Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Pfizer diz que vacina contra Covid-19 é segura para crianças entre 5 e 11 anos
Foto: Erasmo Salomão/MS

Em meio à recomendação de suspensão da vacinação de adolescentes pelo Ministério da Saúde e opiniões divididas entre especialistas, a Pfizer divulgou nesta segunda-feira (20) que sua vacina contra a Covid-19 é segura e gerou uma resposta “robusta” de anticorpos em crianças de cinco a 11 anos. Os resultados foram obtidos em um ensaio de fase 2.

 

Os resultados obtidos pela Pfizer são os primeiros divulgados para esta faixa etária em relação a uma vacina contra a Covid-19 dos Estados Unidos. De acordo com a CNN Brasil, o estudo ainda não foi submetido a avaliação por pares. A Pfizer informou que planeja submeter os dados compilados para esta faixa etária à FDA (Food and Drug Administration) dos EUA para autorização de uso emergencial em breve.

 

A pesquisa contou com 2.268 voluntários com idades entre cinco e 11 anos. Foram administradas duas doses do imunizante com um intervalo entre doses de 21 dias.

 

A dose usada nas crianças dessa faixa etária foi menor do que a usada em adolescentes de 12 a 17 anos, que já são vacinados com o imunizante da farmacêutica americana em vários países. De acordo com a reportagem da CNN, nesses testes foram usadas doses de 10 microgramas, enquanto nos adolescentes a dose é de 30 microgramas.

 

“A dose de 10 microgramas foi cuidadosamente selecionada como a dose preferida para segurança, tolerabilidade e imunogenicidade em crianças de 5 a 11 anos de idade”, disse a farmacêutica Pfizer.

 

A matéria também traz a informação de que as respostas imunológicas dos participantes foram medidas observando os níveis de anticorpos neutralizantes no sangue e comparando esses dados a um grupo de controle de 16 a 25 anos de idade que recebeu um regime de duas doses - com a dose maior de 30 microgramas.

 

A Pfizer disse que os níveis se comparam bem aos de pessoas mais velhas que receberam a dose maior, demonstrando uma “forte resposta imunológica neste grupo de crianças um mês após a segunda dose”.

Histórico de Conteúdo