Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Fiocruz identifica reversão na tendência de queda de casos de síndrome respiratória
Foto: Foto: Ricardo Valverde/Fiocruz

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) identificou  uma possível reversão na tendência de queda no número de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no Brasil. A síndrome pode ser causada por vários vírus respiratórios, mas, durante a pandemia, quase todos os casos no país são causados por Covid-19. A constatação está na nova edição do boletim InfoGripe, publicado nesta quarta-feira (4) pela Fiocruz.

 

O documento sinaliza que os dados mostram sinais de queda na tendência de longo prazo — ou seja, em relação às últimas seis semanas — mas, quanto às últimas três semanas, os dados indicam sinal moderado de crescimento. As informações foram divulgadas em reportagem do portal G1.

 

Em relação as mortes, o boletim mostra que o número continua a cair. Apenas Acre, Mato Grosso do Sul e Amazonas apresentam sinal de crescimento na tendência de longo prazo, com destaque para o Acre, único estado que registrou sinal forte de crescimento.

 

Quanto aos demais, sinais de estabilidade nas tendências de longo e curto prazo foram observados em Amazonas, Amapá, Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro e Rondônia.

Histórico de Conteúdo