Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Quadrilha é presa por reciclar camisinhas; produtos tinham fungos e remendos
Foto: Reprodução / The Sun

Um grupo de 17 pessoas foi preso na China acusado de reciclar camisinhas usadas para venda em supermercados e cadeias de hotéis. Segundo informações do The Sun, a quadrilha chegou a ganhar 5 milhões de libras (equivalente a R$ 22 milhões).

 

O caso aconteceu na província de Hebei, onde foram apreendidas cerca de 500 mil caixas com os produtos, alguns vendidos em embalagens da marca Durex.

 

"As condições de higiene nessas vilas eram muito ruins. Nós vimos as camisinhas que eles estavam fazendo. Eles misturavam elas com óleo de silicone dentro de um balde", afirmou o chefe de polícia do condado de Cangnan, Zheng Xidan, sobre o processo de reciclagem.

 

Muitas das camisinhas encontradas continham fungos, pequenos remendos e furos. Elas eram vendidas ao varejo por um preço inferior ao das originais.

 

Desde 2014, segundo o tabloide, mais de 10 casos similares foram registrados na região.

Histórico de Conteúdo