Busca por procedimentos estéticos cresce com fim do inverno; especialistas apontam cuidados
Foto: Reprodução/Ativo Saúde

Cuidados com o corpo e tratamento estéticos ganham os holofotes com o fim do inverno. Em Salvador, a volta dos dias mais quentes vem junto com a temporada de praias cheias e festas de verão. As alternativas para que as pessoas se sintam bem consigo mesmas e com seus corpos vão além dos exercícios e boa alimentação, mas também envolvem a associação com intervenções estéticas que podem auxiliar no aumento da autoestima e confiança. Porém, para obter o resultado esperado, é necessário entender quais são os melhores procedimentos para cada pessoa e como buscar o profissional ideal.

 

Por isso, o Bahia Notícias fez uma lista com as práticas mais buscadas pelos baianos, tirando dúvidas e desfazendo alguns mitos. Mas a esteticista Java Ribeiro reforça: a beleza não é um aspecto meramente físico: “Para você estar bonita ou bonito é preciso estar bem, então o que a gente preza muito é esse conjunto, o equilíbrio entre ser e estar”.

 

LIMPEZA DE PELE

A limpeza de pele é um dos procedimentos mais comuns nas clínicas. Ela pode ser feita em todos os tipos de pele e, segundo a esteticista Cynthia Santana, consiste na retirada de tecido morto, impurezas e cravos. O processo contribui para a redução da oleosidade e o fechamento de poros, o que acaba por reduzir a acne. "Basicamente não tem contraindicação, todo mundo pode fazer, inclusive gestantes. A única diferença é que nesses casos são utilizados produtos que não ofereçam riscos para o bebê", sinalizou Cynthia, que trabalha com estética há cinco anos.

 

As sessões de limpeza de pele podem durar entre 50 e 70 minutos a depender do caso, e podem ser feitas até no verão, desde que a pessoa se atente para a exposição ao sol sempre com proteção. A esteticista ainda recomenda que nas primeiras 24h após a sessão não se utilize maquiagem. 

 

PROTETOR SOLAR

Quanto aos cuidados com a pele, a primeira dica da especialista foi sobre o protetor solar. Os perigos de se expor ao sol sem a proteção devida já são conhecidos, mas a profissional alertou para a importância de também proteger a pele da "luz invisível", decorrente das lâmpadas fluorescentes e do computador, por exemplo, que podem causar pigmentação e melasmas, e também acelerar o envelhecimento da pele. Para se proteger dessa luz, a dica de Cynthia é a atenção na hora de escolher o protetor solar: o produto deve possuir além do fator FPS, o PPD.

 

REDUÇÃO DE MEDIDAS

A redução de medidas também movimenta as clínicas de estética nesta época, e é possível escolher alguns tipos de procedimento. Nesse sentido, a profissional chama atenção para um erro comumente cometido pelas pessoas que a procuram: o de achar que drenagem linfática reduz gordura localizada. "A drenagem tem como foco a retenção de líquidos, ela se trata de um procedimento mais terapêutico", explicou Cynthia ao apontar as alternativas que têm como foco a redução de gordura, a exemplo da massagem modeladora e Criolipólise.

 

A técnica da massagem modeladora é baseada em manobras de amassamento, pinçamento e deslizamento. Ela pode ser feita com associações com gesso, manta térmica, e produtos oligoterapêuticos, que são aqueles à base em argilas. "Na primeira sessão a pessoa já percebe uma diferença, mas a gente recomenda que se faça um tratamento de dez sessões e siga com manutenções esporádicas", esclareceu a esteticista.

 

Manobras da massagem modeladora | Foto: Reprodução/Ativo Saúde

 

Ainda com foco em redução de gordura e consequentemente de medidas, também existe a opção da técnica de Criolipólise, em que acontece o congelamento de gordura. Nela, uma máquina submete a gordura localizada a baixas temperaturas. O aparelho é colocado na superfície da pele, fazendo as células de gordura serem congeladas a temperaturas negativas para serem destruídas. O procedimento pode ser feito no contorno corporal, abdômen, costas, flancos, coxas, glúteos e nos braços.  

 

Cada sessão de Criolipólise tem duração de cerca de uma hora. Elas devem ser realizadas com um intervalo de tempo de pelo menos três meses. Mas é preciso ter cuidado: como envolve o congelamento de uma parte do corpo, quem se interessar deve buscar clínicas especializadas e que usem mantas com liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para garantir que elas não se partirão ou apresentarão fissuras em contato direto com a pele, o procedimento poderia causar queimaduras graves.

Método de Criolipólise / Foto: Divulgação

 

ESTRIAS, CELULITES E CICATRIZES

Resultado da destruição de fibras elásticas e colágenas na pele, a aparência das estrias, em forma de linhas em tom diferente e que se destacam na pele, pode incomodar muita gente. Para acabar ou pelo menos minimizar esse desconforto, é possível se submeter à técnica de camuflagem de estrias.

 

Percursora no método, Java Ribeiro explicou que o procedimento funciona como uma espécie de tatuagem. “É uma técnica que implanta pigmento, cor da pele, no contrate da estria, na camada subcutânea da pele. Ela é feita com uma caneta específica com uma agulha, como se fosse caneta de tatuagem”, explicou Java.

 

As sessões de camuflagem podem durar de uma até quatro horas. A variação, segundo a profissional, depende da complexidade, quantidade de estrias, extensão da área e do biotipo do paciente. “Porque se for uma área que tem muita gordura, muito tecido adiposo, a gente tem uma dificuldade maior de implantação de pigmento, então exige um pouco mais de esforço e tempo”, exemplificou Java. Passados de 30 a 50 dias da sessão inicial, a paciente é submetida a uma nova sessão de retoque.

 

Resultado do tratamento de camuflagem | Foto: Reprodução/Instagram Java Ribeiro

 

Java também é especialista em uma técnica chamada “cicaplus”, que tem como objetivo a melhora do aspecto e clareamento de cicatrizes. A esteticista esclarece que neste método são trabalhados a qualidade da pele, do aspecto da cicatriz e o clareamento dela. 

 

“A gente chama o cicaplus de um 'casamento explosivo', que se dá através de uma combinação rica de ativos restauradores e clareadores, podendo adicionar ou não alguma tecnologia”, afirmou. Java ainda explicou que nesta técnica se usa o dermaroller, que é um equipamento conhecido como microagulhamento. Em seguida, o tecido do local da cicatriz em tratado. No cicaplus ainda existe a possibilidade de finalizar com a camuflagem, se for necessário.

Resultado do método "cicaplus" | Foto: Reprodução/Instagram Java Ribeiro

 

A Carboxiterapia também é uma opção indicada para o combate da celulite, gordura localizada, flacidez, estrias e micro-varizes. Ela consiste na aplicação subcutânea de gás carbônico. As sessões duram em torno de uma hora. O recomendado, segundo Cynthia, é a realização de um tratamento de 10 sessões, e posteriores sessões de manutenção, mais esporádicas.

 

Cynthia alerta que existem contra indicações relativas na Carboxiterapia. “Geralmente quando tem trombose, problema de varizes, de vasos mais grossos, não é que não pode fazer, mas tem que ter uma atenção maior”, advertiu.

Sessão de Carboxiterapia | Foot: Reprodução/Biomedicina Estética

 

COMBO SAÚDE+BEM ESTAR+AUTOESTIMA

O conselho unânime entre as esteticistas é sobre a importância dos tratamentos serem associados a boas práticas de saúde. “Costumo dizer aos clientes que é como se fosse de um tripé: reeducação alimentar, atividade física e o tratamento”, destacou Cynthia.

Enquanto isso, Java classificou a estética como “coadjuvante”. “O que a gente precisa realmente é seguir uma disciplina alimentar, de atividade física, para ter a estética como um auxiliar”.

Por fim, Cynthia ainda deixou claro que o tipo de atividade que se faz tem relevância. “O importante é se movimentar, não importa qual seja a atividade. Não precisa ser musculação, mas qualquer outra atividade, aeróbico, algum esporte, treino funcional, qualquer um”, aconselhou.

Histórico de Conteúdo