Nova Zelândia anuncia que não tem mais casos ativos do coronavírus
Primeira-ministra Jacinda Ardern | Foto: Reprodução / Hello Giggles

O governo da Nova Zelândia anunciou que o último paciente isolado por causa do novo coronavírus já recebeu alta. A confirmação foi feita nesta segunda-feira (8) pela diretora-geral do Ministério da Saúde, Ashley Bloomfield.

 

"Não ter casos ativos pela primeira vez desde 28 de fevereiro é certamente um marco importante em nosso caminho, mas, como dissemos anteriormente, será essencial manter a vigilância contra a Covid-19", disse Ashley, em um comunicado.

 

Com cinco milhões de habitantes, o país registrou 1.154 casos e 22 mortes em decorrência da doença ao longo da pandemia. "O último caso não apresentou sintomas por 48 horas e é considerado curado", acrescentou o Ministério da Saúde. Além disso, há 17 dias não há registro de novas infecções.

 

De acordo com o G1, o país foi elogiado pela forma de combate à pandemia, pois implementou um regime rígido em sete semanas até maio. Com isso, a primeira-ministra Jacinda Ardern disse que vai suspender todas as medidas de contenção, exceto apenas as restrições nas fronteiras.

 

"Estamos confiantes de que eliminamos a transmissão do vírus na Nova Zelândia por enquanto, mas a eliminação não é um ponto no tempo, é um esforço sustentado. Enquanto o trabalho não está concluído, não há como negar que este é um marco. Então, posso terminar com um simples obrigado, Nova Zelândia", afirmou a primeira-ministra.

 

Isso significa que eventos públicos e privados, indústrias de varejo e hospitalidade e todo o transporte público poderão retomar as atividades normalmente, sem a exigência de medidas de distanciamento social.

Histórico de Conteúdo