Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Instituto Adolfo Lutz divulga segunda-feira análise de variante do coronavírus
Foto: Reprodução / FioCruz

Os resultados da análise de amostras que podem indicar a presença de uma nova variante do novo coronavírus no estado de São Paulo só devem sair nesta segunda-feira (4), informou no último sábado (2) o Instituto Adolfo Lutz.

 

Na última quinta-feira (31), o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde de São Paulo foi notificado pelo laboratório de medicina diagnóstica Dasa da suspeita de dois casos de uma nova variante do novo coronavírus (SARS-CoV-2) no estado de São Paulo, a mesma que teria sido detectada na Inglaterra, de acordo com a Agência Brasil. 

 

A confirmação da cepa em dois pacientes foi feita por meio de sequenciamento genético realizado em parceria com a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).

 

Essa nova cepa, da linhagem B.1.1.7, detectada na Inglaterra, não se mostra mais letal, mas pode ser mais transmissível.

 

Após a confirmação do laboratório Dasa sobre essa suspeita, as amostras foram enviadas para o Instituto Adolfo Lutz, que deu início ao trabalho de análise e sequenciamento genético para identificar se essa nova cepa já teria mesmo chegado ao Brasil.

 

Segundo o instituto, as análises preliminares feitas nas amostras não permitiram confirmar a presença da linhagem B.1.1.7. Por isso, foi solicitada ao laboratório Dasa que seja enviada uma quantidade maior de material genético para que o trabalho possa ser concluído até esta segunda.

Histórico de Conteúdo