Segunda, 24 de Julho de 2017 - 11:00

João Roma

por Fernando Duarte / Estela Marques | Fotos: Paulo Victor Nadal

João Roma
O chefe do Gabinete do Prefeito ACM Neto, João Roma (PRB), reforçou que todas as movimentações políticas caminham para sua candidatura a deputado federal em 2018. A confirmação oficial não se dá por mera formalidade, já que a legislação eleitoral determina que os candidatos só podem ser lançados depois das convenções partidárias. Por outro lado, o pernambucano herdeiro do Padre Roma, um dos líderes da Revolução de 1817, confia na população baiana para elegê-lo ao Congresso, independentemente da sua naturalidade. "Pode parecer paradoxo, mas às vezes me sinto até muito mais baiano do que muito baiano de nascença", adiantou Roma. Na entrevista desta semana ao Bahia Notícias, o ex-Democratas detalha sua relação com a Bahia e com os ACMs - o avô e o Neto. "Quando por outra coincidência vim morar na Bahia, passei a, já que tem essa ligação político-partidária com ACM Neto, passei a ter um estreito relacionamento", lembrou. João Roma ainda comentou a polêmica envolvendo o ex-pugilista Reginaldo Holyfield, nomeado para o cargo de gestor de projetos da prefeitura, e saudou a boa relação que possui com o vice-prefeito Bruno Reis (PMDB). "Bruno é sem dúvida a pessoa que talvez mais conheça Salvador do ponto de vista geopolítico, então tem visão muito precisa das ruas", acrescentou.

Leia mais

Segunda, 17 de Julho de 2017 - 11:00

Rony José Silva

por Luana Ribeiro | Fotos: Paulo Victor Nadal

Rony José Silva
Diretor Regional da Associação de Delegados da Polícia Federal na Bahia, Rony José Silva, tem se dedicado nos últimos dias a divulgar o II Simpósio Nacional de Combate à Corrupção, que será realizado nos próximos dias 24 e 25 no cinema UCI Orient, no Shopping Barra. Entre os aspectos abordados no evento, está a fragilidade da instituição. “O viés hoje que estamos percebendo é de enfraquecimento da Polícia Federal”, avalia o delegado, que aponta, como meios de restringir o trabalho da corporação, a falta de autonomia financeira.

Leia mais

Segunda, 10 de Julho de 2017 - 11:00

Cristina Cardoso

por Bruno Luiz | Fotos: Tiago Dias/ Bahia Notícias

Cristina Cardoso
Em 2015, um projeto enviado pelo governo da Bahia e aprovado na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) foi alvo de polêmica entre os servidores do estado. A lei provocou reajustes na tabela de pagamento do Planserv, o plano de saúde dos trabalhadores da administração estadual, e criou novas faixas de contribuição, ampliando o teto dos valores pagos. Em entrevista ao Bahia Notícias, a coordenadora do Planserv, Cristina Cardoso, tranquilizou os servidores. De acordo com ela, não há perspectiva, pelo menos a médio prazo, de novas mudanças nas tabelas do plano. “Só faremos mudanças se for para atrairmos novos beneficiários. Mas, do ponto de vista de mudanças estruturais, como houve em 2015, não há perspectiva”, assegurou Cristina. A coordenadora ainda afirmou que o grande desafio na gestão do plano é garantir a manutenção dos serviços, enquanto as despesas não param de crescer, apesar de o serviço não ser deficitário. Entretanto, esta é uma missão ainda mais árdua em tempos de crise econômica. ”Não há nenhum tipo de problema financeiro com o Planserv. Nenhum plano paga em dia e tão cedo quanto o Planserv para os prestadores. O que não está tranquilo é que temos uma pressão da despesa impressionante. O desafio é segurar o crescimento dessa despesa para que ela não se torne um problema financeiro”, ponderou.

Leia mais

Segunda, 03 de Julho de 2017 - 11:00

Eleusa Coronel

por Rebeca Menezes / Júlia Vigné

Eleusa Coronel
Mesmo não estando sob as luzes dos principais holofotes da política, a primeira-dama da Assembleia Legislativa do Estado da Bahia (AL-BA), Eleusa Coronel, encontrou um espaço para desenvolver suas ações de trabalhos sociais dentro da casa legislativa através da instituição do grupo de voluntariado Assembleia de Carinho. O grupo foi instituído há quase três meses e é integrado por 64 mulheres, dentre as oito deputadas estaduais e as esposas dos parlamentares da AL-BA. O grupo, de idealização de Eleusa, já realizou diversas ações em prol do Hospital Aristides Maltez, do Grupo de Apoio à Criança com Câncer (Gacc) e das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), entre outros. Ainda sem estatuto, o grupo atua atualmente a partir de doações de servidores da Assembleia e aceita doações da sociedade. A ideia é que a presidência e vice-presidência do grupo seja alterada de dois em dois anos e que o cargo seja ocupado pelas primeiras-damas da AL-BA. “Claro que, se lá adiante a gente puder juntar as forças, será muito bom. Se a gente puder, como um todo, se juntar e fazer um trabalho mais grandioso ainda, seria o ideal. Porque até então cada um faz o seu papel dentro das suas condições. O Estado é uma história, o legislativo é outra história. Vamos bem devagarinho fazendo história”, afirmou. Na entrevista, Eleusa conta todas as ações já realizadas, os trâmites legais que o grupo precisa passar e os planos para o futuro da Assembleia de Carinho.

Leia mais

Segunda, 26 de Junho de 2017 - 11:00

Paloma Modesto

por Rebeca Menezes / Guilherme Ferreira | Fotos: Paulo Victor Nadal / Bahia Notícias

Paloma Modesto
A Secretária Municipal de Educação, Paloma Modesto, acredita que a alta taxa de reprovação é o principal problema a ser enfrentado pela pasta. No ano passado, a cidade apresentou grande evolução no Índice de Desenvolvimento do Ensino Básico, composto essencialmente de dois fatores: o resultado da Prova Brasil e a taxa de reprovação. Para a gestora, apenas o primeiro contribuiu fundamentalmente para o crescimento da nota de Salvador. "Nossa taxa de reprovação é das maiores do Brasil. Então a gente tem que entender as razões disso", afirmou Modesto em entrevista ao Bahia Notícias, citando a "qualidade do programa pedagógico" como a maior causa do problema. A taxa de reprovação acaba provocando outra preocupação para a secretaria: a distorção idade-série - quando o estudante está dois ou mais anos atrasado. "Estamos cuidando disso com um programa específico de aceleração. Esses alunos vão para turmas específicas e eles têm todo um projeto acadêmico completamente diferenciado para que eles possam retomar para sua idade adequada", explicou a secretária. Modesto disse ainda que a prefeitura planeja ter mais 31 unidades de ensino até o final de 2018. Ela explica que a demanda para o ensino fundamental I e II está suprida, restando apenas analisar a necessidade de construção de mais creches. "Acredito que a gente vai avaliar a demanda e tomar a decisão se será necessário ampliar ou não até 2020 e quais meios a gente tem para ampliar a oferta da educação infantil", declarou.

Leia mais

Segunda, 19 de Junho de 2017 - 11:00

Taíssa Gama

por Guilherme Ferreira / Ailma Teixeira

Taíssa Gama
De janeiro a maio deste ano, a Bahia registrou 15.751 casos de violência contra a mulher – número que engloba desde ameaça até feminicídio, passando por casos de homicídio, tentativa de homicídio, estupro e lesão corporal. Os dados foram divulgados no último mês pela própria Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP). No entanto, no entendimento da secretária Municipal de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude, Taíssa Gama, isso não necessariamente significa que houve um crescimento. "Eu digo que os números não cresceram, eles apareceram. Porque com o Disque Denúncia e essas propagandas todas no 190, os números estão aparecendo, as denúncias estão sendo feitas", defende Taíssa em entrevista ao Bahia Notícias. Há cinco meses à frente da pasta, a secretária garante que tem assistido todos os bairros de Salvador, sendo Valéria e a região do Subúrbio os que apresentam situação mais crítica. Com apoio das prefeituras-bairro, a SPMJ também tem trabalhado em ações para erradicar o trabalho infantil.

Leia mais

Segunda, 12 de Junho de 2017 - 11:00

Edelvino Góes

por Bruno Luiz / Estela Marques | Fotos: Tiago Dias

Edelvino Góes
O governo da Bahia deverá lançar em até 60 dias o novo recadastramento de servidores ativos. Em entrevista da semana ao Bahia Notícias, o titular da Secretaria da Administração (Saeb), Edelvino Góes, explicou que a medida cumpre com a expectativa de recadastramento a cada dois anos. A iniciativa começou em 2015, quando 315 servidores ficaram de fora da folha de pagamento ou porque não se recadastraram ou porque suas funções não foram validadas pelas chefias. "Eles estão respondendo a processos administrativos, mas essas despesas já foram retiradas de folha. R$ 1,5 milhão de economia", acrescentou. Na conversa, Góes ainda explicou o funcionamento do Fundo de Previdência Complementar que incluirá os estados do Nordeste, a partir do modelo desenvolvido pelo governo baiano, o PrevBahia. Edelvino Góes é titular da Saeb desde o final da gestão do governador Jaques Wagner, quando assumiu em definitivo a pasta com a saída de Manoel Vitório para a Secretaria da Fazenda. ? Leia aqui a entrevista completa!

Leia mais

Segunda, 05 de Junho de 2017 - 11:00

Geraldo Reis

por Estela Marques / Luana Ribeiro | Fotos: Paulo Victor Nadal

Geraldo Reis
Após ter passado dois anos na Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Geraldo Reis assumiu em janeiro deste ano a Secretaria de Meio Ambiente. A troca de pasta resulta em novos desafios: diversos problemas ambientais distribuídos em um território de grande extensão. O destaque, nos últimos tempos, tem sido a crise hídrica. “Ao mesmo tempo, em função da crise hídrica, tivemos que mediar vários conflitos, porque nós temos regiões onde há uma tradição de produção agrícola que faz uso de irrigação, e nós tivemos verdadeiros conflitos entre a opção de água para consumo humano ou para produção”, relata Reis. O novo secretário também tem entre as metas ampliar o alcance do Cadastro Estadual Florestal de Imóveis Rurais, que abrange apenas 75 mil das cerca de 750 mil propriedades rurais – destas, 319 mil certificados rurais serão financiados pelo Estado, com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento e Social (BNDES). “Nós vamos ter um retrato da situação ambiental do conjunto do território baiano, no que diz respeito às propriedades rurais, e podemos acessar também aquela propriedade específica, caso a gente tenha interesse”, explicou. Reis anunciou ainda um projeto de intervenções no Parque do Pituaçu, com previsão de investimento de R$ 17 milhões, mas já refuta eventuais polêmicas: disse não saber de uma futura transferência do parque para responsabilidade da prefeitura. “Se e é, o secretário de Meio Ambiente não tem conhecimento”.

Leia mais

Segunda, 29 de Maio de 2017 - 11:00

Geraldo Júnior

por Estela Marques / Bruno Luiz

Geraldo Júnior
À frente da Secretaria de Trabalho, Esporte e Lazer (Semtel) há pouco mais de cinco meses, Geraldo Júnior tem vários desafios no comando da pasta, que é uma das novidades da segunda gestão do prefeito ACM Neto. Em tempos de depressão na economia, com o país apresentando números negativos no Produto Interno Bruto (PIB) por dois anos seguidos, o secretário precisa lidar com um dos problemas mais graves trazidos pela crise: o desemprego. Apesar de ter perdido o título de “capital nacional do desemprego” que ostentou até grande parte do ano passado, a capital baiana ainda possui uma das maiores taxas de pessoas sem trabalho do país. De acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, no primeiro trimestre deste ano, Salvador registrou uma taxa de desemprego de 15,3%. O índice a coloca no sétimo lugar entre as capitais com maior número de desempregados no Brasil. Segundo Geraldo, a prefeitura tem apostado em capacitação da mão de obra e em uma parceria com a Secretaria de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), comandada por Guilherme Bellintani, para gerar emprego na capital baiana. Ainda de acordo com o titular da Semtel, o Serviço Municipal de Intermediação de Mão-de-obra (Simm) deve fornecer novos serviços aos soteropolitanos. “Na próxima semana, o prefeito ACM Neto vai assinar com a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego um acordo de cooperação técnica para que, em cada unidade do Simm, e na sede não será diferente, e também nas prefeituras-bairro, nós teremos um novo serviço: a emissão de carteiras de trabalho. [...] Vamos fazer um termo de cooperação com o Exército Brasileiro, para o alistamento militar ser feito na sede Simm”, anunciou, em entrevista ao Bahia Notícias. Ainda de acordo com Geraldo, a intenção de ACM Neto é transformar a cidade em um polo nacional do esporte. Para isso, Salvador receberá uma piscina olímpica, além de centros de iniciação para práticas esportivas. “A piscina olímpica do município será para revelação de atletas e para quem exercer e celebrar grandes competições mundiais. O Centro de Iniciação ao Esporte nada mais é que um ginásio poliesportivo, uma arena multiuso nas diversas atividades, com atividades olímpicas, não-olímpicas e paraolímpicas”, explicou. Na área dos eventos, que também são licenciados pela Semtel, a pasta prepara, para o segundo semestre, um festival de música. O secretário explica que a novidade funcionará nos mesmos moldes do reality show musical The Voice, da TV Globo. “Este evento vai reunir toda a cidade. Vamos fazer isso através das prefeituras-bairro”, adiantou.

Leia mais

Segunda, 22 de Maio de 2017 - 11:00

João Gualberto

por Fernando Duarte / Bruno Luiz / Luana Ribeiro / Júlia Vigné

João Gualberto
Após a polêmica envolvendo o presidente Michel Temer e o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), o PSDB apresenta dissidências internas com relação ao apoio ao chefe do Executivo. Assim que o jornal O Globo divulgou o conteúdo de um áudio de diálogo entre o presidente e o empresário Joesley Batista, o partido se posicionou afirmando que iria deixar a base do governo após a análise do material fosse divulgada. No entanto, com a retirada do sigilo e a publicação dos áudios pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a bancada do partido resolveu manter-se apoiando Temer. Mesmo com o posicionamento da bancada, o deputado federal João Gualberto (PSDB-BA) e outros sete deputados não concordaram com a ação e pediram o impeachment do presidente na Câmara dos Deputados. “Nós vamos manter a nossa posição de oposição ao governo Temer, votando a favor das reformas, votando a favor das matérias de interesse do Brasil, mas fora do governo. Todos nós vamos ficar fora do governo”, declarou Gualberto, ressaltando que existem mais deputados federais insatisfeitos com o apoio do partido a Temer e que devem se declarar como opositores à atual gestão - são 47 parlamentares na Câmara e 11 no Senado. De acordo com Gualberto, o descontentamento com o peemedebista não é novo. A divergência no partido viria desde o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. “Na época do impeachment, o nosso grande dilema é que aprovando o processo, como foi aprovado, quem iria governar era o PMDB, era Michel Temer. Então grande parte da bancada já não gostaria de participar do governo”, explicou. Em entrevista ao Bahia Notícias, Gualberto comentou o atual cenário político brasileiro, a inconsistência do PSDB no apoio ao Temer, o futuro do país, a corrupção sistemática, as eleições 2018 e a promessa do “novo” para a política.

Leia mais

Histórico de Conteúdo