Terça, 21 de Novembro de 2017 - 16:00

A arte da antecipação

por Francisco Viana

A arte da antecipação
É elementar no relacionamento com a mídia: antes de falar é preciso pensar. Não foi o que fez a ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois. Apresentou pedido ao governo para acumular salário de 61 mil reais mensais e foi obrigada a recuar por pressão da sociedade. E o que é pior: recuou com indisfarçável arrogância,  querendo justificar sua atitude, segundo áudio divulgado no Jornal da Globo. Isto afetará, em muito a sua reputação. É fora de dúvida. 

Leia mais

Sexta, 17 de Novembro de 2017 - 16:00

O mundo virtual é tão perigoso quanto o real

por Francisco Camargo

O mundo virtual é tão perigoso quanto o real
Brasileiro adora novidade, estamos entre os países que adotam mais rapidamente novas tendências, principalmente tecnológicas. Se por algum tempo houve temor e resistência em aderir a novos dispositivos ou aplicativos, a realidade hoje é muito diferente - estamos abertos a mudar nossos hábitos com a utilização de tecnologias inovadoras, principalmente na Internet.

Leia mais

Quinta, 16 de Novembro de 2017 - 15:00

Honorários Dignos para Advocacia Dativa

por Fabrício de Castro Oliveira e Ubirajara Gondim de Brito Ávila

Honorários Dignos para Advocacia Dativa
A Constituição Federal estabelece no seu art. 5º, inciso LXXIV que “o Estado prestará assistência jurídica integral e gratuita aos que comprovarem insuficiência de recursos”. Nessa exata linha, a mesma Carta Maior assegura autonomia para a Defensoria Pública, como instituição permanente, essencial à função jurisdicional do Estado, incumbindo-lhe a orientação jurídica, a promoção dos direitos humanos e a defesa dos direitos individuais e coletivos, de forma integral e gratuita, aos necessitados (art.134). É enorme, no entanto, a diferença entre as disposições constitucionais e sua efetividade. Algumas vezes, como ocorre em relação ao acesso à justiça, a Carta Magna mais parece uma declaração de propósitos, uma manifestação de boas intenções, tamanha é a discrepância entre o texto e a realidade vivida pelas pessoas, especialmente aquelas mais simples.

Leia mais

Sexta, 10 de Novembro de 2017 - 16:00

A desigualdade no Brasil e a utopia da transformação

por Celso Luiz Tracco

A desigualdade no Brasil e a utopia da transformação
A sociedade brasileira vem enfrentando enormes dificuldades nos últimos anos. Corrupção endêmica, violência urbana, altas taxas de desemprego, uma grave crise ética, falta de confiança em sua classe política são sinais claros da falta de esperança em um futuro promissor. Como resultado imediato, aumenta o número de jovens e mesmo de famílias constituídas que decidem construir suas vidas no exterior, refazendo o caminho inverso de seus antepassados, 100 anos atrás.

Leia mais

Terça, 07 de Novembro de 2017 - 16:00

O ensino superior com fórmula ultrapassada

por Carlos Rodolfo Sandrini

O ensino superior com fórmula ultrapassada
Durante muitas décadas, o sucesso profissional no Brasil esteve ligado diretamente ao diploma. Um histórico que teve início no século 19, quando as famílias ricas mandavam seus filhos estudar na Europa. De lá, voltavam médicos, engenheiros e advogados. Desde então, mais do que o status social, um curso superior sempre foi considerado uma ferramenta fundamental para uma vida melhor em um país subdesenvolvido. Isso realmente fazia sentido, pois o sonhado diploma abria as portas do mercado de trabalho possibilitando salários melhores, promoções frequentes e, principalmente, estabilidade profissional. 

Leia mais

Sexta, 03 de Novembro de 2017 - 16:00

Os tsares e a perda da reputação

por Francisco Viana

Os tsares e a perda da reputação
A dinastia  dos Románov conheceu duas dezenas de tsares entre 1613 e 1917, exatos 304 anos. Esteve entre os impérios mais “ espetaculares e bem sucedidos” ( Simon Sabag Montefiore, Os Románov) desde os mongóis. No final do século governavam um sexto da superfície da terra e o império continuava crescendo. Conquistadores obstinados, subjugaram a Sibéria e a Ucrânia, tomaram Paris e Berlim, criaram uma civilização de alta cultura e sofisticada beleza, além de darem vida a Púchkin, Tolstói, Tchaikóvski   Dostoiévski e Rachmáninov. 

Leia mais

Terça, 31 de Outubro de 2017 - 16:00

A interferência humana nas mudanças climáticas

por Leila Teresinha Maranho

A interferência humana nas mudanças climáticas
Estima-se que o planeta Terra tem, aproximadamente, 4 bilhões de anos. Durante esse período, ele passou por diferentes transformações que foram divididas em eras geológicas. Essas eras correspondem a grandes intervalos de tempo que foram divididos ainda, em períodos. Evidências demonstram que, durante todos esses períodos, aconteceu extinção em massa, isto é, o decréscimo da biodiversidade devido à extinção de vários grupos de seres vivos ao mesmo tempo. As causas dessas extinções podem variar, porém, são fortes as evidências que indicam que elas não sejam resultado de um fato isolado, mas da combinação de vários fenômenos. Entre os principais acontecimentos podem ser citados choques de asteroides, erupções vulcânicas, alterações climáticas, entre outros.

Leia mais

Sexta, 27 de Outubro de 2017 - 16:00

Você é conservador ou progressista?

por Francisco Viana

Você é conservador ou progressista?
Da resposta a esta questão dependerá em muito o resultado das próximas eleições presidencias em que o deputado Jair Bolsonaro, segundo o Instituto Datafolha, desponta com 17 por cento dos votos e o ex-presidente Lula com 35 por cento. Dois Brasis em conflito como numa guerra civil? Não. Dois Brasis em processo de diálogo. 

Leia mais

Quarta, 25 de Outubro de 2017 - 09:00

Modernizar empresas é incorporar a diversidade dos recursos humanos

por Olívia Santana

Modernizar empresas é incorporar a diversidade dos recursos humanos
As empresas, em todos os regimes sociais, buscam aumentar sua produtividade, como condição para obter êxito nos ambientes competitivos onde atuam. Entre outras medidas, procuram fazer um adequado uso dos recursos humanos. Estes, entretanto, são bastante diversificados, e hoje já se sabe que uma boa administração dessa diversidade promove melhor produtividade.

Leia mais

Sexta, 20 de Outubro de 2017 - 16:00

Na era do espírito

por André Luís Peixinho

Na era do espírito
A visão materialista tornou-se dominante na civilização. E, neste contexto, nós somos individualidades similares às moléculas gasosas que se movimentam, sem direção, sem sentido, sem finalidade. E como desenvolvemos uma consciência de finitude do ego nosso existir, conclui-se num final vazio: o nada.

Leia mais

Histórico de Conteúdo