Pesquisadores brasileiros descobrem que radiação ultravioleta pode descontaminar órgãos
Foto: Agência Fapesp

Um método desenvolvido por pesquisadores brasileiros e canadenses pode descontaminar órgãos a partir da radiação ultravioleta. Recentemente publicado na revista científica Nature, a técnica visa aumentar o número de transplantes de órgãos. 

 

Segundo o portal Viva Bem, do Uol, o novo método consiste em utilizar feixes de luz ultravioleta para matar o víros da hepatite C. Sendo assim, pulmões anteriormente infectados pelo vírus ficariam aptos a serem doados após o procedimento. Atualmente, a técnina está sendo adaptada para outros órgãos, e eliminando outros tipos de vírus e bactérias.

 

No Brasil, a técnica ainda não chegou. Atualmente, está sendo usada apenas para transplantes de pulmão em Toronto, Canadá. Ainda de acordo com a publicação do Viva Bem, a Associação Brasileira de Transplante de Órgãos afirma que, hoje, 32.716 pacientes estão à espera de um transplante de rim, fígado, coração, pulmão, pâncreas ou córnea no país. 

Histórico de Conteúdo