor William Machado, o nome de Rodrigo Pastana foi muito bem aceito pela diretoria tricolor. O gestor esteve em Salvador, conheceu o clube, mas desistiu do negócio ao voltar para Santa Catarina. Na época, em virtude da reta final do Campeonato Catarinense, ele considerou injusto deixar o clube na mão.

Recentemente, o provável novo diretor de futebol do Bahia foi alvo de uma polêmica. O experiente Marcos Assunção, deixar o Figueirense, fez duras críticas ao então gestor, inclusive, o chamando de 'safado' nas redes sociais.

Rodrigo tem passagens por diversos clubes do futebol brasileiro. Por cinco anos, no Grêmio Barueri, ele foi escolhido para desempenhar a
função de gerente de futebol, na sua primeira experiência em clube profissional.

Passou poucos meses no Goiás, em 2011, e no ano seguinte integrou a diretoria de futebol do Criciúma, ocupando o posto de executivo, quando a equipe foi vice-campeã da Série B de 2012. No ano passado, Rodrigo trocou o Criciúma pelo Figueirense. Advogado, Rodrigo Pastana é um dos sócios fundadores da Associação Brasileira de Executivos de Futebol (ABEX), ao lado do ex-gerente de futebol do Bahia, Cícero Souza, e teve rápida passagens pelo Cuibá, Cascavel e São José.

Comentar

   
1º dia da semana tricolor teve direito a muro pichado, carro apedrejado e diretor demitido
Foto: Felipe Santana / Bahia Notícias
O final de semana do Esporte Clube Bahia não foi dos melhores. Derrota para o Internacional por 1 a 0, na Arena Fonte Nova, sequência ampliada para nove rodadas sem vencer no Campeonato Brasileiro da Série A e o anúncio da saída de dois funcionários: o treinador Marquinhos Santos e o gerente de futebol Cícero. Se o fim de semana foi ruim, o início da nova semana foi ainda pior. Logo pela manhã, para surpresa de muitos, a negociação com o técnico Gilson Kleina emperrou na pedida salarial do profissional. Horas depois foi a vez do diretor de futebol Ocimar Bolicenho, até então responsável por trazer um novo comandante, ter a demissão anunciada através de nota oficial. Era apenas o começo de um dia pra lá de tumultuado. No início da tarde, minutos antes do primeiro treinamento com bola da semana, um torcedor mascarado pichou o muro do Fazendão e colocou as seguintes frases: 'Acabou a paz' e 'Não aguentamos mais isso'. Para completar, no momento que os jogadores deixavam o Fazendão, um grupo de vândalos cercou o veículo do atacante Maxi Biancucchi e apedrejou o automóvel do argentino. Após um dia turbulento, os atletas do Bahia se reapresentam na manhã desta terça-feira (29), mais uma vez sob comando do interino Charles Fabian. Enquanto isso, fora das quatro linhas, a diretoria segue em busca de um novo gestor de futebol e também do treinador.

Comentar

   

Segunda, 28 de Julho de 2014 - 18:52

Grupo protesta e apedreja carro de Maxi na porta do Fazendão

por Felipe Santana

Grupo protesta e apedreja carro de Maxi na porta do Fazendão
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
Antes do treino, na chegada ao Fazendão, jogadores e profissionais que frequentam o local foram surpreendidos com o muro do CT pichado por um torcedor, mascarado, que colocou frases como 'Acabou a Paz' e 'Não aguentamos mais isso', todas referentes ao atual momento do grupo no Campeonato Brasileiro. O pior estava por vir. Depois da atividade, quando os jogadores deixavam o Fazendão em carros particulares, um grupo de torcedores iniciou uma série de protestos no portão principal, e única saída para automóveis do local de trabalho. Um dos maiores alvos do grupo de torcedores foi o atacante Maxi Biancucchi. O argentino, contratado com um dos principais nomes do elenco para 2014, teve o carro apedrejado pelo grupo e foi obrigado a ouvir muitos desáforos e palavrões.

Comentar

   

Segunda, 28 de Julho de 2014 - 16:53

Charles Fabian comanda coletivo entre os reservas no Fazendão

por Felipe Santana

Charles Fabian comanda coletivo entre os reservas no Fazendão
Foto: Divulgação
No campo, sob comando do técnico interino Charles Fabian, apenas os reservas treinaram com bola. Do lado de fora, quase todos os membros da diretoria executiva, incluindo o presidente Fernando Schmidt, acompanham ao primeiro trabalho com bola da semana realizado na tarde desta segunda-feira (28).
 
O ídolo tricolor, que também é comandante do time sub-20, realizou um treinamento coletivo com envolvendo os jogadores reservas, não relacionados para partida contra o Internacional e três garotos da base: Lourival, Fernandes e Lucas.

A boa notícia do dia ficou por conta do retorno do argentino Maxi Biancucchi, liberado pelo departamento médico, e do zagueiro Demerson. O defensor, porém, fez apenas um intenso trabalho físico e técnico do lado de fora do campo principal do FAzendão.

Dentro das quatro linhas, Charles Fabian assistiu ao coletivo que terminou 3 a 1, com dois gols de Emanuel e um de Marcos Aurélio. O time principal teve Douglas; Diego Macedo, Lucas Fonseca, Robson e Guilherme Santos; Fahel, Rafael Miranda, Emanuel Biancucchi e William Barbio; Maxi e Marcos Aurélio. 

O segundo time atuou Guido; Galhardo, Fernandes, Lucas e Raul; Feijão, Pittoni e Railan; Rafinha, Lourival e Jeam.

Os jogadores que atuaram mais de 45 minutos contra o Internacional, neste final de semana, fizeram um trabalho na sala de musculação e
depois desceram para dar voltas ao redor do campo.

Comentar

   

Segunda, 28 de Julho de 2014 - 15:54

Ex-diretor de futebol, Bolicenho fala sobre demissão: 'Não esperava'

por Felipe Santana

Ex-diretor de futebol, Bolicenho fala sobre demissão: 'Não esperava'
Foto: Reprodução / EPTV
A diretoria do Bahia, de maneira surpreendente, no final da manhã desta segunda-feira (28), anunciou que além do gerente de futebol Cícero Souza, e do treinador Marquinhos Santos, o diretor de futebol Ocimar Bolicenho também estava fora dos planos do clube para o restante da temporada de 2014.
 
Apesar da demissão mais cedo, o agora ex-diretor de futebol do Bahia estava no Fazendão no período da tarde, enquanto os atletas participavam do primeiro treinamento com bola da semana, sob comando do treinador interino Charles Fabian.
 
Ocimar Bolicenho, que estava em contato direto com o treinador Gilson Kleina, um dos cotados para substituir Marquinhos Santos, se mostrou surpreso com a decisão da diretoria e ao mesmo tempo dececpcionado.
 
"Fui pego de surpresa, né? Eu realmente não esperava", contou.
 
O ex-diretor, inclusive, admitiu que até o final da noite deste domingo (27), um dia depois da saída de Marquinhos Santos, estava em busca e realizando conversas para concretizar a chegada do novo comandante tricolor.
 
"Eu, até ontem (domingo), achava que estava negociando. Mas, é vida que segue. Não a foi a primeira vez que isso acontece e não será a última", lamentou.

Comentar

   

Segunda, 28 de Julho de 2014 - 15:45

Semana tricolor começa com muro do Fazendão pichado

por Felipe Santana

Semana tricolor começa com muro do Fazendão pichado
Fotos: Felipe Santana / Bahia Notícias
A série de resultados ruins no Campeonato Brasileiro da Série A, aliada ao time estar na zona do rebaixamento, foram determinantes para que um grupo de torcedores aparecessem no Fazendão e deixassem marcas, através da pichação, no muro do Centro de Treinamentos.
 
Com frases como 'Não aguentamos mais' e 'Acabou a paz', um grupo de torcedores no início da tarde desta segunda-feira (28) esteve na porta do Fazendão para protestar contra o atual momento do clube na temporada.
 
 
Segundo informações de moradores, em contato com o Bahia Notícias, um carro com três torcedores parou na frente do Fazendão, logo depois do almoço. Um deles, mascarado, desceu e rapidamente escrever as frases de protestos no muro do CT.
 
Em uma das paredes, o torcedor também escreveu:
 
"Chega com isso", se referindo ao péssimo momento da equipe no Brasileirão.

Comentar

   

Segunda, 28 de Julho de 2014 - 12:37

Bahia anuncia saída do diretor de futebol Ocimar Bolicenho

por Felipe Santana

Bahia anuncia saída do diretor de futebol Ocimar Bolicenho
Foto: Divulgação
A série de mudanças no departamento de futebol do Bahia continua. Depois do gerente de futebol Cícero Souza e do treinador Marquinhos Santos, o clube anunciou a saída do diretor Ocimar Bolicenho, no final da manhã desta segunda-feira (28).
 
O departamento de comunicação do clube, em nota oficial, informou que a modificação no comando do futebol do clube faz parte de uma reestruturação.
 
"Resolvemos promover essa reestruturação aproveitando a chegada do treinador e o momento vivido pela equipe. Temos potencial para uma campanha bem superior à qual estamos fazendo", afirmou o presidente Fernando Schmidt.
 
O novo diretor de futebol do Bahia, não revelado pelo clube, será apresentado oficialmente à imprensa na próxima quarta-feira (30). 
 
O clube, no comunicado à imprensa, afirmou que o novo gestor já está contratado e participando diretamente da contratação do novo treinador que assumirá o time no decorrer da semana, e vai estrear contra o Palmeiras.
 
Além do novo diretor, o Bahia vai oficializar a chegada do gerente de futebol Marcus Vinícius, ex-Criciúma.

Comentar

   
Especulado, Márcio Araújo se coloca à disposição do Bahia: 'Da minha parte tem o interesse'
Foto: Romildo de Jesus
Com a dificuldade em acertar os detalhes financeiros para contratação de GIlson Kleina, o departamento de futebol do Bahia segue em busca de outras opções no mercado para preencher a vaga de treinador da equipe para o restante da temporada de 2014.

Um dos nomes citados, por exemplo, é velho conhecido do torcedor do Bahia. Comandante da equipe no retorno à elite do futebol brasileiro em 2010, o treinador Márcio Araújo conversou o com o Bahia Notícias, na manhã desta segunda-feira (28), e não descartou a possibilidade de retornar ao Fazendão. Pelo contrário.

Para ele, que em todo momento fez questão de ressaltar o carinho pela torcida tricolor, a oportunidade de dirigir o tricolor baiano mais uma vez seria 'bom demais'.

"Hoje, pelo que acompanho, percebo que a prioridade do Bahia parece ser o Gilson Kleina. Mas, no que depender de mim, tenho total interesse em voltar. Por enquanto, entre mim e o Bahia, ainda não houve contatos", contou.

Márcio Araújo, após deixar o Bahia no início de 2011, trabalhou apenas no São Caetano por alguns meses e desde então está sem atuar como treinador. O técnico, ciente que o tempo parado o prejudica quanto à sua escolha, explicou o motivo do afastamento que, segundo ele, não tem apenas o lado negativo. O paulista, de 54, usou o período para, por exemplo, acompanhar jogos e observar novas filosofias de trabalho. Um dos jogos escolhidos por ele e sua comissão técnica foi a derrota do Bahia para o Fluminense por 1 a 0, na Arena Barueri.

"Eu sei que esse tempo parado prejudica, sim. Mas, neste tempo, ouvi muita gente falar sobre falta de mercado, que tinha parado, e não foi assim. Fiz uma escolha. Meu filho nasceu e, ao contrário dos outros dois, decidi acompanhar seu crescimento. Isso foi pra mim uma coisa fantástica", contou.

Sobre o Bahia, e seu atual momento, Márcio Araújo não escondeu o desejo de retornar ao Fazendão mesmo com o time na zona do rebaixamento. 

"Eu não vejo problema nenhum em voltar. Tenho um enorme carinho pelo Bahia, respeito, e foi onde tive um período espetacular. Não tem qualquer empecilho da minha parte. Vi ao último jogo também, onde o time foi mais ofensivo, e perdeu por uma infelicidade. Essas coisas acontecem no futebol. Mas, para entender o momento do time, é preciso analisar todos os elementos. Futebol não é só o que acontece no campo, é muito mais complexo", comentou.

Comentar

   

Segunda, 28 de Julho de 2014 - 10:27

Após falha e vaias da torcida, jogadores do Bahia defendem Marcelo Lomba

por Felipe Santana

Após falha e vaias da torcida, jogadores do Bahia defendem Marcelo Lomba
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
Foi uma situação inusitada. Em um chute despretensioso, e de muito longe, o goleiro Marcelo Lomba não teria muitas dificuldades para encaixar o arremate do lateral Wellington Silva. Não teria. Porque, ao tentar segurar a bola, o arqueiro tricolor falhou feio, deixou escapar e foi determinante para o resultado negativo diante do Internacional por 1 a 0, no último sábado (26), na Arena Fonte Nova.
 
Para o centroavante Kieza, que estreou pelo Bahia diante da equipe gaúcha, o lance que originou o gol colorado foi regado de muita sorte, e por isso não se pode culpar o goleiro Marcelo Lomba pelo revés.
 
"Tomamos um gol pela infelicidade e pela falta de sorte também", disse.
 
O volante Uelliton usou o mesmo discurso.
 
Em defesa do companheiro Marcelo Lomba, o camisa 8 do Bahia dividiu a culpa por mais uma rodada sem vencer e preferiu ignorar a falha do goleiro.
 
"Todo mundo é culpado por essa derrota, não adianta crucificar o Lomba. A gente jogou bem mas acabou tomando o gol", avaliou.

Comentar

   

Segunda, 28 de Julho de 2014 - 09:42

Marcus Vinícius, ex-Criciúma, será o gerente de futebol do Bahia

por Felipe Santana

Marcus Vinícius, ex-Criciúma, será o gerente de futebol do Bahia
Foto: Divulgação / Criciúma
Com o pedido de demissão do atual gerente de futebol Cícero Souza, que cumprirá o período de aviso prévio até o final do mês de julho, a diretoria do Bahia agiu rápido e já escolheu o nome do novo profissional para ocupar o cargo.

O novo gerente de futebol do Bahia, que chega a Salvador com indicação de Cícero Souza, além do consentimento do responsável pelo departamento de futebol Ocimar Bolicenho, será Marcus Vinícius Beck Lima.

Aos 34 anos, Marcus Vinícius estava disponível no mercado desde sua saída do Criciúma no final do ano passado, após mais de um ano atuando no departamento de futebol da equipe catarinense.

Com pós-graduação em psicologia do esporte, o novo gerente de futebol do Bahia atuou em outros dois clubes além do Criciúma: Paraná e Cascavel-PR.        

Comentar

   

Segunda, 28 de Julho de 2014 - 08:38

Gilson Kleina pede alto e Bahia segue em busca do novo treinador

por Felipe Santana

 Gilson Kleina pede alto e Bahia segue em busca do novo treinador
Márcio Aráujo. Foto: Correio*
Com a saída de Marquinhos Santos, o principal nome para assumir o cargo de treinador do Bahia, antes mesmo da demissão do agora ex-técnico, era de Gilson Kleina, demitido do Palmeiras no mês de abril.
 
Sábado (26), antes da derrota do tricolor baiano para o Internacional, em Salvador, o assessor do treinador confirmou ao Bahia Notícias que Bahia e Gilson Kleina estavam próximos de um acordo que, segundo ele, faltavam detalhes para ser concretizado.
 
O treinador, apesar de mostrar interesse em assumir o Bahia, disse que o assessor Rodolfo Machado, ainda que na função de assessor, não tinha autorização para falar sobre a conversa entre ele e os dirigentes do Bahia. "Eu conheço o Rodolfo Machado, mas não é ele que pode falar por mim. Quem tem autorização são Anderson (empresário) e o meu assessor. Fico lisonjeado com o interesse do Bahia, mas sempre primei pela ética. Jamais entraria em negociação com um clube que tem um profissional empregado", disse ao Globoesporte.com no sábado (26), antes da demissão de Marquinhos Santos.
 
Kleina, que era o principal nome da lista, causou surpresa aos diretores do Bahia depois da demissão de Marquinhos Santos. Procurado para oficializar o acordo, o ex-técnico do Palmeiras fez um pedido salarial que, hoje, não está nos planos do Bahia em arcar com uma comissão técnica. O valor foi considerado alto, o que até então fez a negociação não ser concluída. Ainda assim, as conversas não foram encerradas.
 
Além de Gilson Kleina, outros dois nomes aparecem como candidatos ao posto de Marquinhos Santos.
 
O primeiro deles, velho conhecido do torcedor do Bahia, é Márcio Araújo. Comandante da equipe no acesso à elite do futebol brasileiro em 2010, o treinador está desempregado há dois anos quando, por opção, decidiu usar o tempo para ficar próximo da família e esperar por um convite que o encantasse. O salário, até inferior ao que o Bahia pretende pagar, não é problema. No entanto, o tempo de inatividade não é bem visto pela liderança do clube.
 
O segundo nome, até de maneira surpreendente, é do agora ex-treinador do Grêmio, Enderson Moreira. Demitido na noite deste domingo (27), após perder para o Coritiba, o profissional foi um dos nomes procurados pelo Bahia antes de Marquinhos Santos, mas ele já havia aceitado comandar o projeto do tricolor gaúcho.
 
A definição do novo comandante deve sair ainda nesta segunda-feira (28).

Comentar

   

Segunda, 28 de Julho de 2014 - 07:49

Sem treinador, Bahia coloca Charles Fabian como interino

por Felipe Santana

Sem treinador, Bahia coloca Charles Fabian como interino
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
Enquanto busca um novo treinador, após a oficializar a demissão de Marquinhos Santos na noite do último sábado (26), o departamento de futebol do Bahia anunciou que o ídolo Charles Fabian ocupará o cargo de maneira temporária.
 
Hoje, treinador da equipe sub-20 do Bahia, Charles Fabian foi escolhido pelo clube para comandar os treinamentos da semana antes do anúncio oficial do novo comandante, que pode acontecer já nesta segunda-feira (28).
 
Treinar uma equipe profissional não será novidade na carreira do ex-jogador do Bahia. Aos 46 anos, antes de assumir a equipe sub-20, Charles foi treinador do Bahia no Campeonato Brasileiro da Série C de 2006.
 
Em outras oportunidades, depois de sair do clube, treinou outros dois times profissionais: Icasa e  o Votoraty.

Comentar

   

Domingo, 27 de Julho de 2014 - 00:00

Veja o gol de Bahia 0 X 1 Internacional


Comentar

   

Sábado, 26 de Julho de 2014 - 23:30

Demitido, Marquinhos admite em coletiva: 'Queria ter ficado'

por Felipe Santana

Demitido, Marquinhos admite em coletiva: 'Queria ter ficado'
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
Ao lado do vice-presidente Valton Pessoa, o treinador Marquinhos Santos concedeu a última entrevista coletiva como comandante tricolor, após a derrota para o Internacional na noite deste sábado (26), na Arena Fonte Nova.
 
Oficialmente demitido do cargo de técnico do tricolor baiano, Marquinhos Santos agradeceu a oportunidade concedida pelo clube e disse
acreditar na recuperação do Bahia no restante da temporada.

"Momento complicado. Queria ter ficado, confio no grupo, e não tenho dúvida que o Bahia vai sair dessa situação. Vai alcançar o meio e frente da  classificação futuramente", disse.

Perguntado sobre o que determinou sua saída do comando técnico do Bahia, Marquinhos Santos evitou fazer críticas à diretoria do Bahia e admitiu que todos, durante o processo da temporada, foram responsáveis pelo momento ruim do grupo no Brasileirão.

"Não tem culpado único. Todos têm parcela de culpa. Foi uma diretoria leal, transparente. Conversamos depois do jogo do Corinthians, fui ético e optei não deixar o Bahia na mão", ressaltou.

Comentar

   
Carregando...

Histórico de Conteudo

Multimídia

Enquete

Quem você contrataria para ser técnico do Bahia?