Após 4 anos de queda, planos de saúde registram aumento no número de beneficiários
Foto: Agência Brasil

Os planos de saúde registraram alta de 0,4% no número de beneficiários em 2018, em comparação ao ano anterior. De acordo com dados do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), esta foi a primeira elevação desde 2014.

 

Entre 2014 e 2017, o setor de saúde suplementar registrou apenas perdas. Mais de 3 milhões de consumidores deixaram os planos de saúde.

 

Os planos médico-hospitalares encerraram 2018 com 47,4 milhões de clientes. No total, foram firmados 200,2 mil novos contratos de janeiro a dezembro, segundo o IESS. O instituto atribuiu o impulso para a recuperação do setor às regiões Centro-Oeste e Nordeste.

 

Apenas no Nordeste, foram firmados 82,8 mil novos vínculos. A região contabiliza 6,6 milhões de beneficiários, com aumento de 1,3%. No Centro-Oeste, foram registrados 111,8 mil novos vínculos ao longo de 2018, incremento de 3,6% e um total de 3,2 milhões de pacientes atendidos.

 

O superintendente-executivo do IESS, Luiz Augusto Carneiro, indicou que o processo de recuperação de consumidores de planos de saúde está atrelado ao desenvolvimento econômico e à geração de empregos formais, especialmente nos setores de comércio e serviço dos grandes centros urbanos. "Esperamos ter indicadores econômicos positivos, mas se isso não acontecer, o setor pode permanecer estagnado por mais um tempo", advertiu.

 

A expectativa é que o setor volte a crescer de modo mais efetivo quando o mercado formal de trabalho voltar a contratar, porque é o mercado formal que oferece planos de saúde e odontológicos como benefício a seus colaboradores.

Histórico de Conteúdo