Estudo sobre orgasmo: Homens superam mulheres; lésbicas têm 10% a mais que héteros
Foto: Divulgação

Um estudo publicado no Journal of Sexual Medicine (clique aqui) avaliou a recorrência de orgasmos entre homens e mulheres de diferentes orientações sexuais. A pesquisa foi realizada através de questionário online respondido por 1.497 homens e 1.353 mulheres, todos eles solteiros e tendo mantido relações sexuais nos últimos 12 meses. O primeiro dado da pesquisa mostra a diferença entre homens e mulheres, já que eles chegaram ao clímax em 85,1% das relações, enquanto elas atingiram 62,9% das vezes. Entre as mulheres, os orgasmos foram alcançado mais vezes entre as lésbicas (74,7%), enquanto as heterossexuais totalizam 61,6% e as bissexuais 58%. No caso dos homens, a variação entre as diferentes orientações sexuais foi pequena. Os heterossexuais atingiram orgasmo em 85,5% das relações, enquanto os bissexuais tiveram em 77,6% e, os homossexuais, 84,7%.


Uma das hipóteses defendidas por pesquisadores das universidades de Indiana, Geórgia e Nova Jersey para a diferença grande entre as mulheres, é o fato de as lésbicas terem mais familiaridade com o corpo feminino e por isso teriam mais facilidade de satisfazer suas parceiras. Os estudiosos destacaram ainda que em geral o sexo entre mulheres tem uma duração maior, e por isso pode influenciar na estatística. Apesar das suposições, ainda seriam necessárias mais pesquisas para descobrir com exatidão os motivos da diferença nos números. 
 

Histórico de Conteúdo